Experiência de quem preservou os filhos

Inicial / AIDS / Experiência de quem preservou os filhos
AIDS

,

Jornal do Tocantins – TO

Editoria:

Pág.

Dia / Mês/Ano:

Estado

 

24/DEZEMBRO/07

 

Palmas – Durante o pré-natal do segundo filho, de dois anos, a dona-de-casa Maria de Lurdes Vieira (nome fictício), 23 anos, descobriu ser portadora do vírus HIV. Sem a presença do pai da criança, que já não mantinha um relacionamento com ela, tomou a decisão de seguir corretamente o procedimento indicado para evitar a transmissão vertical. "Foi um choque para mim, e ainda estou me recuperando. É muito complicado ter essa doença, principalmente porque não sabia se ia ou não pegar nele. Aí o doutor falou que só aconteceria se eu não fizesse tudo direitinho. E felizmente meu bebê nasceu saudável", relatou Maria. Há cerca de três meses nasceu seu terceiro filho. Maria está casada há um ano e oito meses. "Ele queria namorar comigo, então falei que tenho essa doença e tenho meus filhos. Mesmo assim ele me aceitou como sou e logo depois engravidei", disse. Segundo Maria, eles mantêm um relacionamento tranqüilo, mas seu esposo, que não é portador do HIV, precisa fazer o teste com freqüência. Maria pode ter sido infectada há cerca de dez anos, segundo teria sido informada por seu médico. Ela disse nunca ter imaginado contrair o HIV, mas que pode acontecer com qualquer pessoa. "É importante tomar muito cuidado e usar preservativo para evitar essa doença, que não é uma experiência boa para uma mãe ter. Se eu não tivesse feito tudo corretamente, teria me sentido muito culpada", afirmou. O exame sorológico do último filho de Maria deve ser feito quando o bebê estiver com seis meses. (C.S.)

Serviço

Como se transmite o HIV
Pode ser transmitido pelo sangue, sêmen, secreção vaginal e pelo leite materno.

Assim pega:
Sexo vaginal sem camisinha;
sexo anal sem camisinha;
sexo oral sem camisinha;
uso da mesma seringa ou agulha por mais de uma pessoa;
transfusão de sangue contaminado;
mãe infectada pode passar o HIV para o filho durante a gravidez, o parto e a amamentação;
instrumentos que furam ou cortam, não esterilizados.

Assim não pega:
Sexo, desde que se use corretamente a camisinha;
masturbação a dois;
beijo no rosto ou na boca;
suor e lágrima;
picada de inseto;
aperto de mão ou abraço;
talheres / copos;
assento de ônibus;
piscina, banheiros, pelo ar;
doação de sangue;
sabonete / toalha / lençóis.

Publicações Relacionadas

Como evitar o HIV? Prep É Opção?

Cláudio Souza

A dor crônica é um problema enorme entre as pessoas com HIV ou AIDS

Cláudio Souza

Elevada eficácia observada no estudo britânico sobre PrEP

Cláudio Souza

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Soropositivo.Org, Wordpress.com e Automattic fazem tudo a nosso alcance no que tange à sua privacidade. Você pode saber mais sobre esta política neste link Eu aceito A Política de Privacidade de Soropositivo.Org Ler Tudo em Política de Privacidade