Últimas

Não houve novas infecções por HIV em pessoas usando PrEP

.Não houve novos casos de infecção por HIV em indivíduos fazendo uso de PrEP (Profilaxia Pré Exposição)

PrEP é para todos e Não houve novas infecções por HIV

Não houve, entre as pessoas usando PrEP, novas infecções por HIV entre às aproximadamente 5000 pessoas que começaram a PrEP com Truvada.

Entretanto, alguns indivíduos que procuraram pela PrEP mas decidiram-se por não toma-la e houve, também,

Houve os que abandonaram a PrEP mas a interromperam e acabaram por se tornarem infectadas por HIV.


PrEP

desmiolada como eu fuim um dia despertando com um gancho de esquerda como eu despertei

Nota do tradutor: Esta cascata me criou um problema de interpretação e eu estou colocando aqui como eu entendi *isso* me comprometendo a procurar “gente que realmente entende” para corroborar está informação.

A cascada deva ser algo como uma pessoa, que abandonou a PrEP.

E, depois, se relacionou com outra pessoa que é soropositiva e que “passa o HIV”.

O HIV é passado para o número um e este encontrou mais cinco pessoas e que transmitiu HIVa elas.

Que se relacionam sexual desprotegidas contaminam, eu um ano, outras 5 pessoas…

Esta coisa parece loucura, mas não é. A cadeia de transmissão é exponencial e propaga-se geometricamente

Eu sei que vocês já viram o que é relacionar-se sexualmente sem proteção ou sem a PrEP e “o tamanho da encrenca… (…) … e todas as complicações. A AIDS não mata como o Ebola, em cerca de sete a dez, talvez quinze dias, ela corrói aos poucos e dá a cada nova pessoa toda uma incomensurável nova gama de possibilidade quando o assunto é resilinência, porque Deus sabe o quão longe uma pessoa infectada pode levar este vírus, pessoa a pessoa até que, um dia, pelo menos uma destas pessoas desmioladas como eu fui um dia, acorda com um gancho de esquerda no queixo…

 


“As estratégias são criticamente necessárias para garantir que os pacientes iniciem, reiniciem ou continuem com a PrEP durante períodos de risco de contrair do HIV”, concluíram os pesquisadores. 

 

 

Harvard Medical School, onde ocorreu este estudo sobre PrEP

O crescimento do “corpo desta pesquisa” tem demonstrado que a PrEP diária ou sob demanda que use Truvada (tenofovir disoproxil fumarato / emtricitabina) é altamente eficaz na prevenção da infecção do HIV, quando usada consistentemente. Apenas 3 casos de insuficiência da profilaxia pré exposição foi relatado sob estas circunstâncias

Você pode ver os seguintes relatórios traduzidos para o português automaticamente pelo Google Translator:

  1. CROI 2016 ,
  2. HIVR4P 2016
  3. CROI 2017

Julia Marcus da Harvard Medical School e colegas da Kaiser Divisão de Pesquisa Permanente e da Kaiser San Francisco Medical Center, visualizou o risco de falha da PrEP de modo mais amplo, como ocorre em qualquer ponto ao longo do continuum de cuidados a partir do momento em que uma pessoa buscou,  ou foi encaminhado para PrEP através de um curso utilização consistente Truvada (Nota do editor: infelizmente eu nunca vi algo similar no Brasil).


A maioria eram homens que mantém relações sexuais com outros homens.

 

PrEP

Homens que fazem sexo com outros homens não se veem como “gays”. E isso dificulta acessá-los no que tange á prevenção contra a Infecção por HIV. Bem como outras Infecções e afecções sexualmente transmissíveis e a PrEP é uma alternativa importantíssima nesta equação de difícil soluçãoi

Este estudo incluiu 7124 pessoas que buscaram ou foram encaminhadas para o Kaiser Permanent Northern California. Contados a partir de julho de 2012 até fevereiro de 2017. A maioria eram homens que mantém relações sexuais com outros homens.
O Permanent Northern California é um sistema integrado que fornece uma gama abrangente de serviços médicos.

Esta gama de atendimento e para mais de 4 milhões pacientes.

E tem um dos maiores programas de PrEP nos pesquisadores do US Kaiser relatado anteriormente.

Inglês) sem novas infecções por HIV entre seus usuários de PrEP.

No entanto, eles descobriram que havia altas taxas de infecção quando a mesma se dava pela via sexual. E ainda houve dois casos raros de transmissão sexual do vírus da hepatite C em homens homossexuais soronegativos.

Daqueles buscaram ou foram encaminhados para a Profilaxia Pré Exposição, 26 membros (0,4%), foram diagnosticados com HIV.

Isso já durante sua avaliação de elegibilidade PrEP. Dos indivíduos restantes 70% começou a PrEP e 30% optou não o fazer.


A PESQUISA sobre PrEP utilizou TRUVADA

Entre as 4991 pessoas que começaram a Profilaxia a média tempo de uso – estimado a partir do momento a primeira prescrição Truvada estava preenchidas até o último que abandonou a Profilaxia Pré Exposição, independentemente de falhas no uso, foi de 12,4 meses. Não houve, estatisticamente falando novas infecções por HIV durante mais de 5000 pessoas/anos de uso Truvada.
Entre as 2107 pessoas que decidiram-se a não começar PrEP, 22 foram posteriormente diagnosticados com HIV.

Uma taxa, estatisticamente dizendo, de incidência de 1,1 por 100 pessoas-ano.

Estatistificante falando… (…) …

E entre as 1303 pessoas que já não tinham perdido nem mesmo em uma dose do Truvada no final do seguimento, 11 foram diagnosticados com HIV.

Isso… depois de ter tomado até a última dose prescrita houve uma taxa de incidência de 1,3 por 100 pessoas-ano.

“Não foram identificadas infecções por HIV durante, estatisticamente expressando-se mais de 5000 pessoas-anos em uso de PrEP, um número bom, d igo eu, o editor. Mas um número…

E este número foi consistente com a elevada adesão anteriormente observada neste cenário, escreveram os pesquisadores.”

Houveram aqueles que que descontinuaram a Profilaxia Pré Exposição

No entanto, foram identificadas infecções por HIV entre indivíduos que estavam sendo avaliados para elegibilidade PrEP (ou seja, noe estágio final de acesso à PrEP), que buscaram ou foram encaminhados para o tratamento profiláxico, mas não iniciaram os cuidados.

profiláxicos (isto é, a incapacidade de iniciar a PrEP), ou que descontinuaram a Profilaxia.”

 

Traduzido por Cláudio Souza do original em No New HIV Infections Among Kaiser PrEP Users, But Cascade Shows Missed Opportunities escrito por Escrito por Liz Highleyman.

A PrEP tem de ser para todos mas o preservativo é “sine qua non”

Eu, o editor, observo que no estudo Não houve novas infecções por HIV e adiciono que a PrEP tem de ser para todos. Mas, por tudo o que eu já vi e vivi, mesmo com PrEP, que deve ser considerada com uma espécie de “segundo para-quedas” o uso de preservativo é um “must e uma condição “sine qua non”, que deve ser mantida a todo o custo, mesmo que o custo seja perder aquele “grane Lance”! E vejam, muitos, hoje em dia, dizem que o preservativo é seguro “apenas 97%” ou apenas 85%.

Bem, antes de me unir à Mara eu fiz uma despedida de solteiro que durou um ano. E eu fervi e fervi mesmo.E não houve nenhum cado de contaminação porque, simplesmente, eu compreendera os labirintos do prazer numa transa com camisinha e descobri que há Meios, meios e meios de se ter prazer e orgasmo sem ao menos haver uma penetração. Use a caveça, use a imaginação, viva a sua sexualidade latente, que que você esconde….

…E que pode ser a mais deliciosa para ambos

<

p style=”text-align: justify;”>[ Produzido em colaboração com aidsmap.com ]
Fonte
JL Marcus, LB Hurley, DP Nguyen, et al. Redefining HIV Preexposure Prophylaxis Failures. Clinical Infectious Diseases. July 29, 2017

Images similares

Anúncios
Sobre Claudio Souza do Soropositivo.Org (508 artigos)
😍😍😍😜💫☮Sim, este da foto sou eu ! Minha sobrinha pediu que eu pusesse esta foto m meu perfil !.... Eu tinha aqui uma descrição a meu respeito que, uma pessoa classificou como “irreverente”. Esta é, realmente, uma forma eufêmica de classificar o que estava aqui. Tudo o que sei é que uma “ONG”, que ocupa um prédio de 10 andares estabeleceu uma parceria comigo, e eu tenho os logs do tempo de parceria, que foi mais um vampirismo pois, para cada 150 pessoas que saiam do meu site, clicando no deles, havia, em média, um que entrava. QUANDO ENTRAVA E SE ENTRAVA

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Whatsapp WhatsApp Us
%d blogueiros gostam disto: