Uma nota para meus leitores assíduos

Em: 2º Semestre de 2016

Eu passei as últimas quatro décadas tentando encontrar um meio termo, mesmo que fosse um armistício, nesta guerra travada por meu pai e eu. Eu disse à Mara, minha esposa, que nascera entre inimigos e ela não conseguia entender a afirmativa.

Eu perdi minha mãe de vista há cerca de 18 anos, quando ela estava muito doente, tinha passado por uma mastectomia e precisava passar por uma rádio/quimioterapia (eu não sei qual) e eles não tinham condições financeiras de ter uma linha de telefone.

Assim, eu muni minha meia irmã, cujo nome deixarei eclipsado por dever de caridade, com dez cartões telefônicos de 100 unidades (muita gente não vai entender isso com facilidade) e alguns números de telefone através dos quais ela sempre teria podido entrar em contato comigo. Depois que eu mudei, por razões que não serão colocadas aqui, de volta à Sampa, ainda havia um telefone através do qual a minha irmã (pouco importa o sangue) poderia me encontrar e este último número desapareceu há dois anos e, à minha maneira, sem procurar determinadas pessoas, eu fiz uma busca pelo Facebook (coisa estúpida a minha acreditar que minha irmã, esposando as crenças que esposa, poderia ter um perfil no Facebook.).

A Vida tem coisas estranhas e há pouco mais de duas semanas uma pessoa finalmente “conseguiu me encontrar e, depois de algumas conversas nós chegamos à conclusão que tivéramos sido manipulados por uma autêntica “loba em pele de cordeiro” e, algumas ouras coisas aconteceram e eu consegui nome e endereço de minha mãe.

Como eu não sou idiota, ocultei meu número e liguei para ela. Ela atendeu, embora não tenha admitido isso, ela foi muito rápida nas perguntas e depois de ouvir as respostas ela não dizia isso a outra pessoa e nem estava em viva voz, porque eu estava e teria corrido uma tremenda microfonia se ela estivesse em viva voz. Assim, depois da terceira pergunta eu tive certeza que era ela, mas não disse a ela. Dei a ela a liberdade de escolher seu caminho. Ela disse que eu ligasse mais tarde. Esperei, fazendo outras coisas, que a noite caísse e bem ali, pela vespertina, eu liguei para ela, que alegou ela não estava e que eu ligasse um outro dia.

What a pity, my mother, how sad will you be when you part from this world, and discover that my true intention was to place your two nets and your five great-grandchildren at your feet? … You made your choice by refusing me for the third time and If one is a little, two is good and three is too much, you have exhausted your quota and confirmed: I was born among enemies and you surprised me by showing that I was one of them!

Então é por isso, meu seguidores que eu desprezei os dois ramos da minha ascendência.

E enquanto eu não encontrar um jeito de referir a mim com um nome digno, eu serei o que ainda sou, com muito orgulho:

 

Claudio do Soropositivo.Org

A propósito: Mara finalmente concordou comigo: Nasci entre inimigos. E os venci

😍😍😍😜💫☮Sim, este da foto sou eu ! Minha sobrinha pediu que eu pusesse esta foto m meu perfil !.... Eu tinha aqui uma descrição a meu respeito que, uma pessoa classificou como “irreverente”. Esta é, realmente, uma forma eufêmica de classificar o que estava aqui. Tudo o que sei é que uma “ONG”, que ocupa um prédio de 10 andares estabeleceu uma parceria comigo, e eu tenho os logs do tempo de parceria, que foi mais um vampirismo pois, para cada 150 pessoas que saiam do meu site, clicando no deles, havia, em média, um que entrava. QUANDO ENTRAVA E SE ENTRAVA

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.