Últimas

Diretrizes Sexo Seguro: Ponto 1: Transar Com Camisinha Todas As Vezes

A Mulher Inteligente que Está Sempre a Postos e preparada Para a Prática de Sexo Seguro Não Seja Boba. Não pense por um só segundo em se envergonhar por ter preservativos no bolso. Uma Mulher Prevenida É Uma Ótima Pedida. :-)

Isso É Parte essencial de nossas vidas:  Praticar Sexo Seguro e Transar Com Camisinha

 

A pratica de Sexo Seguro que dentre muitas “definições” é, também, transar com camisinha, é uma forma de auxiliar a contenção da pandemia HIV/AIDS.

Faça Sexo Seguro

Você ama? Cuide!

Para que o HIV/VIH possa se propagar e perpetuar-se, uma aspiração comum a qualquer forma de vida, embora vírus ainda não pertence á classificação de forma ve vida, o HIV utiliza-se (sic) da transa, relação sexual, bem como do compartilhamento de agulhas de seringas, utilizando-se,de quiasquer oportunicades onde haja contato ou troca de sangue ou fluidos sexuais contaminados da pessoa infectada para ”mover-se para outras pessoas”.

Troca de Fluidos. Há quem deteste! Medo do HIV!

Os fluidos que vêm do pênis ou da vagina antes, durante ou depois do orgasmo, que comprovadamente contenham o HIV, podem ser vetores de transmissão do vírus, quando estes fluido(s)contaminado(s) conseguem entrar em contato com o corpo de do/da parecir(o/a)  e alcançam a corrente sanguínea do indivíduo.

 

Hoje em dia, só pratico sexo seguro

Por isso eu considero, hoje, com tanto tempo de vivência e convivência com o HIV, na verdade eu cou um “caso e AIDS, pois sob o ponto de vista médico, uma vez que você chega a ser considerado um caso de AIDS. E o fator que determinava o tratamento era exatamente este, onde o tratamento se faria necessário, quando a contagem chegasse seria a 350 células da proteína CD4! Então, e somente então, se faria o uso do “coquetel” também conhecido como TARV.

Minha medicação mensal. É melhor acreditar em prevençao do HIV

Meu caso é complicado . E nem todos tem de viver assim. Eu vivo assim. Mas vive com muito menos do que eu. É só para me fazer entender

E esta vinha sendo, desde os primórdios da “terapia combinada”, uma consideração que mudou diversas vezes de definição (500 células CD4, por exemplo) pode chegar, pelo menos sob o ponto de vista médico/científico, uma condição torna-se imutável, mesmo quando se está com uma contagem de células que expressam a proteína CD4 acima de 1000 células por mililitro de sangue (!!!).

Pratique Sexo Seguro, É melhor Transar Com Camisinha.

Não “só” por causa do HIV! Mas, também, porque desta forma você evita uma gravidez indesejada, o risco de contrair alguma doença sexualmente transmissível em cada um de todas as relações sexuais desprotegidas que você vivenciar, fará com que você passe se não houver a infecção, propriamente dita, por  HIV, por situações de medo e dúvida.

Eu sei o que tenho visto aqui. E tudo isso me leva a refletir profundamente a respeito de mim; da forma como vivi, como expressei as expansões de minha sexualidade, cada detalhe, cada erro tolo, cada relação simplesmente fútil, que tendo sido ela ou não, a pessoa que me trouxe o vírus, o fato é que eu recebi o vírus pela porta do “Salão Principal”, com um tapete vermelho. Remorso?:

Não seria esta a palavra e sim, decepção.

Comigo.

Desenvolvimento de Sexualidade, Emocionalidade e Responsabilidade Afetiva

muitas vezes eu ergo, em minha defesa, o fato de não ter tido, como a maioria das pessoas teve, uma “adolescência tutelada”.

De fato, eu não tive. Mas apendi a ser extremamente hábil no assunto “sedução”. Eu acabo de me recordar de uma passagem interessante. Eu morei, algum tempo, no Hotel Dominó. Era pratico. Eu não precisava de limpar o quarto, as roupas de cama estavam sempre limpas e, entre meu trabalho e minha casa eu percorria a mesma distancia que qualquer pessoa percorre quando atravessa uma rua em São Paulo!!! 😉 . Indo além, eu pagava por quinzena e, a bem da verdade, com toda a sedução e manhãs e manhãs de prazer (eu trabalhava entre 23:00 e 4:00, a manhã era, digamos, o início da sua noite.

E numa destas manhãs eu passei pela portaria do prédio, peguei a chave com a Débora, dona do Hotel dominó (eu tive um lance, sim, com uma Débora, mas isso jamis erá contado, só asseguro que não esta “esta Débora) e subi. E, é preciso informar que na portaria estavam quatro ou cinco moças, dificilmente “acessíveis”, porque elas trabalhavam no tetéa (isso é nome de boate (puta que me partiu) e o proprietário da Boate simplesmente declarou que eu era persona non grata (e ele teve suas razões para isso) e eu fui, para todo o sempre, “barrado na porta”. Eu soube isso da pior maneira. rs, rs….

Minha Fama Me Precedia

Bem, as moças estavam lá e Débora me contou o seguinte:

-“Um gato né”?

-“Sim! E tem uma lábia”…

-“E é um cafajeste filho da puta”….

Esta terceira fala reflete a verdade, toda a verdade, e apenas a verdade.

Bem, eu desenvolvi recursos para seduzir. Podia ter buscado saber mais sobre sentimentos, mesmo porque, no passado, em relação a este episódio, meus sentimentos foram feridos, eu sabia o quanto doía e não me importava.

Isso me faz consciente de quem fui, do que fiz, naqueles tempos. Uma amiga silenciosa me deixou esta mensagem no “Facebook”:

Clique na imagem para vê-la por completo em outra aba. A verdade é que eu não faço “caridade”. Eu preciso de caridade. Pois quando estou aqui, às 02:05, tentando fazer alguma luz para quem chega aqui, eu vejo com grande eficiência, quanta sombra ainda reside em mim

Caso você ou um de seus/suas parceiros(as) venha a “surgir” contaminado(a) por HIV (Exame com resultado reagente em teste para HIV), seu será o trabalho de explicar, depois de seu próprio teste, que cada um deles pode estar também contaminado, se o seu teste vier a ser “reagente”.

Coisas estúpidas que eu já ouvi, com pessoas não praticantes de sexo seguro!

Eu sei o que eu passei. E o que um amigo meu passou, para avisar os contactantes de risco. Outras pessoas que, desastradamente, como eu, e talvez você, não se amam o bastante para se cuidarem e, estupidamente, ensejarem a oportunidade de “morrer de amor”. Morrer de amor, ou por amor, se deixar infectar, e até mesmo pedir para ser infectada ou infectado. Como uma determinada mulher, supondo me amar, me disse:

-“Me contamine”…..

-“(…) –  E dois anos depois, em um momento particularmente ruim para mim, me olhou e disse:

-“Que doencinha de merda esta sua hein”? – Isso por que “ela me amava e pediu para se “contaminada”, com “os olhos virados”. Imagine o que ela me diria, neste dia, se eu a tivesse atendido.

 

Há Vida com HIV – Mas Viver Sem Ele É Bem Melhor! Para Isso, Apenas Com Sexo Seguro É AMelhor prática de prevenção Contra O HIV

Você pode estar evitando a prática do sexo seguro por acreditar que o HIV tem tratamento, mas a barra é pesada!, embora realmente tem tratamento! Mas eu não acho  boa a ideia de ter de envelhecer vivendo com HIV, quando você pode, perfeitamente, evitar este quadro com pequenas e simples atitudes.

A Mulher Inteligente que Está Sempre a Postos e preparada Para a Prática de Sexo Seguro

Não Seja Boba. Não pense por um só segundo em se envergonhar por ter preservativos no bolso. Uma Mulher Prevenida É Uma Ótima Pedida. 🙂

Para mim e para Mara, esta opção não existe mais, e nós estamos envelhecendo com HIV!

E isso pode parecer fácil, mas não o é, com toda a certeza do mundo.

E se nenhuma destas pessoas não estiver infectada com o HIV, não há risco e, mesmo assim eu insisto e persisto:

Usem a maldita camisinha, posto que, eu aprendi, aterrorizado, que há pessoas que vivem sob este s axioma:

Melhor viver de AIDS do que de Vont’AIDS (!!!!!)

Eu aprendi este axioma interessantemente louco, de uma pessoa que me procurou com uma ou duas semanas de recém diagnose e ele estava profundamente deprimido. E desapareceu do meu What’s App. E eu não sei o que pensar disso. “Medo”….

Indetectável É igual a Intransmissível. Pode ser. Mas o sexo seguro é a melhor opção.

Uma pessoa com “carga viral” indetectável (ver ficha técnica 125) NÃO implica em SEGURANÇA ABSOLUTA contra risco de

Sexo seguro, a melhor opção

Doenças Sexualmente transmissíveis, curáveis ou não, são tristes fontes de sofrimento, muitas vezes facilmente evitáveis

infecção por HIV o tempo todo. Pode dar Merda! Por outro lado, se não houver contato com sangue ou fluidos sexuais, não há risco. Sempre é bom lembrar que o HIV não pode ser transmitido por mosquitos de qualquer espécie!

Da mesma forma o HIV precisa entrar no corpo para que a infecção ocorra. Estas orientações sobre sexo seguro são dicas de formas de reduzir-se o risco de disseminação do HIV durante a atividade sexual.

Relação Sexual Não Protegida é Vida Sexual Insegura, Passível De ser Contaminada Por HIV.

O sexo desprotegido redunda em risco altíssimo de contágio por HIV. Entre as pessoas que frequentam este blog há algumas que não se incomodam em transmitir Infecções Sexualmente Transmissíveis de “menores proporções” sem maiores considerações.

Pois é desta forma, inconscientemente, sempre se expondo, repetidas e repetidas vezes, até que, de um modo ou de outro, cedo ou tarde, terminará por se tornam mais uma pessoa infectada por HIV!!!

E eu pergunto:

E TEMO QUE ESTA SEJA UMA PERGUNTA SEM RESPOSTAS
Será que esta pessoa se lembrará de se testar? Ou pelo menos resolver a praticar sexo seguro daí em diante? Afinal…. Tem tratamento

Em se testando, se tratará e terá a dignidade de pensar não mais apenas em si?

Saíra tal pessoa, frequente  no blog, muitas vezes com dúvidas a respeito de  janela imunológica para as de conforto e orientações a respeito da vida com HIV?

Saberá como viver, e viver bem, depois de ter sido diagnosticado como reagente para HIV?

Ou verá, como mais uma doença comum, que “é tratável” e não causa tantos danos assim e, portanto, não tem problema em transmitir?

Não é maldade então fazer alguém ficar assim… tão triste?

Ao Menos Uma Vez

Eu tenho repetido esta expressão, a coisa de não ter problema em transmitir porque uma pessoa, assaz egoísta que, tendo assumido espontaneamente a transmissão de uma outra DST, crendo que ela não tem maiores implicações, teve o egoístico propósito de transmitir isso para alguém e, plus ultra, teve medo de ter contraído HIV.

Eu nunca imaginei a existência de uma pessoa assim. E vejam: Eu vivi minha adolescência nas ruas e minha juventude na “Boca do Luxo”, entre prostitutas, cafetões, policiais corruptos, batedores de carteiras, vagabundos, ladrões, !!!Pessoas e bem!!!, solitárias e infelizes, ou meramente curiosas e toda a “escória” que a sociedade cria rotula (os rótulos não são meus!!!) e por fim, repudia! Mas nunca ouvi nada parecido em quase 20 anos de trabalho neste site. E eu acabo por concluir que se existe um, existem muitos, e eu vos aconselho cautela em vossas vidas. 

E, sim, eu os receberei bem, dizendo o que sempre digo a todos:

“Tudo é como Deus Deseja e Há Vida com HIV

“Só Uma Puta

Este texto é uma extrapolação mental que teve origem na tradução do texto em HIV Prevention. A fúria que tomou conta de meus sentidos é uma reação natural a uma interminável procissão de pessoas com este comportamento e, da frase funesta de uma delas:

-“Era só uma puta”!

Puta que me pariu é dose para três mil seiscentos e noventa e oito mamutes

Cláudio Souza. Uma outra edição

O mundo é um moinho

Rascunho salvo às 2:28:42. Última edição feita por Á Souza do Soropositivo.Org, em 10 de outubro de 2018 às 22:3

Anúncios
Sobre Claudio Souza do Soropositivo.Org (508 artigos)
😍😍😍😜💫☮Sim, este da foto sou eu ! Minha sobrinha pediu que eu pusesse esta foto m meu perfil !.... Eu tinha aqui uma descrição a meu respeito que, uma pessoa classificou como “irreverente”. Esta é, realmente, uma forma eufêmica de classificar o que estava aqui. Tudo o que sei é que uma “ONG”, que ocupa um prédio de 10 andares estabeleceu uma parceria comigo, e eu tenho os logs do tempo de parceria, que foi mais um vampirismo pois, para cada 150 pessoas que saiam do meu site, clicando no deles, havia, em média, um que entrava. QUANDO ENTRAVA E SE ENTRAVA

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Whatsapp WhatsApp Us
%d blogueiros gostam disto: