Últimas

Cláudio Souza na campanha e se fosse você, das Nações Unidas Brasil

Pessoas de diferentes grupos sociais enfrentam em seu dia a dia situações de discriminação. São maltratadas ou estigmatizadas por serem mulheres, negras, soropositivas, gays, nordestinas, viverem com uma deficiência, entre outras características.

Para combater o problema, o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS) lançou este mês a campanha #EseFosseComVocê?, em parceria com a Rede Globo. E o Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil (UNIC Rio) ouviu relatos de como é viver sob a violência do preconceito.

Da esquerda para a direita, de cima para baixo: Carlos Magno, Lecir Magalhães, Claudio Souza, Claudia Luna e Carlos Botelho. Arte: UNIC Rio

Pessoas de diferentes grupos sociais enfrentam em seu dia a dia situações de preconceito. São maltratadas ou estigmatizadas por serem negras, soropositivas, gays, nordestinas, viverem com uma deficiência, entre outras características alvo de discriminação no país.

Para combater o problema, o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/Aids (UNAIDS) lançou este mês a campanha #EseFosseComVocê?, em parceria com a Rede Globo. Estrelada pelos Embaixadores de Boa Vontade do UNAIDS, Mateus Solano e Wanessa Camargo, a iniciativa busca provocar uma reflexão sobre como cada pessoa reagiria se fosse confrontada com uma situação de discriminação.

Quem são as pessoas que sofrem preconceito? O Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil (UNIC Rio) colheu depoimentos de pessoas que sofrem com preconceitos por sua cor, orientação sexual, estado de origem, sorologia ou deficiência física. Todos disseram que suas experiências os motivaram a lutar por um mundo livre de discriminação.

Leia abaixo os depoimentos:

Claudio Souza, fundador do site Soropositivo.org

Images similares

Anúncios
Sobre Claudio Souza do Soropositivo.Org (508 artigos)
😍😍😍😜💫☮Sim, este da foto sou eu ! Minha sobrinha pediu que eu pusesse esta foto m meu perfil !.... Eu tinha aqui uma descrição a meu respeito que, uma pessoa classificou como “irreverente”. Esta é, realmente, uma forma eufêmica de classificar o que estava aqui. Tudo o que sei é que uma “ONG”, que ocupa um prédio de 10 andares estabeleceu uma parceria comigo, e eu tenho os logs do tempo de parceria, que foi mais um vampirismo pois, para cada 150 pessoas que saiam do meu site, clicando no deles, havia, em média, um que entrava. QUANDO ENTRAVA E SE ENTRAVA

2 Trackbacks / Pingbacks

  1. Cláudio Souza tem entrevista publicada no site das Organizações das Nações Unidas-Brasil na campanha “e se fosse você?” Teste-se para o HIV!Soropositivo. Org – Há Vida com HIV!!! | METAMORFASE
  2. Dez lições que Nick Domitrovich aprendeu durante seu primeiro ano vivendo com HIV contrapostas com as lições que eu, Cláudio, venho aprendendo ao longo de mais de duas décadas com HIV e, depois, com AIDS… Reagente não é sentença de mor

Os comentários estão desativados.

Whatsapp WhatsApp Us
%d blogueiros gostam disto: