Não importa sua religião. Se teu Deus é Alah, Adonay, Deus, Oxalá, Buda, Sidarta, não importa. Importa que, em nome dele(s), se faça o bem

Um conto de Natal, que me dá esperanças nas horas difíceis

Foi em Dezembro de 2000.

Eu tinha acabado de conhecer em uma lista de discussões uma advogada, de uma cidade no Interior de Goiás que, se não me falha a memória, era a cidade de Jataí.

Perdoem-me os que tem amor à precisão geográfica, mas eu não tenho sequer a certeza que a cidade fica em Goias…

O fato é que ela, Dra Simone Talvez, me deu um caso de demissão por justa causa contra uma empresa que fizera exatamente isso contra um portador de HIV naqueles anos de chumbo.

Eu publiquei a noticia, mas este site sofreu tantos ataques hackers, e alguns deles eu sei quem patrocinou (um verme covarde que registrou um domínio parecido com o meu e ficou lá por um ano e abandonou todos os que depositaram esperança nele) e muiya coisa se perdeu, infelizmente.

Todavia, o maior banco de dados sobre a História da AIDS no Brasil está em minhas mãos e eu o guardo como um Tigre de Sentinela. MS coisas perderam-se

Lembro-me que desde aquele tempo era manter este site e como era difícil!

Então a Dra. Simone me contou a história de um pinheiro que sonhava em ser árvore de natal.

Os outros pinheiros riam dele, porque ele era, ainda, um pinheirinho mirrado e ninguém ia querê-lo.

Mas ele cresceu e, um dia (!), ele foi escolhido!

Foi levado para uma casa, enfeitado e durante um mês a alegria se fez em torno dele, que levantava júbilos aos Céus.

Na noite de Natal então, quanta alegria! Tudo era em volta dele. Os presentes, as crianças, os adultos, os velhos, as cantigas e a noite foi maravilhosa.

Depois, ele foi levado ao porão da casa e ficou… lá, esquecido… As outras coisas esquecidas da casa riam-se dele, pois elas ficariam e ele nem imaginava qual ainda seria seu destino.

Um dia, os homens da casa vieram, colocaram-no sobre um tronco e com dolorosos golpes de machado começara a desfazer o nosso herói que, em meio a tanta dor, não conseguia compreender porque faziam aquilo com ele, até que o levaram à lareira da casa, numa noite muito fria.

Finalmente(!!!) ele compreendeu o seu destino(…) e decidiu dar de si sua melhor luz, meu maior calor e aquecer aquela família (lágrimas aqui).

Depois, suas cinazas foram jogadas longe, num campo aparentemente estéril….

Ali, reza a lenda, nasceu a mais frondosa das florestas!

Não creio que eu seja como este pinheiro, porque minha luz é tíbia e eu murmuro demais.

Mas, aparentemente, Deus me concedeu, depois de quase quinze anos de desmandos e loucuras sobre a terra, contra as mulheres e contra a vida, a possibilidade de trabalhar em Sua Seara, da maneira como eu sei fazer. É uma forma pequena e limitada, tendo em vista os grandes vultos aos quais sequer me ouso comparar.

Sou apenas um servo de Deus, sem religião (minha religião é Deus); eu fui espírita, mas cansei-me dos espíritas, porque, quase sempre eles dizem que “a espiritualidade superior resolverá as coisas” e isso me causa espasmos de agonia. A Espiritualidade Superior é a Espiritualidade Superior justamente porque resolveu seu problemas, não esperando que outros os resolvam.

Pensem nisso.

Não pretendam gerar florestas, esta ambição pode levá-los à loucura…

Na noite do Getsemani, com o choro sanguinolento, o Cristo perguntou a três de Seus apóstolos que dormiram: “Nem por uma hora puderam vigiar comigo?”

Sede, sobretudo, vigilantes….

Em um livro do Chico eu li a seguinte frase:

“Persevera no bem, com a certeza de que viverás para sempre! E, se algum dia te sentires só, lembra-te de Jesus. Um dia, ele também esteve sozinho, crucificado, abandonado, no alto de uma colina, contemplando inimigos gratuitos e beneficiários ingratos. Perante a conceituação humana, ele estava completamente só… Porém Ele com Deus,e Deus com Ele, formavam maioria, perante a multidão exaltada…

Paz seja convosco!

Aleiko Salam!

Se Você pode, apoie

Nós temos muitos projetos a serem realizados, mas não temos recursos.

Por outro Lado, temos nossos custos operacionacionais, que não são poucos.

Se Você gosta deste trabalho, pode ajudar e assim o deseja, faça uma colaboração em nossa vakinha

Apoie-nos com o que desejar.
Este botão não leva á uma movimentação financeira. Mas, sim até a página da vakinha

Tags:

😍😍😍😜💫☮Sim, este da foto sou eu ! Minha sobrinha pediu que eu pusesse esta foto m meu perfil !.... Eu tinha aqui uma descrição a meu respeito que, uma pessoa classificou como “irreverente”. Esta é, realmente, uma forma eufêmica de classificar o que estava aqui. Tudo o que sei é que uma “ONG”, que ocupa um prédio de 10 andares estabeleceu uma parceria comigo, e eu tenho os logs do tempo de parceria, que foi mais um vampirismo pois, para cada 150 pessoas que saiam do meu site, clicando no deles, havia, em média, um que entrava. QUANDO ENTRAVA E SE ENTRAVA

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

As ùltimas desde:

We use cookies to give you the best online experience. By agreeing you accept the use of cookies in accordance with our cookie policy.

Fim da Linha por aqui. tente outra opção a partir do Início Volte Para Topo - Click
%d blogueiros gostam disto: