Anúncios
News Ticker

Gonorreia não tratável pelo mundo

Pessoal, manter o site nos traz custos, custos estes que estão difíceis para arcarmos sozinhos. Nós queremos continuar trazendo informações e ajudando as pessoas que chegam até aqui, mas para isso também precisamos de ajuda. Qualquer valor é bem vindo e nos ajudará a manter o site de pé, caso contrário não conseguiremos mais ter esse canal de informação e ajuda mútua. Segue a conta para depósito: Banco do Brasil, agência 1521-0, conta corrente 19957-5, em nome de Claudio Souza

O boom da gonorreia não tratável está se espalhando pelo mundo, alerta a Organização Mundial da Saúde

A Organização Mundial de Saúde fala da gonorreia não tratável como uma “situação muito séria”, depois de confirmar três casos conhecidos em que todos os antibióticos foram ineficazes contra a gonorreia não tratável .

A OMS estima que 78 milhões de pessoas por ano contraem gonorreia intratável…

Uma IST que pode infectar órgãos genitais, reto, garganta.

E, também, os olhos, com consequências, facilmente previsíveis.

Cepas intratáveis de gonorreia estão em ascensão, a Organização Mundial de Saúde  alertou.

Alimentando temores de que as drogas em breve serão inúteis.

Isso tudo depois de três casos em que os antibióticos tiveram comprovada ineficácia.

A gonorreia é a segunda infecção bacteriana sexualmente transmissível mais comum no Reino Unido depois de clamídia, com quase 35.000 casos relatados na Inglaterra em 2014.

A OMS estima que 78 milhões de pessoas em todo o mundo contraem a doença a cada ano, com a maioria dos casos afetando homens jovens e mulheres com menos de 25 anos, portam esta gonorreia não tratável.


O último alerta é baseado nos resultados de dois estudos, com a coautoria de pesquisadores da OMS.

Analisando dados de 77 países; em mais de 50, os antibióticos de primeira linha foram ineficazes.

Enxaguante bucal todos os dias ajuda a diminuir a propagação da gonorreia, estudo demonstra

“Para controlar a gonorreia, precisamos de novas ferramentas e sistemas para melhor prevenção, tratamento, diagnóstico precoce e rastreamento e relato mais completos de novas infecções, uso de antibióticos, resistência e falhas no tratamento“, disse Marc Sprenger, diretor de resistência antimicrobiana da OMS.

“Especificamente, precisamos de novos antibióticos!”

Bem como testes de diagnóstico rápidos, precisos e de pontos de atendimento.

Idealmente, aqueles que podem prever quais antibióticos funcionarão naquela infecção particular.

A longo prazo, uma vacina para prevenir a “gonorreia não tratável“.

Essas preocupações com relação à gonorreia foram repetidas por outros no campus.

“Estamos extremamente preocupados com o aumento da gonorreia resistente aos antibióticos no Reino Unido”, afirmou a Prof. Claudia Estcourt, membro da Associação Britânica de Saúde Sexual e HIV. “Em um espaço de tempo muito curto, vimos mudanças na bactéria em uma taxa sem precedentes, o que significa que muitos antibióticos que costumavam tratar e curar não são mais eficazes. Estamos ficando sem opções“.

Além da resistência generalizada aos antibióticos de primeira linha para a gonorreia, a resistência também aumenta nos tratamentos de segunda e terceira linha.

Gonorreia não tratávelA gonorreia não tratável tem se espalhado através do sexo vaginal, oral ou anal desprotegido, bem como através da partilha de brinquedos sexuais que não foram lavados adequadamente ou cobertos com um novo preservativo. 

Muitos dos que contraem a doença não apresentam sintomas, mas, se não tratada, a doença pode causar infertilidade.

E em mulheres grávidas, coloca os bebês em risco de cegueira.

Gonorreia não tratável

A Imagem torna as palavras desnecessárias

 

Desde a introdução de antibióticos na década de 1930, a bactéria responsável pela gonorreia, a Neisseria gonorrhoeae, tem mostrado uma capacidade notável para ficar um passo à frente dos nossos antibióticos mais eficazes.

“A gonorreia não tratável é um erro muito inteligente”, disse Teodora Wi, especialista em reprodução humana da ONU.

 “Toda vez que você apresenta um novo tipo de antibiótico para tratá-lo, esse bug desenvolve resistência a ele”.

Wi disse que um dos novos estudos sobre a doença publicado na Plos Medicine documentou casos de gonorreia não tratável no Japão, na França e na Espanha.

“Estes são casos que podem infectar outros. Pode ser transmitida “, disse ela a repórteres. “E esses casos podem ser apenas a ponta do iceberg. Infelizmente os sistemas para diagnosticar e relatar infecções intratáveis ​​estão faltando em países de baixa renda. Onde a gonorreia é realmente mais comum”.

Os especialistas acrescentaram que as questões de financiamento estavam aumentando o problema.

“Estamos preocupados que, em um momento de aumento da gonorreia resistente aos medicamentos e das opções de tratamento limitadas, o financiamento global para serviços de saúde sexual [no Reino Unido] está sendo reduzido e 25% das autoridades locais tiveram que reduzir os gastos com serviços de saúde sexual, “Disse Estcourt.

Manica Balasegaram, diretora da Global Antibiotic Research and Development Partnership, disse que a situação era “sombria” …

O pipeline, no entanto, é muito fino, com apenas três antibióticos com potenciais possibilidades de tratar estas novas bactérias [agentes etiológicos] que causam a gonorreia estão em desenvolvimento e não há nenhuma garantia sobre a real eficiência nos testes de fase final, disse ele.

“Precisamos urgentemente aproveitar as oportunidades que temos com drogas e candidatos existentes no pipeline”, disse ele.

“Qualquer novo tratamento desenvolvido deve ser acessível a todos os que o necessitem, assegurando-se que sejam usados adequadamente.

Isso no afã de que o desenvolvimento de resistência a estes potenciais (…) medicamentos seja o mais lento possível”.

Informou James Rudd e agências @jhfrudd

Sexta-feira, 7 de julho de 2017 03.00 atualizado em sexta-feira 7 de julho de 2017 23.25 BST

 

Traduzido por Cláudio de Macedo em 09 de julho de 2017 do original escriro por James Rudd Untreatable gonorrhoea ‘superbug’ spreading around world, WHO warns, revisado por Mara T Macedo nesta mesma data.

 

Cláudio de Macedo (esta mudança no nome será justificada em breve, e vocês saberão que eu estou coberto de razões.

😛

Teoria dos seis graus de separação
Anúncios

Precisa de algo? Ou quer ajudar?






Precisa conversar

Whats App Soropositivo.Org

A PEP é um direito de todos! Saiba onde a achar! Clique na imagem

A PEP é um direito de Todos

A PEP É um DIREITO DEDOS

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico 2013/2014

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico

1 Trackback / Pingback

  1. Sexo Oral: Qual o Risco? É preciso o uso de camisinha? - Soropositivo. Org -
%d blogueiros gostam disto: