Anúncios
News Ticker

Homens a partir da meia-idade vivendo com HIV envelhecem mais rapidamente, comprova estudo de metilação do DNA 

Pessoal, manter o site nos traz custos, custos estes que estão difíceis para arcarmos sozinhos. Nós queremos continuar trazendo informações e ajudando as pessoas que chegam até aqui, mas para isso também precisamos de ajuda. Qualquer valor é bem vindo e nos ajudará a manter o site de pé, caso contrário não conseguiremos mais ter esse canal de informação e ajuda mútua. Segue a conta para depósito: Banco do Brasil, agência 1521-0, conta corrente 19957-5, em nome de Claudio Souza
Midlife Crisis

Aceleração do relógio epigenético

 

 

last-minute-alarm-clock-icon-vector-illustrationEsses estudos estabelecem um cenário usando padrões de metilação para investigar se as pessoas com HIV avançam a idade orgânica mais rapidamente do que as não infectadas, disse Ideker, que para o novo estudo colaborou com Howard S. Fox, MD, PhD, professor e vice-presidente executivo de farmacologia e neurociência experimental no Centro Médico da Universidade de Nebraska em Omaha.

A sua equipe de investigação tomou amostras de sangue de um total de 137 homens brancos não hispânicos com idade de 25 a 68 anos que foram infectados com o HIV e tomando a terapia antirretroviral. Além disso, tomaram amostras de sangue de 44 indivíduos saudáveis não-hispânicos homens, brancos e não infectados com o VIH. A equipe de pesquisa isolou o DNA dessas amostras e analisou todo os padrões da metilação do genoma usando técnicas moleculares.

Os resultados demonstraram que a idade biológica de homens infectados pelo HIV em terapia antirretroviral é em média cerca de 5 anos à frente de sua idade cronológica, resultando em 19% de aumento do risco de mortalidade. Em contraste , as idades biológicas e cronológicas de suas contrapartes saudáveis foram estreitamente alinhados. Todos, exceto 15 dos homens infectados pelo HIV, apresentaram algum grau de idade avançada, Ideker disse.

“A beleza deste marcador é que ele é muito rápido, quantitativo e conclusivo”, disse Ideker.

Os dados sobre metilação eram o que pesquisadores e clínicos precisavam para validar as observações anedóticas de que pessoas com HIV envelhecem mais rápido, registou Fox.

“O relógio epigenético da metilona prevê se o aumento da mortalidade ou morbidade é acelerado e [nosso estudo] realmente mostrou que este relógio estava avançado em pacientes com HIV”, disse Fox.

Para além do envelhecimento acelerado em indivíduos com HIV, Ideker e Fox equipe também verificaram que a taxa média de aceleração da idade foi a mesma independentemente de quanto tempo a pessoa tinha sido infectada com o HIV, o que foi inesperado.

“Eu não estou inteiramente certo de como interpretar este resultado”, disse Ideker, observando que talvez a taxa de idade avançada é constante ao longo do tempo ou, alternativamente, os ensaios não têm o poder para detectar diferenças sutis na aceleração da idade entre aqueles que foram recentemente infectados e aqueles que tinham sido infectados há muitos anos.

Vírus ou droga?

o-HIV-VIRUS-facebook

 

O que ainda não está claro é se este envelhecimento acelerado é devido ao efeito do próprio vírus ou de longo prazo da terapia antirretroviral. A inflamação crônica resultante da infecção viral pode estar conduzindo o início precoce de morbidades relacionadas à idade em pacientes HIV positivos, observou Larry Corey, MD, Professor do Curso de Medicina da Universidade de Washington e passado presidente do Centro de Investigação do Cancro Fred Hutchinson de Seattle. Corey dirigiu o AIDS Clinical Trial Group em 1987.

“Sabemos clinicamente que o HIV provoca uma resposta inflamatória contínua”, disse Corey.

Embora seja possível que drogas antirretrovirais possam desempenhar um papel no envelhecimento acelerado, Corey disse que é improvável porque este envelhecimento acelerado parece ocorrer entre pacientes HIV, não importando qual combinação de medicamentos antirretrovirais que eles estejam usando. Em vez disso, ele suspeita que a reativação de reservatórios de HIV latente pode contribuir no processo.

Em qualquer caso, é um ponto discutível porque o HIV é mortal se o paciente não tomar a medicação antirretroviral, Fox salientou.

Outra pergunta que fica é a que taxa do envelhecimento acelerado ocorre entre mulheres infectadas pelo HIV e pessoas de diferentes grupos raciais, observou Carl Dieffenbach, PhD, diretor da divisão de AIDS do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, que não estava envolvido com o estudo.

“O envelhecimento da mulher é um pouco mais complicado com o efeito do estrogênio,” disse Dieffenbach.

Direções Interessantes

hiv

 

O estudo é sólido e bem feito e aponta a pesquisa em HIV para ‘direções bem interessantes’, comentou Dieffenbach.

Uma descoberta com pontenciais  implicações clínicas , observou Dieffenbach, é que o antígeno leucocitário humano (HLA), genes que regulam a resposta imune adquirida, foram hipometiladas em homens infectados pelo HIV.

“A direção que isso nos aponta é que outras doenças estão associadas com [HLA] a hipometilação?” Dieffenbach comentou.

Os pesquisadores também descobriram que a hipometilação está associado com status de HIV e pode estar relacionada ao controle de infecção e inflamação subsequente. A inflamação
causada pela infecção por HIV, por sua vez, pode estar associada com o aparecimento precoce de doenças não relacionadas com a AIDS, como doenças cardiovasculares e deficiência cognitiva em pacientes HIV positivos, Fox explicou. Ele observou que este achado apoia a sua conclusão geral de que o envelhecimento biológico avançado prevê o aumento da morbidade e mortalidade.

Outra questão interessante que o estudo levanta,disse Dieffenbach, é a de saber se o envelhecimento acelerado pode ser atenuado em pessoas com infecção pelo HIV ou se é permanente.

“O vírus, após tomar o corpo humano, estabelece um caminho que do qual ele não pode se recuperar ou “mudar de rota”?” Dieffenbach disse. “Mesmo como o fato de as drogas terem ficado melhores e melhores, os portadores da infecção pelo HIV mostram um déficit de 5 a 7 anos na expectativa e qualidade de vida.”

Retardando o relógio

HIV-Virus

Ao longo destas linhas , os resultados deste estudo podem incentivar a investigação continuada de estilo de vida e intervenções farmacológicas adjuntas, que poderia potencialmente retardar o aparecimento de doenças relacionadas com a idade em indivíduos HIV positivos, observou Ideker. Por exemplo, um estudo atualmente em curso está examinando se as estatinas podem reduzir o risco de doenças cardiovasculares entre pacientes HIV positivos adultos com idade entre 40 a 75 anos que estão tendo a terapia anti-retroviral sem história de doença cardíaca (http://www.reprievetrial.org). 

Nota do Editor: Eu mostrei o artigo que trata disso à minha médica e ela encontrou motivos para me prescrever estatinas”.  

atorlip-atorvastatina-20mg-10tab

O Instituto Nacional sobre o Envelhecimento tem chamado a atenção para a possível ligação entre inflamação e doenças relacionadas com a idade em pessoas com HIV e está a apoiar estudos de intervenções anti-inflamatórias, como a aspirina e vitamina D (http://1.usa.gov/1SRXacL).

O estudo de Ideker e Foxsugere sugere que os genes HLA podem ser um alvo potencial da droga para prevenir o aparecimento precoce de doenças relacionadas com a idade ligadas à inflamação crônica, disse Dieffenbach.

“A hipometilação do locus HLA está nos dizendo algo sobre como o HIV modifica a resposta imune, inclinando a balança em favor do vírus“, disse Dieffenbach. Focar na hipometilação levando a uma melhor imunidade para a doença de HIV, bem como doenças crônicas [tais como doenças do coração ], é uma droga alvo válida. ““.Como um histórico familiar de uma determinada doença , a soropositividade de um paciente deve ser visto como um importante fator de risco para outras morbidades, Fox comentou, requerendo que médicos tenham ” uma vigilância acrescida, aumento da prevenção, e aumento do rastreamento [ para morbidades relacionadas com a idade ] . “

Julie A. Jacó, MA

Traduzido por Cláudio Souza do Original em Men With HIV Age FasterAccording to DNA Methylation Study

Cláudio Souza - Soropositivo desde 1994

That is the psico-killer face

 

 

 

 

 

 

 

Revisão Beto Volpe (Tantum Nominum Nulum par Elogium)

beto

(*) Nota do Tradutor: Logo no início da leitura esbarrei com este termo: “Metilação”. Concluí que sem esclarecer este ponto, mesmo que pifiamente, eu estaria remando contra a maré e encontrei o seguinte :  Metilação é o termo usado em ciências químicas para denominar a ligação ou substituição de um grupo metila sobre vários substratos. O termo é comumente usado em químicabioquímica, ciência dos solos e nas ciências biológicas.

Em bioquímica, metilação refere-se mais especificamente à substituição de um átomo de hidrogênio pelo grupo metila.

Em sistemas biológicos, metilação é catalisada por enzimas; tais metilações podem estar envolvidas na modificação de metais pesados, regulação de expressão gênica, regulação de funções de proteínas, e metabolismo de RNA. A metilação de metais pesados pode também ocorrer fora dos sistemas biológicos. A metilação química de amostras de tecidos é também um método para reduzir certos artefatos de colorações histológicas.

Fonte Wikipédia

 

 

 

Anúncios

Olha só pessoal.

No início do post tem uma imagem com um texto falando sobre o trabalho e os custos que a gente tem. Você que está me lendo agora, pode e tem o direito de não acreditar.

No mês de mais, quando mais de quarenta mil visitas foram registradas, houve três cooperações.

Quando nós pedimos cooperação financeira, qualquer valor é bom.

Sabe, o beija-flor pode carregar uma diminuta gota d’água em seu bico, no afã de apagar o incêndio na floresta….

E nunca será insuficiente 😊

Está conta serve para transferências de qualquer banco ou depósitos na boca do caixa de qualquer agência do Santander

Esta conta não permite, senhores abusadores, que seja feito nada a título de débito nela.

Você não poderá, como já pôde, assinar 65 revistas de uma só editora e, muito menos abrir contas de acesso à Internet 🙂

Precisa conversar

Whats App Soropositivo.Org

Estamos aqui para ajudar a pensar, não para diagnosticar. Não somos médicos ou profisionais de saúde. Buscamos ajudar com palavras amigas, conforto espiritual e, na medida do possível, terminar com a neurose gerada por bloqueiros de meia pataca ou homofóbicos sem caráter que não pensam duas vezes antes de espalhar terros entre pessoas que, quer eles, os homofóbicos, queiram ou não, são seres humanos. Tenha em mente que o numero do WhatsApp esta conectado a um CPF

A PEP é um direito de todos! Saiba onde a achar

A PEP é um direito de Todos

A PEP É um DIREITO DEDOS

[EIKYGMrz]

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico 2013/2014

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico

2 comentários em Homens a partir da meia-idade vivendo com HIV envelhecem mais rapidamente, comprova estudo de metilação do DNA 

  1. Olá Sr. Claudio!..Lhe saúdo com A Paz de Deus ao sr.!.estou grata á Deus por vossa vida e por ele ter estrategiado eu chegar á vossa página em uma constante busca que venho fazendo há mais de um ano. Faltam-me cinco anos para minha aposentadoria na nova Lei 85/95…(tenho 53 anos e 25 de contribuição) sou soropositiva á 16 anos , faço tratamento com anti-retrovirais há 10 anos, graças á Deus minha adesão foi mais que tranquila e positiva, nunca fui acometida por nenhuma a doença oportunista,. No entanto sofro de depressão desde então, e mesmo em tratamento contínuo, hoje estou em um estágio que já não suporto mais fazer as mesmas coisas, a rotina do meu trabalho….etc… tomar tantos medicamentos diários com a somatória dos psicotrópicos também…e isso tudo foi gerado a partir da contaminação, pois a guardei em sigilo por treze anos, e só eu e Deus sabemos o quanto isso me custou e mesmo sem o exame de idade biológica bem sei o quanto envelheci minha alma estes anos todos…. mas como o sr. fui abençoada por Deus e me casei a três com um esposo soronegativo e dividi com ele meu estigma e agora quero viver em paz , cuidar do meu lar como sempre sonhei,,,do meu esposo,,,ser voluntária etc…….Em resumo, pois sei que vosso tempo é precioso e tens muitos á responder, após tentar encontrar na internet, busquei ajuda de um advogado e com minha infectologia …nada obtive, a dra. alegou não ter conhecimento sobre tal exame mesmo eu lhe entregando a matéria impressa…e o advogado disse que sem este exame , também não tem prova argumentativa….Enfim… gostaria que o sr. me ajudasse, na orientação da pesquisa do local aqui no Brasil, que faça ou envie o material para o exterior para a realização do exame citado nesta matéria, para confirmar minha idade Biológica, pois seria então acrescidos no mínimo cinco anos em minha idade biológica, que vem de encontro a minha necessidade para entrar com o pedido Judicial no processo Previdenciário para minha aposentadoria. Acredito que esta tentativa, e se eu conseguir, creio em Deus que sim…eu conseguiria reverter meu quadro depressivo, o que no momento me é mais preocupante que a positividade…pois os antidepressivos me tiram o apetite e tenho tido muita perda de peso e consequentemente, sabes melhor que eu, poderá a um futuro próximo baixar minha imunidade por falta de vitaminas e nutrientes, e aí sim corro riscos com a positividade. Graças á Deus meu CD4 é ótimo e carga viral indetectável há anos…fiz meus últimos exames este mês , mas pela primeira vez em todos estes anos estou preocupada com os resultados que ainda não estão prontos, por conta da perda de peso considerável que tive…20 quilos em três meses. Hoje estive em mais uma advogada e ela ficou muito entusiasmada com minha iniciativa neste processo, pois acreditamos ser inédito, por conta da descoberta do déficit de idade também… de 2015 até o presente momento, se não estou equivocada….então tomou como um desafio que inclusive,se bem sucedido, poderá ajudar a muitas outras pessoas….mas já sabemos que este exame será o Argumento Fundamental para a interpretação do Juiz…e ainda contar com sua interpretação humana á meu favor, mesmo que cientificamente, infelizmente esta seja uma prova incontestável. Desde já, Sr.Claudio, lhe parabenizo por vosso desdobramento e atitude de vida, e agradeço imensamente por vossa atenção. Ficarei ansiosa no aguardo de um contato vosso. Que Deus continue abençoando grandemente o Sr. e vossa Esposa…muita saúde, felicidades e um fraterno abraço!

    • Olá Nanci, desculpe-me pela demora em responder, mas eu estive procurando pelo que vc me pediu e não encontrei solução.
      Acredito que você deveria imprimir está página e ir aos centros de Saúde especializados e buscar o que for necessário. Eu iria mais adiante se fosse você e entraria na justiça com um pedido de liminar que forçasse o CTA em que vc é assistida a realizar o exame, mesmo que eles tenham de “importar a tecnologia”.
      Isso não seria bom apenas para você.
      Se vc vencer, e eu tenho fé que venceria, tvz vc pudesse me ceder a documentação. Eu criaria uma nova página com os dados não pessoais de sua ação e isso abria portas para dezenas, talvez centenas e, no fim das contas, negar o exame custaria tão caro para eles que acabariam se vendo forçados a importar a tecnologia e passar a oferecer o teste de forma padronizada” para todo e qualquer outro indivíduo em situação similar à sua.
      Lembro-me de uma Amiga, C. Carvalho, que certa feita mencionou que na extinção do incêndio da floresta, até o beija-flor, carregando água na ponta de seu bico, já faria uma grande diferença no esforço em conjunto para terminar com o incêndio 🙂 🙂 🙂

      Pense nisso 😉

%d blogueiros gostam disto: