Últimas noticias

Estado Laico? E a Pressão Religiosa em campanhas sobre DST/AIDS e Aborto?

silueta na cruz Não tera sido por todos que jesus morreu?

A pressão religiosa, sobretudo evangélica, nas decisões sobre campanhas de prevenção a DST/AIDS e Aborto no Brasil

 

laicidadeComo manobras políticas e soluções para cavar vagas em ministérios, CPIs e comissões federais, os partidos têm feito cada vez mais esforços para colocarem seus representantes entre os membros dessas áreas governamentais e, com isso, cada vez mais interesses particulares têm influenciado nos rumos e objetivos das comissões de regulamentação, investigação e sugestão de melhorias, onde quem sai perdendo cada vez mais é a população.

Quando falamos de crises na política nacional, pensamos diretamente em corrupção. Porém, um fato que tem cada vez mais impedido o avanço de melhorias significativas no quadro da politização nacional são os líderes que colocam primeiro os interesses religiosos ao invés do benefício populacional. A título de exemplo, podemos citar a bancada evangélica nacional como a mais grave epidemia que assola o nosso atual sistema de saúde.

estupra mas nao aborta

Frase infeliz proferida por alguns políticos e até mesmo alguns religiosos em dias de diarréia verbal

Por questões litúrgicas como homofobia e contrariedade ao aborto, por exemplo, não raro vemos leis que podem tratar problemas reais e a cada dia mais preocupantes no país sendo barradas não com embasamento social, mas com fundamentação ideológica. É comum ver propostas sociais que têm seu avanço impedido por uma movimentação religiosa que argumenta contra a lógica de um estado laico, tal como o Brasil se propõe a ser.

A questão da AIDS

 

Especialmente na questão do Programa Nacional sobre conscientização, tratamento e/ou prevenção de DST/AIDS e Aborto, há muita pressão religiosa. O grande problema aqui são osaborto-no-pedofilia-si argumentos, que dificilmente incluem análises orçamentárias ou logísticas, entrando apenas em méritos vagos como a criminalização da homossexualidade ou do sexo por si só. E tais argumentos
passam a surtir um efeito negativo no país: como resultado, o número de jovens gays infectados no país praticamente duplicou em dez anos. Além disso, enquanto outros países avançam em discussões a temas relacionados ao aborto, por exemplo, o Brasil recua a passos largos perante qualquer menção que exista sobre o assunto.

A contradição do estado laico

 

A influência religiosa que vemos em campanhas de prevenção num estado que se diz laico é, no mínimo, contraditória. A cada dia, novas figuras polêmicas ganham status de verdadeiras vozes da população religiosa. Entregando mensagens contraditórias ao estado laico, preconceituosas e, muitas vezes, dignas de estados totalitários como a Alemanha, de Hitler ou a Coréia do Norte, de Kim Jong-Un.

Figuras como Marco Feliciano que, antes de político, se identifica como pastor, são extremamente nocivas em seus posicionamentos, por não abrirem possibilidades para argumentações, já que

MarcoFelicianoAlanMarquesFolhatodas as suas polêmicas e preconceituosas opiniões são legitimadas com base em crenças religiosas e senso comum. A ideia é que, ao tratar DSTs, por exemplo, incentivaremos a prática de sexo antes do casamento. As DST/AIDS , problema de países ainda menos desenvolvidos que o Brasil, passa a ser vista como era há 30 anos: uma doença de homossexuais, que só pode ser adquirida por relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo. Um verdadeiro retrocesso para um país que deveria estar livre de pressões bíblicas que subjugam as necessidades das pessoas.

Sem embargo, enquanto prosperar a pol[itica da troca de cargos por votos e, sobretudo, a influência religiosa na vida do Congresso Nacional, que deveria cuidar to interesse de todos, sem admitir pressão religiosa em questões tão sensíveis como DST/AIDS e Aborto temo por um horizonte sombrio, com uma eventual crise humanitária, perfeitamente evitável, a pressão religiosa só trará retrocessos

Cláudio Santos de Souza

O Mal em sua essência...

Só uma pessoa extremamente inocente não vê a expressão de cinismo deste homem (???)…

 

Tudo é uma questão de poder e dinheiro. O que querem os homens com dinheiro e poder? Mais dinheiro e mais poder…!

Digiprove certificate id: P551949 – Evidence of this text and HTML content has been

created.

Anúncios

Precisa conversar

Whats App Soropositivo.Org

Estamos aqui para ajudar a pensar, não para diagnosticar

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico 2013/2014

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico
Sobre Claudio Santos (509 artigos)
Depois de passar quatro décadas tentando estabelecer pelo menos um armistício com meu pai e ver as falhas ocorrerem sistematicamente, tentativa após tentativa, eu desisti do sobrenome “de Souza”. Estava me preparando espiritualmente para isso quando uma amiga locupletou a façanha de descobrir onde está minha mãe... Cláudio Santos. Quem preferir, aluda-se a mim como o Cláudio do Site,ou Cláudio do Soropositivo.Org, ou ainda aquele da promessa não cumprida: Cláudio, o trouxa do livro que acreditou em "palavra emprenhada". Eu mostro meu rosto, embora alguns me censurem, porque, no meu modesto ponto de vista, ser portador de HIV não é crime e, portanto, não há do que me envergonhar. Eu contraí HIV pela via sexual. Eu fui um DJ e, durante cinco anos fui DJ no vagão Plaza e durante uns outros dois fui DJ do Le Masque. Lá, um filho da puta me pediu para fazer minhas férias e puxou meu tapete. Aí fui parar na "Segredos", uma casa gay e, de quebra, morei lá por um tempo. Rua da Amargura, onde R.A. Gomes me colocou. Mas dei a volta por cima e fu trabalhar na SKY. Depois, na Pink Panther, em Santos e, enfim, na XEQUE Mate e, terminei minha carreira, aquele que fora três vezes considerado o Melhor DJ de São Paulo, como um apagado DJ do La Concorde e do Clube de Paris, onde conheci uma das mais belas mulheres com quem convivi e a perdi. Conheci alguém novo, uma mulher, "do dia", que me apresentou esta Entidade, o computador e, por muito tempo vivi de consertá-los. Sei, hoje, que ainda há muita gente que me odeia. Quer saber? Get them the hell and fuck off porque eu não dou a mínima. Simplesmente faço meu trabalho e me reporto a Deus... E pra quem não acredita em resiliência, eis meu histórico médico De acordo com o que preceitua o Código de Ética Médica, nos termos da legislação vigente e de conformidade com o pedido formulado pelo interessado, declaro que o Sr Cláudio Santos de Souza, matrícula no serviço sob registro RG3256664J, está em acompanhamento regular com seguintes diagnósticos/CID-10 até o presente momento: #HIV/Aids diagnóstico em 11/1996 (B24) #Candidíase oral 1996 (B20.4) #lnfecção latente tuberculosa tratada com Isoniazida em 1997 (Z20.1) #Arritmia cardíaca: bloqueio parcial ramo D/bradicardia sinusal por antidepressivos tricíclicos em 2006 (I49.9/R00.1) #Depressão (F32) Dislipidemia (E78.5) Diabetes (E14.) Obesidade (E66.) #PO tardio de gastroplastia redutora (técnica Capella 10/2011) #Embolia Pulmonar (126.) em 2011 + hipertensão pulmonar #HAS (110) controlada após cirurgia bariátrica Catarata (H26.9) #Sífilis (A51.0) gonorréia (A54.0), herpes genital (A60) Litíase vesicular (K80.5) #Trombose venosa profunda/tromboflebite MMII de repetição (182.9): 2008, 2009 e 2010 #lntervenção cirúrgica em 21/01/2013: de herniorrafia incisional abdominal, apendicectomia, colecistectomia #Herpes zoster ramo oftálmico 04/2015 (B02) 2 # Neuropatia periférica em membros superiores e inferiores (G62.9), acarretando fraqueza muscular, parestesias e dor, medicado e em seguimento pela equipe de dor #Angioma cavernoso cerebelar - em seguimento com neurologia Tratamento: TDF+3TC+ATVr, ezetimibe, alopurinol, AAS, atorvastatina, enoxaparina, clomipramina, risperidona, zolpidem, clorpromazina, flunitrazepam, gabapentina, amitriptilina, metadona Últimos exames: CD4=1070 (28%)/CD8=1597 rel=0,67 (08/03/2015) e Carga viral- HIV(PCR)

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Prevenção e Redução de Danos com o Apoio da Associação AIDES
  2. Lucas Rezende: Transmissão dolosa do HIV é crime de lesão gravíssima? | Soropositivo.Org Há Vida com HIV!

Seu retorno é importante. Nós atendemos às solicitações de textos, desde que ligados ao tema central de alguma forma. Faça seu comentário, de sua opnião

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: