Últimas

Farmacêuticas não têm interesse em cura do HIV

Interessadas em cura? Eu não creio…

Cura? rsrsSempre é bom ver, em qualquer lugar sério, alguém que tem uma verdadeira similaridade de conceito e, quando eu dei por mim estava no Blog da  Revista Espaço Acadêmico onde encontrei a matéria intitulada as “companhias farmacêuticas não deveriam fingir que estão interessadas em curas, porque não estão. Até onde sei, não é nada frequente que financiem pesquisas à “busca de cura”.

Tudo o que está escrito lá tem muita ressonância em minha mente e, honestamente, esta “busca pela cura” pode ser muito dramática e intensa quando a enfermidade pode se transmitir pelo contato social, ou pela sua simples presença do lado do indivíduo que, sem saber, trabalha como um vetor; porque neste caso até mesmo eles poderiam perder suas vidas ou perder as vidas de seus amados….

É muito mais lucrativo tratar do que evitar ou procurar uma cura, e esta é uma métrica assaz interessante quando falamos de tratamento de pessoas vivendo com HIV ou AIDS, dada a terrível construção que se tem do mito da infecção HIV e da AIDS…

Não há uma lógica, para eles que não seja diferente;

Eles não se importam com uma cura.

Observe que cada paciente pode representar um “pecúlio de US$ 12.00,00 ao ano” e ninguém quer perder algo assim… bem, eu penso que estabeleci meu ponto de vista com relação a tudo isso (…). Porque

Richard Roberts, ganhador do prêmio Nobel em medicina nos anos 1990, é uma conhecida personalidade britânica contemporânea e está longe de ser um esquerdista. Ele é a favor dos transgênicos e é um dos diretores de uma indústria de biotecnologia. Também defende toda ênfase nas verbas públicas na esfera da pesquisa, lado a lado com as pesquisas privadas. Portanto, se presume que não tenha lido textos marxistas seriamente.

No entanto, é dele a afirmação acima, de que as “companhias farmacêuticas não deveriam fingir que estão interessadas em curas”, porque não estão. Até onde sei, não é nada frequente que financiem pesquisas à busca de curas”. [Esta afirmação encontra-se no site https://www.meneame.net/m/actualidad/c/15041078, em matéria de 14/7/14, intitulada: El fármaco que cura no es rentable para las farmacêuticas].

Enfim, eu, Cláudio Souza, faço coro e simpatizo com a tese em gênero, número e grau.

Com a diferença que eu os chamo do que são: Malta insaciável de lobos que não respeito sequer o sofrimento de suas mães… Se é que eles tem ou tiveram uma…

Para saber mais, clique aqui

 

 

Anúncios
Sobre Claudio Souza do Soropositivo.Org (508 artigos)
😍😍😍😜💫☮Sim, este da foto sou eu ! Minha sobrinha pediu que eu pusesse esta foto m meu perfil !.... Eu tinha aqui uma descrição a meu respeito que, uma pessoa classificou como “irreverente”. Esta é, realmente, uma forma eufêmica de classificar o que estava aqui. Tudo o que sei é que uma “ONG”, que ocupa um prédio de 10 andares estabeleceu uma parceria comigo, e eu tenho os logs do tempo de parceria, que foi mais um vampirismo pois, para cada 150 pessoas que saiam do meu site, clicando no deles, havia, em média, um que entrava. QUANDO ENTRAVA E SE ENTRAVA
Whatsapp WhatsApp Us
%d blogueiros gostam disto: