Blog Soropositivo. Org

Doenças pulmonares anteriores, relacionadas com a aids são associadas com risco de câncer do pulmão para as pessoas com HIV

Home / AIDS / Doenças pulmonares anteriores, relacionadas com a aids são associadas com risco de câncer do pulmão para as pessoas com HIV
AIDS

 

Doença pulmonar relacionado à AIDS é um fator importante no aumento do risco de câncer de pulmão visto em pessoas com HIV, os investigadores de  relatório dos Estados Unidos em AIDS. O estudo comparou as taxas de incidência de câncer de pulmão e o  tempo de sobrevida entre pacientes HIV positivos e indivíduos HIV negativos.

“Verificamos que a infecção pelo HIV sozinho não foi um fator de risco independente para o câncer de pulmão, mas a quantidade de cigarro ao longo do tempo e a AIDS, mais pneumonias prévias entre adultos infectados pelo HIV foram os principais contribuintes para o desenvolvimento de câncer de pulmão,” comentaram os autores.

A incidência de cancros relacionados com o da AIDS (especialmente o sarcoma de Kaposi e linfoma não-Hodgkin) diminuiu acentuadamente desde a introdução da  terapia antirretroviral eficaz (TARV). No entanto, diversos estudos têm relatado aumento da incidência de câncer de pulmão entre pessoas com HIV desde o advento da TARV. Não está claro se este aumento é simplesmente devido às altas taxas de tabagismo observada em pessoas com VIH. Existem algumas evidências de que a supressão imunológica associados com a  infecção pelo HIV e o dano pulmonar causada por infecção relacionada a AIDS como pneumonia PCP  e  pneumonia bacterianas recorrentes também podem ser importantes fatores de risco para câncer de pulmão.

Face a tal incerteza, investigadores conceberam um estudo para determinar a incidência de fatores de risco e o  tempo de sobrevida para o câncer de pulmão entre os indivíduos recrutados em dois estudos de coorte longitudinal da infecção pelo HIV, envolvendo mulheres (mulheres HIV Estudo interdepartamental [WIHS]) (n=2549), outros homens ( Estudo de coorte multicêntrico AIDS [MACS]) (n=4274]). Ambas as coortes incluem uma população de comparação do HIV-negativo em indivíduos de risco.

Os pacientes foram acompanhados até Setembro de 2012. Um total de 60 incidente do câncer  do pulmão (46 em pessoas com HIV, 14 em pacientes HIV negativos participantes) foram registradas entre participantes da coorte.r- A média de idade ao diagnóstico de câncer de pulmão foi de 52 anos entre mulheres com HIV e 51 anos entre mulheres HIV-negativos. Para os homens, a média de idade do diagnóstico foi de 50 anos para aqueles com HIV e 54 anos para pacientes HIV-negativos. Todos eram tabagistas.

Globalmente, incidência do cancro do pulmão foi significativamente maior entre as mulheres (IRR = 151,8 por 100.000) do que os homens (IRR = 50,7 por 100.000)(p < 0,001). Incidência também foi maior entre os pacientes com HIV (IRR = 119 por 100.000) comparados com indivíduos HIV negativos (IRR = 45 por 100.000)(p = 0,001).

Todos os casos de câncer de pulmão ocorreu em fumantes. Trinta e um de 60 casos ocorreram em pessoas que haviam acumulado pelo menos trinta anos de história pregressa de tabagismo. (Um pack ano é equivalente de fumar 20 cigarros por dia por um ano). Pacote de dez ou mais anos de tabagismo foi significativamente associada com a incidência de câncer de pulmão em uma análise multivariável.

A infecção pelo HIV não foi associado com um aumento significativo do risco de câncer de pulmão quando as duas coortes foram analisados separadamente. Foi só quando a duas coortes foram combinadas que o HIV se tornou significativamente associado com o risco de cancro do pulmão (IRR = 2,64; 95% IC, 1.43-5.21).

Após o controle para potenciais confundidores, análise de coortes combinada mostrou que fatores independentemente associados com câncer de pulmão foram idade , menor escolaridade, a intensidade do tabagismo e um diagnóstico prévio de pneumonia relacionado à AIDS.

“Descobrimos que cerca de dois terços do efeito da infecção pelo HIV foi explicado por um diagnóstico prévio de pneumonia,” comentários sobre AIDS dos autores. “Doença pulmonares inflamatórias e infecções foram mostradas como fator de  desempenho num papel no desenvolvimento do câncer de pulmão na população geral, e isto também foi observado entre os indivíduos infectados pelo HIV, particularmente em associação com pneumonia recorrente”.

Dos 31canceres  do pulmão entre as mulheres diagnosticadas com HIV, 20 tinham um anterior diagnóstico de AIDS, 14 das quais envolvidos uma pneumonia relacionado à AIDS. Dos 15 casos de câncer de pulmão entre homens com HIV, seis indivíduos envolvidos com a anterior diagnóstico de AIDS, dos quais três envolvidos pneumonia.

 Dados de sobrevida estavam disponíveis para 56 pacientes e durante o seguimento 45 desses indivíduos morreram. A média do tempo de sobrevida para as mulheres foi de 9,5 meses, considerando que os homens sobreviveram por uma média de seis meses. A análise de todos os 56 pacientes mostraram que o único fator associado com maior sobrevida foi diagnóstico após 2001. Uma história de  uso de drogas injetáveis foi associada com menor sobrevida.

Os pesquisadores, depois da analise restrita para os 42 pacientes com câncer de pulmão com HIV. O único fator relacionado com o VIH independentemente associados com câncer de pulmão sobrevida foi um índice da contagem de CD4 abaixo de 200 células/mm3 (HR = 2,55; 95% IC, 1,09 5,0.95).

“Nossos dados sugerem que o dano pulmonar e inflamação associada à infecção pelo HIV pode ser causador de aumento do risco de câncer de pulmão, concluem os investigadores. Mas eles também observaram, “incentivar e ajudar jovens infectados pelo HIV fumantes para sair e sustentar a cessação do tabagismo é imperativo reduzir o ónus de câncer de pulmão nessa população.”

Michael Carter

Publicado em: 22 de Dezembro de 2015 Traduzido por Cláudio Souza do original em Previous AIDS-related pulmonary disease associated with lung cancer risk for people with HIV Revisão Mara Macedo

Referência

Hessol NA et al . Incidência do cancro do pulmão e sobrevida entre pacientes infectados pelo HIV e não infectadas entre homens e mulheres. A SIDA 29: 1183-93, 2015.

 

Olá Meu nome é Renata Reis. Sou enfermeira e professora da Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da USP. Desenvolvi um estudo sobre o risco cardiovascular de pessoas com HIV. Após este estudo elaboramos um e-book educativo para prevenção do risco cardiovascular.
 
Segue o link: https://pt.surveymonkey.com/r/SQLQSW8Instagramm. A pesquisa é totalmente sigilosa e você terá acesso ao nosso material educativo. Muito obrigada!
Validação de Material Educativo-
Take this survey powered by surveymonkey.com.
Create your own surveys for free.
 
 

Publicações Relacionadas

Leucoplasia Pilosa Oral (OHL)

Cláudio Souza

O Carnaval Acabou

Cláudio Souza

Corona Vírus E HIV. Ainda Não Há Razões para Preocupações

Cláudio Souza

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Soropositivo.Org, Wordpress.com e Automattic fazem tudo a nosso alcance no que tange à sua privacidade. Você pode saber mais sobre esta política neste link Eu aceito A Política de Privacidade de Soropositivo.Org Ler Tudo em Política de Privacidade

Olá! Sou o Beto Volpe! Quer Conversar? Diga olá! Mas tenha em mente que eu trabalho aqui entre 9:00 da manhã e 20 horas. Você pode deixar a mensagem, mas eu responderei nestes horários. Talvez eu demore, mnas em *SEMPRE RESPONDO*
Olá! Será que você me autorizaria a te avisar quando eu fizesse uma nova publicação ou atualização de um texto? Veja bem, eu não teria a menor ideia a respeito de quem você é! Seria algo anônimo, que me deixaria feliz por sua atenção e interesse. Quando eu fui DJ meu salário era a gritaria! Agora, é seu interesse! E, me perdõem por algum erro ortográfico. Eu sou disléxico e a neuropatia periférica complica ainda mais toda esta coisa. :-(
Dismiss
Allow