Últimas

Carga Viral Indetectável não é Cura O exame será reagente

Carga Viral Uma emulação do "cara em questão". Quando fizeram minha primeira carga viral eu vi um número. Eu não consigo puxar este número pela memória, mas era algo que começava com "3" . Talvez três milhões. Sabe quando vc é pego de surpresa naquele momento mais "seu", mais íntimo, em que você espera não ser visto, mas você está a apenas um segundo de iniciar "a coisa" e fica flagrante a sua intenção?". Horrível esta sensação, bem o sei. Foi bem pior que isso o que eu senti. Acabei me "movendo-Me" da Rua Antônio Carlos, esquina com a Rua Augusta e "atropelei um ônibus" nas imediações da Avenina Brigadeiro Luiz Antônio. Na verdade eu atravesse uma rua, sem me dar conta e bati la lateral de um ônibus em movimento. Se eu tivesse chegado ali oito segundos antes, certamente teria sido colhido pelo mesmo ônibus e pela morte. Me parece que Deus faz questão de minha presença aqui e, malgrado mais de oito tentativas de suicídio, ainda estou aqui e aceitei a ideia de não o tentar mais (suicídio) novamente.

Carga viral é cura? Este é outro assunto que me faz ver um “pântano de dúvidas”. Cargaviral Indetectável não é cura! O teste de Carga Viral avalia e mensura a quantitade de HIV no sangue de uma pessoa testada E não serve para determinar sorologia de HIV.

Significa, nem mais nem menos, que a quantidade de particulas do HIV em sua corrente sanguínea é pequena. E tão pequena, que não pode ser detectada pelo teste em uso naquele sistema de teste.

Dúvidas comuns em relação à Carga Viral

  1. Se minha carga viral estiver indetectável e eu fizer um outro exame contra HIV ele dará não reagente?
  2. A carga Viral Indetectável significa que estou curado/curada?
  3. O Pastor em minha Igreja disse-me que agora eu só “preciso ‘manter minha fé’.
  4. Isso é verdade? Carga viral indetectável significa cura?
  5. Me disseram que se eu tomar mutamba minha carga viral será “zerada” e poderei abandonar  a TARV. Fato? 

O volume de dúvidas, e o volume de contestações (..)…. Todas voltadas à criação de dúvidas sobre carga viral é tamanha que, tardiamente, eu reconheço, acabei por traduzir dois textos e coloca-los neste post.

A Janela Imunológica garantida, segura e definitiva é de 30 dias.

A Janela Imunológica garantida, segura e definitiva é de 30 dias. Digam o que disserem, eu estou publicando um texto escrito por pessoas gabaritadas que trabalham com detecção de infecção por HIV há mais de pelo menos uma década

E com o passar dos dias eu tratarei ainda mais sobre.

O Exame de Carga Viral

  • um exame da carga viral faz a contagem  da quantidade de HIV no sangue.
  • A quantidade de vírus é contada na forma de ‘cópias’ por mililitro (ml) de sangue. Carga viral indetectável é uma meta de tratamento. 10.000 cópias por ml é considerado um número baixo;
  • Mais de 100.000 cópias por ml são consideradas altas e uma indicação para iniciar a terapia antirretroviral. Ou mudar o regime atual.
  • As mudanças de carga viral são tão grandes que às vezes são quantificadas usando os poderes de dez,
  • Ou escala de log (notação científica).
  • Uma alteração de 1-log representa uma alteração de dez vezes.
  • Uma alteração de 2-log é uma alteração de cem vezes e registada como 102.
  • Os testes de carga viral repetidos podem variar por um factor de três.
  • Um aumento da carga viral não seria considerado significativ
  • A menos que o resultado fosse pelo menos três vezes superior ao resultado da última carga viral.
  • Uma diminuição na carga viral é considerada significativa quando é inferior a um terço do resultado anterior.
  • Cada teste tem um limite abaixo do qual não consegue detectar o material genético do HIV.
  • Isto é conhecido como o limite de detecção, ou carga viral indetectável.
  • Este nível, no Brasil, é, geralmente, de 40 cópias / ml.
  • Existem testes ultra-sensíveis que podem detectar até 5 cópias / ml – geralmente usado em estudos.

 

Carga Viral Indetectável Não Gera Resultado “Não Reagente” Em Exame De Sorologia Para HIV

  • Carga viral indetectável não indica ausência de HIV; e desta forma, não creia que se você fizer outro exame para HIV ele se apresentará “Não Reagente”. Isso representa apenas e tão somente  que a quantidade de vírus presente na sua corrente sanguínea  não é detectável utilizando a tecnologia disponível onde o teste é feito.
  • A carga viral pode ser usada para diagnosticar a infecção aguda pelo HIV antes da soroconversão, embora haja um certo número de resultados falso-positivos e esta seja uma prática inadequada e insegura – Eu, Cláudio Souza, do Soropositivo.Org, baseado em informações de um profissional de saúde desaconselho esta prática. Segure sua onda, espere a janela imunológica e ACEITE SEU RESULTADO, MESMO QUE ELE SEJA UM NÃO REAGENTE E VOCÊ CREIA QUE “MEREÇA ESTAR INFECTADO” (isso não é questão de mérito).
  • A carga viral aumenta após uma infecção ou vacinação (como uma vacina contra a gripe ou febre amarela, por exemplo).
  • Quanto menor a carga viral de uma pessoa, menor a probabilidade de adoecer no futuro próximo. Você pode clicar neste link e entender melhor estes fatos sobre infecção por HIV e AIDS.
  • Ao monitorar a carga viral, o mesmo teste e técnica de laboratório devem ser usados. Os resultados irão variar de acordo com o tipo de teste usado.

Freqüência do teste de carga viral

Um teste de carga viral de base deve ser feito duas vezes, se possível.

Se a terapia antirretroviral for iniciada, a carga viral deve ser repetida dentro de um mês, depois entre três e quatro meses, e novamente entre quatro e seis meses, depois disso, nos parâmetros de tratamento brasileiros, o exame de carga viral deve ser feito anualmente ou se houver sinas ou evidências de uma queda na contagem de células “CD4”. Uma queda na carga viral para menos de 1000 cópias / ml dentro de um mês geralmente indica que, aos seis meses, a resposta será mantida.

Se a carga viral indicar falha no tratamento, o teste deve ser repetido. Ocasionalmente, existem blips virais e, em níveis baixos, estes”’ geralmente’ não são indicativos de resistência ou falha do tratamento”.

 O Teste de Carga Viral deve ser usado para avaliar uma tendência dentro de um determinado espaço de tempo

Esta é a imagem da “mutamba”. A mutamba não cura nem mau olhado. Todas as essoas que eu conheci e tentyaram me “doutrinar” com relação a isso, eu seria um vetor financeiro espetacular, vieram a falecer, mais cedo ou mais tarde, geralmente vitimadas por uma Doença Oportunista claramente legada a uma baixíssima contagem CD4

Em alguns casos, as combinações podem reduzir a carga viral plasmática abaixo dos limites de detecção, mesmo entre pessoas que têm baixa contagem de CD4 ou que já tomaram medicamentos antirretrovirais antes. Se a carga viral “é indetectável”, o HIV pode ter menor probabilidade de desenvolver resistência aos medicamentos. No entanto, as drogas podem não ter um efeito tão poderoso em todo o corpo e o efeito pode não durar. A questão de saber se as pessoas com carga viral ‘indetectável’ são infecciosas para os outros é atualmente uma questão de intensa discussão.

Tal como acontece com as contagens de CD4 e outros testes de laboratório, o que mais importa na interpretação é a tendência ao longo do tempo, em vez de qualquer resultado de teste único.

Infecções e doenças opoRtunistas podem gerar distorções no resultado de testes de carga Viral

O mesmo teste de carga viral usado na mesma amostra de sangue pode produzir um resultado diferente devido ao grau de variabilidade do teste. Vários fatores podem causar um atraso temporário na queda da carga viral, especialmente eventos que estimulam o sistema imunológico, como gripes, resfriados e vacinações.

As pessoas que desenvolvem uma infecção oportunista tendem a experimentar um aumento temporário na carga viral em torno de um log. A carga viral geralmente retorna ao seu nível anterior dentro de alguns meses de tratamento bem sucedido da infecção.

 

Traduzido por Cláudio Souza em 04 de Novembro de 2018 dos originais em

Viral load

Frequency of viral load testing

Revisão pendente

Anúncios

Soropositivo.Org - Top Blog saúde 2013 Juri Acadêmico

Gosta De Nosso Trabalho? Ele Te Ajudou De Alguma Maneira? Se Isso For Verdadeiro Eu Já Fico Muito Feliz. Mas Isso Tem Um Custo E É Difícil Manter. Uma Vez. Só Uma Vez Na Vida Eu Peço Que Você Apoie. E Não Deixe Para Outro Fazer. Se Você Soubesse O Quanto É Rara Uma Contribuição!!!!!

Apoio ao Blog Soropositivo.org

Não é Fácil Mander Este Nível. Sua ajuda importa muito😊😉😄

10.00 BRL

Este é Meus Histórico Médico Um Tanto Quanto Desatualizado! Sim! Sim! Houve complicações!!!

[embeddoc url="https://soropositivo.org/wp-content/uploads/2017/09/Laudo.pdf" width="100%" viewer="google"]
Sobre Claudio Souza do Soropositivo.Org (509 artigos)
😍😍😍😜💫☮Sim, este da foto sou eu ! Minha sobrinha pediu que eu pusesse esta foto m meu perfil !.... Eu tinha aqui uma descrição a meu respeito que, uma pessoa classificou como “irreverente”. Esta é, realmente, uma forma eufêmica de classificar o que estava aqui. Tudo o que sei é que uma “ONG”, que ocupa um prédio de 10 andares estabeleceu uma parceria comigo, e eu tenho os logs do tempo de parceria, que foi mais um vampirismo pois, para cada 150 pessoas que saiam do meu site, clicando no deles, havia, em média, um que entrava. QUANDO ENTRAVA E SE ENTRAVA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Whatsapp WhatsApp Us

We use cookies to give you the best online experience. By agreeing you accept the use of cookies in accordance with our cookie policy.

%d blogueiros gostam disto: