Anúncios
Últimas noticias

Resistência a medicamenos antirretrovirais

 

 

O HIV pode tornar-se resistentes às drogas usadas para tratá-la . Isso acontece porque O HIV muda, ou sofre uma mutação, um pouco a cada vez que se reproduz a si mesma. Algumas dessas mutações são na parte do vírus que é visada pelas drogas anti-HIV e pode significar que esta droga anti-HIV não funcione bem contra algumas cepas (tipos) do vírus.

Como reduzir o risco de resistência

A coisa mais importante que você pode fazer para reduzir seu risco de desenvolver resistência à droga é levar seu Tratamento do HIV a sério e tomá-lo corretamente. Tomar os medicamentos antirretrovirais adequadamente é chamado de Adesão, E tem sido demonstrado que você precisa tomar todas, ou quase todas, as suas doses de antirretrovirais corretamente para que o seu tratamento tenha a melhor a melhor oportunidade de trabalho.(Nota do tradutor: Conversando com uma enfermeir anum centro especializado em AIDS ela me segredou que a meta é 95%. Quando el percebeu que eu comecei a fazer contas ela explicou: “Você pode falhar uma só dose no mês e olhe lá!” Então eu digo. Olhe lá.e não perca nenhuma.

Boa adesão inclui tomar todas as suas doses na hora certa, na quantidade certa e da maneira certa (por exemplo, com ou sem alimentos conforme as instruções).  Também é importante se certificar de que você evite tomar a seus medicamentos antirretrovirais com outros medicamentos ou drogas que podem interferir com a forma como o seu organismo processa-los. Seu infectologista ou farmacêutico irá verificar isso uma vez que  é importante que você diga a eles sobre qualquer coisa que você possa estar tomando.

Baixa adesão pode significar que não há remédio suficiente em seu corpo para lutar contra o HIV , e isso pode significar que as estirpes do vírus que possuem resistência a drogas anti-HIV podem se reproduzir e se tornou a principal cepa de HIV em seu corpo.

Como chegar a carga viral com níveis indetectáveis significa que você têm um risco muito baixo de desenvolver resistência aos medicamentos anti- HIV. Por essa razão, o objetivo do tratamento do HIV é uma carga viral indetectável . Carga viral indetectável é geralmente definida como abaixo de 40 cópias/ml. Até há pouco tempo, este foi o mais baixo nível detectável de testes mais utilizados no monitoramento rotineiro da carga viral. Agora existem alguns testes ultrassensíveis que podem medir abaixo de 20 cópias/ml.

Além disso, as pessoas cuja carga viral permanece elevada ou da rebotes, enquanto tomando medicamentos anti-HIV podem ainda experimentar um aumento duradouro da contagem de CD4 e o retardo na progressão da doença, embora a razão pela qual isso ocorra não sejam bem compreendidas. Embora resistência seja um motivo para o retomo da carga viral, não é a única razão.

Testes de resistência

É necessário que você tenha  Um teste para verificar a resistência aos medicamentos anti-HIV antes de você inicie o tratamento contra o HIV, ou se a sua carga viral aumenta e você precisa de mudança de Tratamento.

Cerca de 10% dos novos casos de infecção com o HIV, vírus que é resistente A um ou mais agentes anti-HIV . Isto pode limitar o tratamento antirretroviral em suas opções.

Os resultados destes testes podem ajudar infectologista a escolher o esquema de Terapia Antirretroviral com a melhor chance de trabalhar contra o HIV no seu caso. Nota do tradutor: Você que me lê, agora, pensando se pode ou não pode estar infectado por HIV deve estar pensando: “ E se eu tiver uma cepa resistente aos remédios mais fáceis (com menos efeitos colaterais) de tomar? E se minha infecção for por um virus resistente a todos os medicamentos?” Não é hora de pôr um pouco mais que inhame dentro desta sua cabeça e usar preservativo em todas as suas relações sexuais?

Resistência Cruzada

Se você desenvolver resistência a uma droga antirretroviral, então há uma chance de que você também desenvolveram resistência a outras drogas que você ainda não tomou, se eles trabalham contra o HIV de uma forma semelhante. Esta é a chamada resistência cruzada.

Mudar tratamento devido à resistência

Se a carga viral aumentou é geralmente recomendado que você Mude para uma totalmente nova combinação de  drogas anti-HIV. Os resultados de seu Teste de resistência vão ajudar a orientar a escolha que você e o seu médico.

Novos tipos de drogas anti-HIV foram desenvolvidos chamados inibidores da entrada e inibidores da integrase. Eles trabalham de uma forma diferente às medidas de outras drogas antirretrovirais e isso significa que eles podem ser importantes e novas opções de tratamento para pessoas que têm tido uma grande quantidade de anti-HIV drogas no passado.

Michael Carter, Greta Hughson

Publicado: 13º MARÇO DE 2012

Anúncios

Olha só pessoal.

No início do post tem uma imagem com um texto falando sobre o trabalho e os custos que a gente tem. Você que está me lendo agora, pode e tem o direito de não acreditar.

No mês de mais, quando mais de quarenta mil visitas foram registradas, houve três cooperações.

Quando nós pedimos cooperação financeira, qualquer valor é bom.

Sabe, o beija-flor pode carregar uma diminuta gota d’água em seu bico, no afã de apagar o incêndio na floresta….

E nunca será insuficiente 😊

Está conta serve para transferências de qualquer banco ou depósitos na boca do caixa de qualquer agência do Santander

Esta conta não permite, senhores abusadores, que seja feito nada a título de débito nela.

Você não poderá, como já pôde, assinar 65 revistas de uma só editora e, muito menos abrir contas de acesso à Internet :-)

Precisa conversar

Whats App Soropositivo.Org

Estamos aqui para ajudar a pensar, não para diagnosticar. Não somos médicos ou profisionais de saúde. Buscamos ajudar com palavras amigas, conforto espiritual e, na medida do possível, terminar com a neurose gerada por bloqueiros de meia pataca ou homofóbicos sem caráter que não pensam duas vezes antes de espalhar terros entre pessoas que, quer eles, os homofóbicos, queiram ou não, são seres humanos. Tenha em mente que o numero do WhatsApp esta conectado a um CPF

A PEP é um direito de todos! Saiba onde a achar

A PEP é um direito de Todos

A PEP É um DIREITO DEDOS

[EIKYGMrz]

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico 2013/2014

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico
Sobre Claudio Santos (524 artigos)
Depois de passar quatro décadas tentando estabelecer pelo menos um armistício com meu pai e ver as falhas ocorrerem sistematicamente, tentativa após tentativa, eu desisti do sobrenome “de Souza”. Estava me preparando espiritualmente para isso quando uma amiga locupletou a façanha de descobrir onde está minha mãe... Cláudio Santos. Quem preferir, aluda-se a mim como o Cláudio do Site,ou Cláudio do Soropositivo.Org, ou ainda aquele da promessa não cumprida: Cláudio, o trouxa do livro que acreditou em "palavra emprenhada". Eu mostro meu rosto, embora alguns me censurem, porque, no meu modesto ponto de vista, ser portador de HIV não é crime e, portanto, não há do que me envergonhar. Eu contraí HIV pela via sexual. Eu fui um DJ e, durante cinco anos fui DJ no vagão Plaza e durante uns outros dois ou tres, quase quatro anos, fui DJ do Le Masque. Lá, um filho da puta me pediu para fazer minhas férias e puxou meu tapete. Aí fui parar na "Segredos", uma casa gay e, de quebra, morei lá por um tempo. Rua da Amargura, onde R.A. Gomes me colocou. Mas dei a volta por cima e fu trabalhar na SKY. Depois, na Pink Panther, em Santos e, enfim, na XEQUE Mate e, terminei minha carreira, aquele que fora três vezes considerado o Melhor DJ de São Paulo, como um apagado DJ do La Concorde e do Clube de Paris, onde conheci uma das mais belas mulheres com quem convivi e a perdi. Conheci alguém novo, uma mulher, "do dia", que me apresentou esta Entidade, o computador e, por muito tempo vivi de consertá-los. Sei, hoje, que ainda há muita gente que me odeia. Quer saber? Get them the hell and fuck off porque eu não dou a mínima. Simplesmente faço meu trabalho e me reporto a Deus...

1 Trackback / Pingback

  1. Deu Reagente!!! E agora? Calma… Há muito a ser feito e você não recebeu uma sentença de Morte Soropositivo.Org - Há vida com HIV

Os comentários estão desativados.

%d blogueiros gostam disto: