Image default
Fatos sobre a AIDS Traduções Voluntárias

Anticorpos de HIV podem precisar da ajuda de segundo anticorpo

HIV, uma coisa chata, que nos assusta! Não a mim! 25 anos, quase isso, e o que eu teria a me queixar agora, de ter vivido pouco? Risos!

Anticorpos poderosos de HIV podem precisar da ajuda de um segundo anticorpo para se desenvolverem

Cientistas financiados pelo NIAID descobrem cooperação entre anticorpos

John R. Mascola, Doutor em Medicina, à direita, liderou uma equipe no Centro de Pesquisas de Vacinas do NIAID que participou do estudo.
Créditos: NIAID

Ver imagem maior.O link está quebrado e eu o matei!

 

Uma estratégia para o desenvolvimento de uma vacina altamente eficaz contra o HIV consiste em compreender como algumas pessoas infectadas pelo vírus desenvolvem naturalmente anticorpos que podem impedir uma grande porcentagem das cepas de HIV de infectar células humanas em laboratório.

Anticorpos Amplamente Neutralizadores (bNAbs)

Esses chamados anticorpos amplamente neutralizadores (bNAbs) desenvolvem-se tarde demais para ajudar as pessoas infectadas a vencer o vírus, mas se uma vacina pudesse estimular o sistema imunológico de pessoas não infectadas a produzir bNAbs, isso poderia protegê-las da infecção por HIV.

Pesquisadores vêm estudando amostras seriadas de sangue doadas por um indivíduo sul-africano portador de HIV entre 15 semanas e 4 anos após o contágio, visando compreender como seu sistema imunológico desenvolveu um bNAb poderoso.

Anteriormente, os cientistas observaram como o bNAb mudava de sua forma inicial e imatura para sua forma final e mais poderosa – capaz de combater o HIV – por meio de interações com o vírus durante vários meses.

Tudo Começa na Infecção Por HIV

Em uma nova pesquisa, os cientistas descobriram que, no início do processo de infecção, um segundo anticorpo, mais comum, influenciava o vírus a desenvolver uma mutação que ajudaria o bNAb a desenvolver sua capacidade amplamente neutralizadora.

Assim, o processo de coevolução anticorpo-HIV pode envolver mais de um anticorpo, uma descoberta com possíveis implicações para o desenvolvimento de uma vacina contra o HIV.

O novo estudo foi liderado por Barton F. Haynes, Doutor em Medicina, diretor do Instituto de Vacinas Humanas da Faculdade de Medicina da Universidade de Duke,

E, também, pesquisador do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (NIAID, na sigla em inglês), que é parte do Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos (NIH).

Os cientistas do Centro de Pesquisas de Vacinas (VRC) que colaboraram foram liderados por John R. Mascola, Doutor em Medicina e diretor do VRC.

ARTIGO:
F Gao et al. Cooperation of B-cell lineages in induction of HIV-1 broadly neutralizing antibodies. Cell DOI: 10.1016/j.cell.2014.06.022 (2014).

QUEM:
Anthony S. Fauci, Doutor em Medicina e diretor do NIAID, e John R. Mascola, Doutor em Medicina e diretor do Centro de Pesquisas de Vacinas do NIAID, estão disponíveis para comentários.

CONTATO:
Para agendar entrevistas, favor contatar Laura S. Leifman, (301) 402-1663, niaidnews@niaid.nih.gov.

http://www.niaid.nih.gov/news/newsreleases/2014/Pages/HIVAntibodiesCooperation.aspx

 

O NIAID conduz e financia pesquisas – no NIH, em todo o território americano e ao redor do mundo – que visam estudar as causas de doenças infecciosas e autoimunes e desenvolver melhores meios de prevenir, diagnosticar e tratar essas enfermidades. Notícias, informativos e outros materiais relacionados ao NIAID estão disponíveis no site do instituto.

Sobre o Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos (NIH): O NIH, que é a agência americana de pesquisa médica, inclui 27 Institutos e Centros e compõe o Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos. O NIH é a principal agência federal que conduz e financia pesquisas médicas básicas, clínicas e translacionais. Ele está investigando as causas, os tratamentos e as curas tanto de doenças comuns como de raras. Para mais informações sobre o NIH e seus programas, visite www.nih.gov.

Sugestões de leitura

Tem algo a dizer? Diga!!! Este blog é melhor contigo!!!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

A Automattic, o Wordpress e Soropositivo.Org, e eu, fazemos tudo a nosso alcance no que tange à sua privacidade. E estamos sempre aprimorando, melhorando, testando e implementando novas tecnologias de proteção de dados. Seus dados estão protegidos e, eu, Cláudio Souza, trabalho neste blog 18 horas or dia para, dentre tantas outras coisas, garantir a segurança de suas informações, posto que sei das implicações e complicações das publicações aqui passadas e trocadas Eu aceito A Política de Privacidade de Soropositivo.Org Conhecer Nossa Política de Privacidade

Whatsapp WhatsApp Us