Anúncios
News Ticker

CRIPTOSPORIDIOSE E MICROSPORIDIOSE

Pessoal, manter o site nos traz custos, custos estes que estão difíceis para arcarmos sozinhos. Nós queremos continuar trazendo informações e ajudando as pessoas que chegam até aqui, mas para isso também precisamos de ajuda. Qualquer valor é bem vindo e nos ajudará a manter o site de pé, caso contrário não conseguiremos mais ter esse canal de informação e ajuda mútua. Segue a conta para depósito: Banco do Brasil, agência 1521-0, conta corrente 19957-5, em nome de Claudio Souza

 

O que é criptosporidiose?

Criptosporidiose

 

É uma doença causada no intestino por um parasita, chamado cryptosporidium. Muitas pessoas estão expostas a este agente, mas as que possuem o sistema imunológico saudável normalmente livram-se do parasita sem que apresentem qualquer sintoma ou fiquem doentes. Seu médico pode solicitar um exame de fezes para descobrir se você tem essa doença. Existe uma outra doença chamada meningite criptocócica, completamente diferente da criptosporidiose.

cryptosporidium-ferro-e-mangans-4-638

Quais são os sinais de criptosporidiose?

Portadores de criptosporidiose normalmente têm diarreia aquosa por mais de 4 vezes por dia. Perda de peso, náusea, vômito, cólica, dor de estômago e febre também são sintomas comuns, que podem se desenvolver lentamente. Se você estiver com diarreia por muito tempo, é bem provável que esteja perdendo importantes líquidos, vitaminas e sais minerais necessários à vida. Se estiver com diarreia crônica ou qualquer um dos outros sintomas, você deve procurar seu médico imediatamente.

Criptosporidiose pode ser evitada?

A criptosporidiose é muito contagiosa, sendo difícil evitar o contato com o germe. A melhor forma de evitar essa doença é estar sempre limpo, lavar as mãos com frequência (principalmente após a relação sexual e após ir ao banheiro) e evitar a presença de fezes nas mãos e na boca.
Pode-se contrair a criptosporidiose da água que se bebe, por isso é aconselhável tomar água filtrada ou fervê-la antes de beber.

Há como se tratar de criptosporidiose?

Não existe um medicamento que mate o germe completamente, mas há alguns que que ajudam a controlar a diarreia. O medicamento mais comumente usado nos casos de criptosporidiose é a espiramicina e a paramomicina. A azitromicina também pode ser útil. Um medicamento experimental testado atualmente contra a criptosporidiose é o letrazuril. Às vezes, os sintomas da criptosporidiose podem diminuir sem qualquer medicação. Não se sabe exatamente por que isso acontece; pode estar relacionado a melhorias no sistema imunológico, decorrente de drogas antirretrovirais, como o AZT, ou de outras causas desconhecidas. (Nota do Editor: Tristes eram aqueles tempos na década de 90…)
Algumas pessoas têm demonstrado serem capazes de controlar a diarreia por meio de alterações na alimentação. Indivíduos com criptosporidiose muitas vezes evitam laticínios (leite, queijo, sorvete), comidas e bebidas que contenham cafeína (café, chocolate, chá, refrigerantes) e alimentos gordurosos.
Na maioria das vezes, medicamentos à venda nas farmácias contra a diarreia não são capazes de controlar esse tipo de diarreia, podendo até piorá-la. Medicamentos contra diarreia acessíveis mediante prescrição médica são cloridrato de difenoxilato mais atropina e o cloridrato de loperamide.

O que é microsporidiose?

Microsporidiose

Também é uma doença causada por um parasita em pessoas com HIV. É difícil para o seu médico descobrir se você tem essa doença ou não. Normalmente isso exige que ele faça um exame chamado biópsia, em que uma pequena amostra da parede do intestino é removida e examinada.

Quais são os sinais de microsporidiose?

Pessoas com microsporidiose podem ter diarreias graves, como acontece no caso da criptosporidiose. Se os seus olhos estiverem coçando o tempo todo ou sensíveis à luz, pode ser um sinal de microsporidiose nos olhos. A microsporidiose também pode infectar o fígado, os rins, os músculos e o cérebro.

Microsporidiose pode ser evitada?

Não se sabe ao certo como as pessoas contraem a microsporidiose. Por isso, é importante tomar precauções como lavar e cozinhar bem os alimentos, beber água limpa e usar camisinha na relação sexual.

Há como se tratar de microsporidiose?

Como para a criptosporidiose, não há um tratamento comprovado para a microsporidiose, a não ser os medicamentos para reduzir a diarreia. O albendazol é um medicamento experimental disponível para uso em pesquisas clínicas na Universidade de Nova York e está disponível no Brasil. O albendazol demonstra eficiência em pelo menos metade dos pacientes. Outros medicamentos em uso contra a microsporidiose são a paramomicina, metronidazol e itraconazol (contra a microsporidiose nos olhos).

Quais são os efeitos colaterais dos tratamentos contra criptosporidiose e microsporidiose?

  • Paramomicina: náusea, danos reversíveis aos rins, possível perda da audição.
  • Azitromicina:náusea, possível perda da audição (muito raro).
  • Itraconazol:náusea, dor de cabeça, dor de estômago. Fornecido gratuitamente no Brasil.
  • Metronidazol: dor de estômago, febre, náusea. Fornecido gratuitamente no Brasil.
  • Albendazol:toxicidade hepática, neutropenia. Fornecido gratuitamente no Brasil.

Mais Informações: “Guia de Condutas Clínicas em DST/AIDS”, do Programa Nacional de DST/AIDS do Ministério da Saúde.

Este material foi editado no Brasil pela Associação Brasileira Interdisciplinar de AIDS (ABIA) a partir da série “TREATMENT ISSUES, FACT SHEET – GMHC”.

Revisão Médica: Dra. Rosana del Bianco, infectologista do I.I. Emílio Ribas de São Paulo e Dr. Dráusio Varella.

Anúncios

Precisa de algo? Ou quer ajudar?






Precisa conversar

Whats App Soropositivo.Org

A PEP é um direito de todos! Saiba onde a achar! Clique na imagem

A PEP é um direito de Todos

A PEP É um DIREITO DEDOS

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico 2013/2014

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico
%d blogueiros gostam disto: