Anúncios
Últimas noticias

Uma carta as travestis.

Portrait of drag queen lying on floor. Man dressed as Woman, isolated on white background

Eu vivi, uma boa parte de minha vida, na noite. Comecei minha carreira de DJ ainda aos 17 anos na extinta boate Louvre, nas proximidades do 178 da Major Sertório.

Lá imperava uma lei: Sem travestis.

Man wearing woman clothing on white

Man wearing woman clothing on white

Esta lei tinha uma brecha para as travestis da Nádia Kendall, que se vestiu de mulher em São Paulo pelo final da década de 5º (Um dos homens mais corajosos que conheci) e encontrou-se na antiga Boca do Luxo, quando ela era na Bento Freitas, depois do Governador Laudo Natel resolveu “dar um fim à exploração de lenocínio na rua José Paulino… (sim, sim, onde hoje viceja um comércio de roupas, havia um comércio de álcool e corpos), junto com luxúria e lascívia (me lembrei de Maria Pera naquela série “o primo Basílio”, onde ela literalmente roubou a sena.

Estas eleitas, as que podiam frequentar a Boca do Luxo participavam de duas companhias de shows. “Lês Girls” de Nádia Kendall, que não pode sobreviver mais três ou quatro meses, até que “aparecesse” a Terapia Combinada, que logo depois foi renomeada para coquetel e, finalmente, alguém com juízo estabeleceu que é TARV – Terapia Anti Retro Viral (eu ainda me lembro dela, sem nenhuma noção de si. torturada em todo o corpo pela Zoster (…), e a Companhia de Bruno Garbin e Grande Elenco, e eu não posso deixar de citar Eulo de Almeida – o melhor humorista que eu já, colocando-o a par e passo com José de Vasconcelos, Le Blanc (a pessoa em questão vive, hoje, outra vida e eu não vou lhe levantar o passado, mesmo porque, é passado… e havia a “Poderosíssima” Phedra de Cordova.

travestis

Para citar um exemplo, havia um homem, que acabou naturalmente banido dali, que “escolhia uma moça” e dava a ela um dia de gala (sic) e tudo o que ela desejasse ter, não importando (não importando mesmo) o preço (ele podia muito e tudo começava com uma Dom Perignon que, respeitadas as correções monetárias  custavam, no Louvre e No Le masque, duas casas em que trabalhei, algo em torno de R$ 3.000,00 e, no Vagão Plaza, onde eu também fui DJ, cerca de R$ 5.000,00, que ele pagava em dinheiro vivo, e os mais fleumáticos ou sensíveis, em “espécie”.

Bem, depois eles iam para o Aeroporto, um dos lugares que nós, os bobos e sonhadores da noite, íamos tomar o café da manhã, em Congonhas. Dali ele a levou e comprou para ela tudo que o dinheiro e todos os cartões de crédito dele poderiam pagar, e podiam muito até que, lá pelas 15:00 ele a levava para casa, dava-lhe um vestido de noiva, dizia a ela para entrar num caixão (Brrrrrr), e elas, as duas ou três que caíram nessa, e fechar os olhos.

O tempo passava, e nada acontecia e esta é, naturalmente, uma situação incômoda e, francamente, dinheiro nenhum do mundo me poria nesta condição… Aí ela abria os olhos e via o homem, com uma máscara aterradora e uma faca imensa. A pobre entrava em desespero e gritava totalmente desesperada e ele a retinha no caixão com uma mão e ria, num escárnio, daquela pobre criatura até que, embasbaquem-se, ele tinha um orgasmo prolifero em esperma que ele ainda passava no rosto na moça que, a esta altura, devia estar clamando por Maria de Magdalena.

Este home fez isso com mais duas pessoas e, na quarta tentativa tiraram-no do carro, ao qual atearam fogo e o espanca-lo como ele bem merecia. 

Drag queen with spectacular makeup, glamorous trashy look, posing happily and charming camera from sideways angle

“Back Uf Always, Back Up often”

“Faça Back Up sempre, faça back frequentemente”

E pude restaurar o site.  Bem, isso não importa.

 Eu peço perdão por ter vindo até aqui nesta balada porque meu intuito era responder a um cidadão, que beijo na boca não transmite HIV. O fato é que na página da janela imunológica, bem no começo, há uma imagem e, ao que me parece, ninguém a observa. E… Veja bem, eu não me importo em responder, ou já teria trancado a possibilidade de comentar ali e, sobretudo, não deixaria meu ZAP à disposição, mesmo porque há um interminável número de perguntas e respostas similares e vocês poderiam encontrar, com algum trabalho de pesquisa na página, a resposta que procuram. Não farei isso, trancar os cometários e muito menos tirar meu ZAP de lá e acabei por me lembrar de algo. O HIV não se transmite pelo beijo desde que sua boca esteja saudável. Uma gengivite pode tornar esta condição um tanto pior, se houver, por exemplo, contato com sangue da boca da outra pessoa e, desta forma, teríamos de imaginar um cenário bastante surreal onde duas pessoas com gengivite e sangramento na boca (com a dor que isso propicia) e outra (que teria de ser louca) resolveram se beijar!

Então amigo, olhe a imagem abaixo, que é a mesma que está também no início do post.

Voltando à travestis eu me recordo de um “evento” que me causou e causa até hoje, extremo pesar. Provavelmente ela era nova na área e ninguém avisou a ela que a esquina da Major Sertório com a Bento Freitas era ponto proibido. Ela não sabia disso e, por era nova na área, área sempre “governada por um cafetão filho da puta” que deve ter feito uma cobrança inicial (isso era praxe) e ele, só por maldade, pode ter dito a ela que ficasse “ali”

“Ali” ela não ficou três minutos antes de ser “escalada e concitada a sair. Tola, ela não saiu e o resultado disso que mais de vinte pessoas começara a espanca-la e, em menos de um minuto já estava inconsciente e eles. Loucos, começaram a chutá-la. Eu pensei em fazer algo… certamente eu seria massacrado também e, na sequência, banido de lá.

Felizmente havia um tira de bom coração que deu três tiros para o alto e, todos parados, ele disse: AFASTENSE DELA PORQUE NESTE AQUI AINDA TEM TRES E A 9mm TEM DEZ NO PENTE E UMA NA AGULHA.

Os bastardos inglórios acabaram sendo identificados, presos e, o que ocorreu com eles, embora eu deteste esta coisa de tortura, foi merecido. 

Eu comecei este texto alguns dias atrás, quando vi um vídeo no Facebook onde, dentre todas as barbaridades cometidas contra aquela pessoa, aquele ser humano, aquela travesti me deu asco e eu resolvi me manifestar.

Não gosto da fruta, mas isso não me dá o direito de perseguir ninguém. Eu me lembro que na mesma rua mais de dez anos depois, fui eu mesmo alvo de insultos, pedradas e do grito que eu nunca poderei esquecer quando já ia venerando pela Marquês de Itu, em direção à praça da República, onde tudo começara, cerca de trinta e quatro anos atrás, quando cai…

 

Bem, falar demais não é bom e eu já expressei quase tudo o que tenho a dizer.

 

Eu, como homem, e até mesmo como um Dandy , peço perdão àquela travesti que eu não poderia ter ajudado e a cada uma que eu vi o que aconteceu e sei como aconteceu.

Eu peço perdão a vocês e digo: Eu não sou o único homem que e envergonha destas barbaridades e, creiam, pode parecer estranho, mas o mundo está mudando e chegará o dia em que vocês serão respeitadas como seres humanos e eu vos digo, copiando e colando Alceu Valença eu digo:

 

Tu vens!… Tu vens!… eu já escuto os Teus Sinais!…

Tu vens!… Tu vens… e eu Te anuncio nos Sinos das catedrais!…

Anúncios

Olha só pessoal.

No início do post tem uma imagem com um texto falando sobre o trabalho e os custos que a gente tem. Você que está me lendo agora, pode e tem o direito de não acreditar.

No mês de mais, quando mais de quarenta mil visitas foram registradas, houve três cooperações.

Quando nós pedimos cooperação financeira, qualquer valor é bom.

Sabe, o beija-flor pode carregar uma diminuta gota d’água em seu bico, no afã de apagar o incêndio na floresta….

E nunca será insuficiente 😊

Está conta serve para transferências de qualquer banco ou depósitos na boca do caixa de qualquer agência do Santander

Esta conta não permite, senhores abusadores, que seja feito nada a título de débito nela.

Você não poderá, como já pôde, assinar 65 revistas de uma só editora e, muito menos abrir contas de acesso à Internet :-)

Precisa conversar

Whats App Soropositivo.Org

Estamos aqui para ajudar a pensar, não para diagnosticar. Não somos médicos ou profisionais de saúde. Buscamos ajudar com palavras amigas, conforto espiritual e, na medida do possível, terminar com a neurose gerada por bloqueiros de meia pataca ou homofóbicos sem caráter que não pensam duas vezes antes de espalhar terros entre pessoas que, quer eles, os homofóbicos, queiram ou não, são seres humanos. Tenha em mente que o numero do WhatsApp esta conectado a um CPF

A PEP é um direito de todos! Saiba onde a achar

A PEP é um direito de Todos

A PEP É um DIREITO DEDOS

[EIKYGMrz]

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico 2013/2014

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico
Sobre Claudio Santos (524 artigos)
Depois de passar quatro décadas tentando estabelecer pelo menos um armistício com meu pai e ver as falhas ocorrerem sistematicamente, tentativa após tentativa, eu desisti do sobrenome “de Souza”. Estava me preparando espiritualmente para isso quando uma amiga locupletou a façanha de descobrir onde está minha mãe... Cláudio Santos. Quem preferir, aluda-se a mim como o Cláudio do Site,ou Cláudio do Soropositivo.Org, ou ainda aquele da promessa não cumprida: Cláudio, o trouxa do livro que acreditou em "palavra emprenhada". Eu mostro meu rosto, embora alguns me censurem, porque, no meu modesto ponto de vista, ser portador de HIV não é crime e, portanto, não há do que me envergonhar. Eu contraí HIV pela via sexual. Eu fui um DJ e, durante cinco anos fui DJ no vagão Plaza e durante uns outros dois ou tres, quase quatro anos, fui DJ do Le Masque. Lá, um filho da puta me pediu para fazer minhas férias e puxou meu tapete. Aí fui parar na "Segredos", uma casa gay e, de quebra, morei lá por um tempo. Rua da Amargura, onde R.A. Gomes me colocou. Mas dei a volta por cima e fu trabalhar na SKY. Depois, na Pink Panther, em Santos e, enfim, na XEQUE Mate e, terminei minha carreira, aquele que fora três vezes considerado o Melhor DJ de São Paulo, como um apagado DJ do La Concorde e do Clube de Paris, onde conheci uma das mais belas mulheres com quem convivi e a perdi. Conheci alguém novo, uma mulher, "do dia", que me apresentou esta Entidade, o computador e, por muito tempo vivi de consertá-los. Sei, hoje, que ainda há muita gente que me odeia. Quer saber? Get them the hell and fuck off porque eu não dou a mínima. Simplesmente faço meu trabalho e me reporto a Deus...

1 Trackback / Pingback

  1. Uma carta as travestis. Teste-se para o HIV!Soropositivo. Org – Há Vida com HIV!!! | METAMORFASE

Seu retorno é importante. Nós atendemos às solicitações de textos, desde que ligados ao tema central de alguma forma. Faça seu comentário, de sua opnião

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: