Agustín pergunta: Vale a pena continuar?

Você esta em Início => Fatos sobre a AIDS => Agustín pergunta: Vale a pena continuar?
?>

Olá a todos. Meu nome é Agustín, tenho 25 anos e acabei de me mudar para a cidade de Cancun (México). A primeira coisa que fiz ao chegar foi procurar uma ex-namorada que tive durante o vestibular e com quem tive relações sexuais. Usei proteção, mas praticamos sexo oral (eu tinha acabado de ir ao dentista para extrair um molar), provavelmente ingeri um pouco de leite materno. Por favor, desculpem-me se estou sendo muito explícito.

O problema começou quando ela me ligou e me disse que tinha ido ao hospital uns dias após o nosso encontro para investigar uma infecção que ela contraíra. O doutor sugeriu que ela fizesse uns exames e o resultado deu positivo para HIV.

health, illness, madness, psychiatric, suicide

Como faz somente um mês que tivemos relações, estou esperando até completar três meses para realizar o teste Elisa, entretanto, tenho absolutamente todos os sintomas da primeira etapa, febre, suores noturnos, faringite, candidíase lingual, dores de cabeça, diarreia e hoje começaram a aparecer manchas em meu cabelo e em meu pescoço. Li sobre pessoas que começam a desenvolver sintomas por autossugestão, mas não creio que seja caso, em minha mente não há dúvidas de que sou portador e cada novo sintoma só faz confirmar minha suspeita.

Nota do Editor: Quando eu recebi meu diagnóstico passei por um período extremamente paranóico onde eu sentia que qualquer pessoa poderia saber que eu sou soropositivo só de olhas paramim.Senti medo, vergonha, culpa, auto-humilhação e pensei sim, e muito, em suicídio. Um amigo meu, quye me fez o favor de notificar a minha ex, que poderia,mas nao estava, infectada, diz que um segundo depois ele tivesse se arrependido deter falado, porque ela entrou num completo surto paranóico e foi difícil trazê-la de volta à luz da realidade. A AIDS, esta doença, tem o dom de enlouquecer as pessoas quando elas sentem que podem ter sido tocadas por ela. Nunca vi um só relato de uma pessoa que recebesse isso comserenidade, num caso extremo, uma amiga me contou que o irmão dela tinha AIDS e que ela, antes de confirmar o diagnóstico, que tinha a "esperança que fosse leucemia" E é psicóloga!!!
Nota do Editor: Quando eu recebi meu diagnóstico passei por um período extremamente paranoico onde eu sentia que qualquer pessoa poderia saber que eu sou soropositivo só por olhar para mim. Senti medo, vergonha, culpa, auto-humilhação e pensei sim, e muito, em suicídio. Um amigo meu, que me fez o favor de notificar a minha ex-namorada, que poderia estar infectada,mas não estava, disse-me que um minuto depois ele ter contado já estava completamente arrependido de ter falado, porque ela entrou num completo surto paranoico e foi difícil trazê-la de volta à luz da realidade. A AIDS, esta doença, tem o dom de enlouquecer as pessoas quando elas sentem que podem ter sido tocadas por ela. Nunca vi um só relato de uma pessoa que recebesse isso com serenidade, num caso extremo, uma amiga me contou que o irmão dela tinha AIDS e que ela, antes de confirmar o diagnóstico, tinha a “esperança que fosse leucemia” E é psicóloga!!! Não avaliou o que eu senti ao ouvir isso… PQP

Agora não sei o que fazer, tenho pavor do que possa acontecer. Sempre fui muito liberal, nunca fiquei na mesma cidade por mais de um ou dois anos, tenho muitos projetos, ou melhor, tinha muitos projetos, porque agora não sei como continuar com minha vida. Cheguei a pensar em interrompê-la. O que mais me dói é o choque que será para minha família, como ficarão destruídos. Saber que agora não poderei construir minha própria família, que precisarei ficar preso a uma única cidade devido aos medicamentos, que não poderei realizar meus projetos de negócios, tudo aquilo que não poderei fazer e, para piorar, as complicações que virão: a dor, o sofrimento, as doenças.

Acredito que no fundo ainda não consigo aceitar, mas quando o Elisa confirmar minha suspeita, não sei como reagirei.
A verdade é que neste momento estou perdido, não consigo dormir, não sei o que fazer, não consigo concentrar-me no trabalho e, como sou novo na cidade, a solidão está afetando-me de verdade pela primeira vez na vida.

Desculpem o desabafo e obrigada por me ouvirem, isso significa muito para mim.

Saudações.

Traduzido por Diana Margarida Sorgato  do original em Espanhol  ¿Vale la pena seguir? do Site Grupo de Trabajos Sobre Tratamientos del VIH

 

Anúncios

Publicações Relacionadas

Comente e Socialize-Se. A vida é melhor com amigos!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

A Automattic, o Wordpress e Sorositivo.Org, fazem tudo a nosso alcance no que tange à sua privacidade.E estamos sempre aprimorando, melhorando, testando e implementando novas tecnologias de proteção de dados. Seus dados estão protegidos e, eu, Cláudio Souza, trabalho neste blog 18 horas or dia para, dentre tantas outras coisas, garantir a segurança de suas informações, posto que sei das implicações e complicações das publicações aqui passadas e trocadas Eu aceito A Política de Privacidade de Soropositivo.Org Ler Tudo em Política de Privacidade

Sua Opinião é Muito Importante!

Você gostaria de dar sua opinião sobre o Blog Soropositivo.Org?

Se você desejat, por favor forrneça seu e-mail, assim enviaremos a você uma resposta

Obrigado. Nós recebemos sua opinião e daremo o retorno em breve

Whatsapp WhatsApp Us
Precisa conversar? Há três pessoas aqui prestando serviços voluntários dentro de suas possibilidadades
error: Content is protected !!