Anúncios

Síndrome Debilitante. “Estafa” ou síndrome de Wasting

Você esta em Início => AIDS => Doenças Oportunistas?! Doenças Oportunistas, o que são?!!! E Quais São Elas?! => Síndrome Debilitante. “Estafa” ou síndrome de Wasting
Doenças Oportunistas?! Doenças Oportunistas, o que são?!!! E Quais São Elas?!
sindrome de wasting
faça sua doação para Soropositivo.Org

 

 

 

O Aoio é Opcional! Minha Gratdão não tem fim!

Introdução

cazuza debilitado - sindrome de wastingPerda de peso e a síndrome debilitante são duas complicações relacionadas à AIDS que se não tratadas adequadamente podem oferecer risco de vida. Apesar das terapias medicamentosas anti-HIV tenham ajudado a prevenir a perda de peso e a síndrome os dois problemas ainda ocorrem. De acordo com um estudo publicado no final de 1997, mais de 25% de pessoas HIV-positivo recebendo terapias anti-HIV com o triplo de medicação ainda sofriam com algum grau de perda de peso e/ou debilitação.

Há uma diferença entre perda de peso e debilitação?

 

Sim. Como o próprio nome diz, a perda de peso se refere à perda de peso corporal. A Síndrome debilitante se refere à perda de massa ou tamanho corporal, mais notadamente massa muscular ( as vezes referida como “massa corporal magra”). Muito freqüentemente, ambas ocorrem ao mesmo tempo. Entretanto, este não é sempre o caso. É possível que alguém que esteja perdendo peso não perca massa muscular. Também é possível que alguém perdendo massa muscular possa não perder muito peso. Por exemplo, algumas pessoas HIV-positivo perdem muito músculo. Mas podem experimentar um aumento de gordura. Isto pode fazer com que o peso se mantenha mesmo que a perda de músculo continue.

Em pessoas que não tem o HIV, a perda de peso geralmente não é um problema. Por exemplo, alguém que faça dieta irá eventualmente perder peso. Para compensar a falta de ingestão de alimentos, o corpo irá naturalmente queimar gordura – ou no sangue ou estocada nas células – para ajudar a suprir sua necessidade de energia. Ao mesmo tempo, o corpo trabalha para proteger as proteínas durante períodos de dieta ou atividade física. A proteína é necessária para construir os músculos, as células e os órgãos no corpo. Em outras palavras, a maioria das pessoas pode se dar ao luxo de perder peso. Elas não podem se dar ao luxo de perder proteínas.

Em pessoas com HIV, especialmente durante os períodos de doença (por exemplo, MAC ou Tuberculose) a demanda do corpo por energia aumenta. Transformar gordura em energia também requer muito trabalho do corpo. Para ajudar a economizar energia, o corpo pode ir atrás de proteína para abastecer suas necessidades de energia. Isto se deve ao fato da proteína ser muito mais fácil de ser convertida em energia do que a gordura. Também, a proteína é necessária para ajudar a reparar órgãos danificados e para substituir células do sistema imunológico perdidas durante períodos de adoecimento.

Se não houver proteína suficiente no sangue – o que pode ocorrer se alguém não estiver consumindo todas as proteínas que deveriam durante os períodos de adoecimento – o corpo irá atrás dedebilitado uma fonte maior de proteínas do corpo: os músculos. Dependendo das necessidades de energia do corpo, que depende da gravidade da doença e de quanto tempo ela dura, muitos ou poucos músculos podem ser perdidos. E apesar da perda de pequenas porções de músculos não ser geralmente séria, perder grandes porções de músculos pode ser perigoso.

Há, essencialmente, dois tipos diferentes de perda. O primeiro reflete os períodos de rápida perda de peso e músculo. Como discutido acima, este tipo é encontrado mais comumente em pessoas sofrendo de infecções oportunistas em particular, tais como MAC, tuberculose ou Pneumocystis pneumonia (PCP). Dados os benefícios das terapias anti-HIV e da profilaxia, as pessoas HIV-positivo tem agora uma chance muito melhor de ou evitar ou se recuperar mais rapidamente das IOs. Isto é certamente uma boa notícia em termos de prevenção de um dos tipos mais comuns de debilitação.

O segundo tipo reflete perdas mais graduais tanto de peso quanto de músculos. Diferente do primeiro tipo, que quase geralmente se aplica à pessoas com AIDS, a perda gradual pode ocorrer a qualquer momento. Isto também pode ocorrer por uma serie de motivos e pode ser devida à infecção por HIV propriamente dita.

Tradução Rodrigo S. Pellegrini

Assine Nossa Newsletter – Ela É Mensal, Com O Melhor Do Melhor Em Meu Blog






E Você? O Que Acha

Muitas Pessoas, os “sorointerrogativos” olham com desdém para as pessoas com HIV.

Um amigo meu (ex-amigo que levou uma chave…), no passado, ciente de minha condição, referiu-se a outra pessoa, supostamente infectada por HIV da seguinte maneira:

-“Este é outro que está bichado”.

Até hoje eu não entendo os porquês de eu não tê-lo socado até fazer dele um pastel de burro, sei lá.

Como o assuto é sério e esclarecimentos cabem, eu coloco, antes, este vídeo:

Durante Décadas Foi Tabú! Pessoalmente sofri por isso. E Você, teria um relacionamento sorodivergente

Você é portador(a) de HIV? Se sim, conseguiu a aposentadoria ou o auxilio doença como manda a ei ou teve de lutar como um cão?

Precisa Conversar, comece pelos comentários, ou por aqui







Ou Custa A Fã Page do Blog!

 

Anúncios

Publicações Relacionadas

4 omentários

Os Comentários estão suspensos

Soropositivo.Org, Wordpress.com e Automattic fazm tudo a nosso alcance Eu aceito A Política de Privacidade de Soropositivo.Org Ler Tudo em Política de Privacidade

Política de cookies e privacidade

Este Site usa Cookies e você pode recusra este uso. Mas pode saber bem o que está sendo registrado em, conssonãncia com nossa política de privacidade