Viread (Tenofovir TDF) ligado a doenças do fígado e até mesmo ao câncer hepático

Em: Antiretrovirais/Postagens/Tenofovir Alafenamide/tenofovir disoproxil fumarate

O uso a longo prazo de (tenofovir disoproxil fumarato Viread ou TDF) está associado com um risco aumentado de estágio final de doença hepática (ESLD) bem como o carcinoma hepatocelular (CHC, a forma mais comum de câncer do fígado) entre as pessoas com HIV. Publicação dos registros de pesquisadores que acompanharam os membros da coleta de dados sobre os estudos de eventos adversos de Drogas Antirretrovirais  (D:A:D) até que eles experimentaram a sua primeira indicação de ESLD ou HCC que foi a óbito em até seis meses depois da sua última visita de estudos, cujos achados foram publicados na revista AIDS, D:A:D é um  estudo de coorte prospectivo,  colaboração iniciada em 1999 que segue quase 50.000 indivíduos HIV positivos na Europa, Estados Unidos e Austrália. Os participantes nesta análise foram acompanhados até Janeiro de 2014.

Durante uma media de seguimento de 8,4 anos, 319 casos de ESLD (Um acrônimo em Inglês para Doença hepática terminal) ou HCC (Abreviação em Inglês para Comissão para Tratamento das Vítimas de Carcinoma Hepato Celular) ocorreram entre o coorte, para uma incidência anual de 0,101 %. Aqueles que tiveram qualquer condição 62,6 % tinham uma chance de morrer dentro de um ano.

Depois de ajustar os dados para diversos fatores, os pesquisadores descobriram que a cada cinco anos de exposição a vários ARVs resultou nas seguintes taxas aumentadas de ESLD ou HCC para cada droga: Zerit (estavudina ou d4T), 46 %; Videx (Didanosina ou ddI), 32 %; Viread, 46%; e Lexiva (fosamprenavir), 47 por cento.

Viread é incluída na combinação dos comprimidos de Atripla (efavirenz/TDF/emtricitabina), Complera (rilpivirine/TDF/emtricitabina), Stribild (elvitegravir/cobicistat/emtricitabina/TDF) e Truvada (TDF/emtricitabina).

A  taxa aumentada para ESLD ou HCC associadas ao Videx Zerit não começará a diminuir até que os indivíduos  tenham passado seis anos depois de terem parado de tomar qualquer uma destas drogas.

Como resultado  do aumento do risco de hepatopatia associada com as quatro drogas, os pesquisadores concluíram que “reforçar o controle da função hepática deverá, por conseguinte, ser considerado entre todos os indivíduos expostos a essas drogas por períodos mais longos.” Enquanto Zerit e Videx raramente são prescritos hoje, os pesquisadores ainda disseram que elas devem ser evitadas. Eles concluíram, ainda, que a associação de Viread com ESLD e HCC, relacionado a hepatite viral, e foi feito um chamado para aprofundamento do estudo.

Com a recente aprovação do Genvoya (elvitegravir/cobicistat/emtricitabina/tenofovir alafenamide, ou TAF), Gilead Sciences introduziu a primeira combinação tablet contendo um atualizado, versão menos tóxica do tenofovir. A Food and Drug Administration (FDA) também está analisando pedidos de Gileade para aprovação de um TAF-inclusive versões do Truvada e Complera.

Traduzido por Cláudio Souza do original em Viread (Tenofovir, TDF) Linked With Liver Disease and Cancer Revisado por Mara Macedo em 15/01/2016

😍😍😍😜💫☮Sim, este da foto sou eu ! Minha sobrinha pediu que eu pusesse esta foto m meu perfil !.... Eu tinha aqui uma descrição a meu respeito que, uma pessoa classificou como “irreverente”. Esta é, realmente, uma forma eufêmica de classificar o que estava aqui. Tudo o que sei é que uma “ONG”, que ocupa um prédio de 10 andares estabeleceu uma parceria comigo, e eu tenho os logs do tempo de parceria, que foi mais um vampirismo pois, para cada 150 pessoas que saiam do meu site, clicando no deles, havia, em média, um que entrava. QUANDO ENTRAVA E SE ENTRAVA

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.