Diretrizes atualizadas enfatizam os benefícios do tratamento precoce com a TARV contra a infecção pelo HIV

Em: Postagens

human checkO Departamento de Saúde e Serviços Humanos atualizou suas Orientações para o uso de terapia anti-retroviral em Crianças Infectadas pelo HIV-1, adultos e adolescentes para refletirem as conclusões obtidas a partir dos estudos START e TEMPRANO estudos que demonstram os benefícios sobre o quadro clínico das pessoas que tiveram um início precoce da terapia antirretroviral (TARV) com um pré tratamento destes pacientes, mesmo naqueles com contagens de células CD4 e acima de 500 células/mm3.

Resultados do estudo START foram anunciadas pela primeira vez em Maio do ano passado e apresentados na Conferência Internacional da AIDS Society em Julho de 2015. Os participantes nos ensaios com contagens de células CD4 acima de 500 células/mmforam randomicamente designados para iniciar o tratamento imediatamente ou esperarem até que suas contagens de células CD4 terapias caíssem abaixo de 350 células/mmou quando desenvolvessem sintomas da AIDS.

O estudo mostrou que as pessoas no grupo de tratamento imediato foram 57% menos susceptíveis de experimentar um desfecho com graves acontecimentos relacionados à AIDS, não ligados à AIDS e morte, em comparação com os grupos de terapia diferidos. Pessoas tratadas precocemente não só tiveram um risco 72% menor de sofrerem com eventos ligados à AIDS, mas também uma redução de 39% em eventos sem relação com a AIDS, incluindo câncer!

As descobertas do estudo TEMPRANO apresentadas na conferência do ano passado sobre retrovírus e infecções oportunistas, também mostrou que o início da TARV em uma contagem de CD4 acima de 500 células/mmreduziu o risco de doença grave e morte em comparação ao início postergado do tratamento .

As principais alterações às orientações

  • O painel DHHS aumentou a força e a prova de classificação para “A1” para a recomendação de que todas as pessoas diagnosticadas com HIV devem iniciar a arte independentemente da contagem de CD4.
  • A recomendação de início de tratamento para pacientes com diagnóstico de infecção pelo HIV aguda ou recente foi reforçada, dado também uma classificação de “A1”.
  • Embora os adolescentes não tenham sido incluídos no estudo START ou TEMPRANO, o painel decidiu a recomendação para tratar todos os pacientes portadores de HIV deve incluí-los; o painel recomenda que adolescentes pós-puberdade devem ser tratados de acordo com as orientações de adultos e que crianças pré-púberes devem ser tratadas de acordo com orientações pediátricas.

O painel reforçou a sua ênfase no tratamento imediato para os adultos mais idosos vivendo com HIV, uma vez que estas pessoas correm riscos maiores de serem acometidos por complicações graves não relacionados à AIDS e uma  resposta imunológica à TARV potencialmente embotada.

Em Novembro de 2015 o painel adicionou a recém-aprovada formulação Genvoya — o primeiro esquema para conter o “novo” (as aspas são do editor) e mais seguro tenofovir alafenamide (TAF) — como uma opção recomendada para o tratamento de primeira linha.

As diretrizes completas e atualizadas estão disponíveis online emhttps://aidsinfo.nih.gov/guidelines. O painel saúda feedback sobre as diretrizes revistas até 12 de Fevereiro 2016 (enviar para ContactUs@aidsinfo.nih.gov).

Escritos por Liz Highleyman. Traduzido por Cláudio Souza na noite de 05/02/2016 do original em DUpdated Antiretroviral Therapy Guidelines Emphasize Benefits of Early HIV Treatment Revisão, Mara Macedo.

Referência

 Painel sobre orientações anti-retroviral HHS para adultos e adolescentes. Orientações para o uso de terapia anti-retroviral em Crianças Infectadas pelo HIV-1 adultos e adolescentes (abre em outro site, em inglês – Prometo Traduzir).  28 de Janeiro de 2016.

Outra fonte

Aidsinfo. HHS adulto e adolescentes atualizado tratamento anti-retroviral orientações liberado. Assessoria de Imprensa. 28 de Janeiro de 2016.

Nota angustiada do editor de Soropositivo.org|: Sim, eu sei. Estes estudos são necessários. Eu só me pergunto se é necessário que existam óbitos, e que estas pessoas mortas sejam transformadas em dados estatísticos. Embora eu não tenha nehuma ligação com qualquer ong e nenhum compromisso com qualquer laboratório (O site é mantido com o meu dinheiro e o meu trabalho) eu questiono a ética médica que estuda vidas e estratifica mortes por “um bem maior”.

Quantos de nós ainda teremos de morrer para que se chegue a uma vacina ou uma cura. Porque a Gilead espremeu o Tenofovir até o último centavo antes de lançar o Genoya e quantas vezes isso ainda será feito.

Alvíssaras, vos que sois dianosticados  agora e não viveram momentos como eu, de “férias terapêuticas” e que, agora, me sinto lesado em tempo de vida e qualidade de vida por uma coisa que, hoje, só pode ser vista como uma enorme monstruosidade e uma concupiscência feroz em se reter Recur$os. Tereis uma vida melhor e mais longa. Lembrai-vos de virdes às nossas campas, depositar flores e alguns comprimidos. E, se possível, também uma prece.

😍😍😍😜💫☮Sim, este da foto sou eu ! Minha sobrinha pediu que eu pusesse esta foto m meu perfil !.... Eu tinha aqui uma descrição a meu respeito que, uma pessoa classificou como “irreverente”. Esta é, realmente, uma forma eufêmica de classificar o que estava aqui. Tudo o que sei é que uma “ONG”, que ocupa um prédio de 10 andares estabeleceu uma parceria comigo, e eu tenho os logs do tempo de parceria, que foi mais um vampirismo pois, para cada 150 pessoas que saiam do meu site, clicando no deles, havia, em média, um que entrava. QUANDO ENTRAVA E SE ENTRAVA

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.