O que é “envelhecer bem” para pessoas vivendo com HIV

Esta pode ser a imagem de pessoas vivendo com HIV que sabem envelhecer bem

Falar sobre como “envelhecer bem” para pessoas vivendo com HIV é um tema importante para nós.

E eu traduzi isso vendo o tempo todo Beatriz Pacheco que realmente  que realmente sabe e soube como envelhecer bem

 

Quando os pesquisadores canadenses pediram pessoas com HIV-positivos com mais de 50 anos, como eles definiriam o “envelhecimento bem-sucedido“, surgiram seis temas-chave:

  • Aceitar limitações,
  • Permanecer positivo,
  • Manter o apoio social,
  • Assumir a responsabilidade,
  • Viver um estilo de vida saudável e
  • Participar de atividades significativas.

Escrevendo no Jornal Internacional de STD & AIDS, Patrícia Solomon e seus colegas notaram a ênfase no controle individual. Clínicos e prestadores de serviços devem trabalhar com pessoas vivendo com HIV para entender seus valores e aspirações e ajudá-los a identificar seus objetivos pessoais, dizem os pesquisadores.

Em relação à população em geral, existem numerosas definições e modelos de envelhecimento bem-sucedido. Por exemplo, alguns autores disseram que tem três componentes: prevenção de doenças, manutenção de funções cognitivas e físicas e engajamento social. No entanto, as preocupações e prioridades das pessoas vivendo com HIV podem ser diferentes. A experiência de estigma e discriminação pode significar que o isolamento social é uma preocupação particular. Tendo já lidado com problemas de saúde ao longo de muitos anos, as pessoas com HIV têm diferentes sentimentos sobre sua saúde física.

Para um estudo qualitativo sobre HIV, envelhecimento e deficiência, pesquisadores em Ontário, Canadá realizaram uma série de entrevistas em profundidade com idosos que vivem com HIV. Cada pessoa foi entrevistada em quatro ocasiões distintas, durante um período de 18 meses.

Os 24 entrevistados tinham entre 50 e 73 anos, com idade média de 57. Quatorze eram do sexo masculino e 10 eram do sexo feminino. O período de tempo desde o diagnóstico de HIV variou de 6 a 30 anos, com uma média de 18 anos. Enquanto três quartos tinham uma carga viral indetectável, três quartos também relataram que experimentaram pelo menos seis sintomas “incômodos”. Apenas um em cada cinco estava empregado e os rendimentos tendiam a ser baixos.

No final da quarta entrevista, os participantes foram questionados sobre como definir o envelhecimento bem-sucedido e refletir se eles se consideravam envelhecer com sucesso. Os seis temas-chave que emergiram estão descritos abaixo.

Para pessoas vivendo com HIV envelhecerem bem estes são “detalhes” a serem considerados

pessoas vivendo com HIV

Eu e Mara… No Futuro…

Aceitando limitações

Os entrevistados falaram sobre a importância de chegar a um acordo com as realidades do envelhecimento, de não esperar poderem fazer tanto quanto quando eram mais jovens e de estabelecer limites. Quando um homem perguntou se ele se considerava envelhecer com sucesso, ele respondeu:

“Estou em um lugar feliz. Eu poderia estar mais feliz, mas quero dizer, eu aceito. Estou aceitando o que é minha vida “.

Permanecendo positivo

Enquanto muitos participantes falavam sobre ser positivos e felizes, eles definiram isso de diversas maneiras – evitando depressão, sonhando e desejando, e mantendo um senso de humor.

“Tendo uma disposição ensolarada sobre a vida, não deixe que as coisas o abaixem, não suporto as coisas pequenas. Isso é grande. Não suporto as pequenas coisas “.

Manutenção do apoio social

A conexão com os outros foi reconhecida como um elemento essencial do envelhecimento bem-sucedido. Isso pode ser com amigos, familiares, outras pessoas com HIV e outras redes sociais. Os entrevistados reconheceram o apoio prático (e emocional) que eles às vezes precisavam.

“Aprendi, isso foi difícil para mim, aprendi a pedir ajuda”.

Assumir a responsabilidade

Estar envolvido na gestão da própria saúde foi importante para muitos participantes.

“Estamos lidando com o HIV e não vai desaparecer, então precisamos ser autossuficientes e devemos ser bons gerentes da nossa saúde e da nossa psique para que não caiamos no sofrimento”.

Estilo de vida saudável

Muitos entrevistados reconheceram a importância de um estilo de vida saudável. Eles falaram sobre comer saudável, abstendo-se de drogas e tabagismo, descansando e dormindo bem, minimizando o estresse e o exercício regular.

“Se você quer viver uma vida plena e longa e saudável, você pode … A adesão aos seus medicamentos é primordial, mas, juntamente com essas mudanças, você fará na sua vida pessoal”.

Participar de atividades significativas

Um elemento-chave era a capacidade das pessoas para participarem de atividades que fossem úteis para elas. Estes poderiam ser a manutenção das atividades existentes de encontrar novas, incluindo cuidar de si mesmo, cuidar de outras pessoas, oferecer trabalho ou emprego.

“Todos os dias eu simplesmente continuo, não vou deixar de funcionar. E isso ajuda a mente e ao corpo a continuar “.

Conclusão

Enquanto os modelos acadêmicos e profissionais de envelhecimento bem-sucedido tendem a enfatizar a saúde física e a ausência de doença, os pesquisadores dizem que seus entrevistados estavam menos preocupados com isso – apenas um entrevistado mencionou viver até a idade avançada – e estava mais preocupado com os aspectos psicológico e social  do envelhecimento.

“Nossos participantes pareciam se concentrar em componentes do envelhecimento bem-sucedido que enfatizavam o controle individual”, dizem os pesquisadores. “De uma perspectiva clínica, destaca a importância de trabalhar com PVHIVA [pessoas vivendo com HIV ou AIDS] para entender seus valores e aspirações e criar metas centradas no paciente que sejam significativas para o indivíduo”.

Traduzido por Cláudio Souza  What is “successful ageing” for people living with HIV?!…

 

Referência

Solomon P et al. “Eu ainda estou aqui, eu ainda estou vivo”: Compreender o envelhecimento bem-sucedido no contexto do HIV. International Journal of STD & AIDS linha antes da cópia de 2017. (Resumo).

[analytify-stats metrics=”ga:uniquePageviews” dimensions=”ga:sessionCount” date_type=”custom” start_date=”2017-09-14″ end_date=”2017-09-14″ max_results=”10″ sort=”-ga:percentNewSessions” analytics_for=”current” custom_page_id = “” permission_view=”administrator”]