Há Vida Com HIV

Estudo descobre uma nova vulnerabilidade no vírus para pesquisar uma vacina contra o HIV

OLYMPUS DIGITAL CAMERA
Equipe da NIH descobre um novo alvo na busca pela vacina contra o HIV

Um modelo do anticorpo VRC34.01 (verde e amarelo) vinculado ao peptídeo de fusão (vermelho) em um pico na superfície do HIV (cinza). Crédito: O NIAID

Uma equipe liderada por cientistas do Instituto Nacional de Saúde (NIH) relatou uma investigação trifecta. Eles descobriram um novo ponto de vulnerabilidade do HIV para uma vacina  com um anticorpo amplamente neutralizante que une a esse local alvo e como o anticorpo empede que o o vírus infecte  uma célula. O estudo foi conduzido por cientistas no  Centro de Pesquisa da vacina (VRC) do  Instituto Nacional de alergia e doenças infecciosas, parte do NIH.

A nova meta é uma parte do HIV chamada de peptídeo de fusão, uma cadeia de oito aminoácidos que ajuda o vírus a se fundir à uma célula para a infectar . O peptídeo de fusão tem uma estrutura muito mais simples do que outros pontos da superfície do vírus que a vacina contra o HIV cientistas estudaram ao longo do tempo.

nihledteamdi
Um modelo do anticorpo VRC34.01 (verde e amarelo) vinculado ao peptídeo de fusão (vermelho) em um pico na superfície do HIV (cinza). Crédito: O NIAID

Os cientistas primeiro examinaram o sangue de  pessoas infectadas pelo HIV para explorar a sua capacidade de impedir que o vírus infecte outras células. O sangue conseguiu neutralizar o HIV mas não no local alvo de qualquer dos pontos que eram conhecidos para fixar anticorpos amplamente neutralizantes contra o HIV (bnAbs).

aids-108235Os pesquisadores isolaram um poderoso bnAb na amostra sanguínea que eles batizaram como VRC34.01 e descobrimos que se liga ao peptídeo de fusão e à uma molécula de açúcar. Os cientistas então cristalizaram o anticorpo enquanto ele estava vinculado ao vírus. Isto lhes permitiu caracterizar em detalhe no nível atómico como VRC34.01 atribui ao HIV e revelou que o anticorpo impede que o vírus infecte uma celula pela ligação a uma molécula chave da superfície celular.

Os cientistas também relataran que não é incomum para o  sistema imune tentar deter o HIV no processo de infecção uma célula atacando o peptídeo de fusão. Quando eles rastream o sangue de 24 voluntários infectados pelo HIV, eles descobriram que amostras de sangue de dez pessoas mostraram locais vinculativos similares ao VRC34.01.

Os pesquisadores estão trabalhando para criar uma vacina destinada a motivar anticorpos semelhantes ao anticorpo VRC34.01 a adotarem este tipo de comportamento.

O estudo foi publicado na revista Science.

12 de Maio de 2016 com informações de Carlos Mota

Traduzido por Cláudio Souza do original em Study discovers new HIV vaccine target Revisado por Mara Macedo

Anúncios

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Whatsapp WhatsApp Us