Alvo de polêmica por ter abençoado casal gay, Padre Celso pediu exoneração de cargo na cidade de Goiania

Padre César Garcia era comissionado da CGE e tinha rendimentos de R$ 8.000,00.
Pároco foi afastado da igreja após ter estado presente em cerimônia que efetivava união homoafetiva.

Padre César pediu exoneração de cargo.

O padre César Garcia, de 53 anos, pediu, então, a exoneração do cargo que ocupava na CGE desde 2011, informou o G1. Segundo informou o G1, o pároco atuava como assessor técnico comissionado e recebia oito mil reais por mês, de acordo com informaçoes oriundas dos bastidores da Controladoria. O religioso ganhou notoriedade em meados do ano de 2014, depois de, em Goiânia, abençoado a união de um casal gay.
Garcia foi reintegrado e voltou a celebrar missas e dar seus sermões em outubro do mesmo ano, diz que trabalhava todos os dias na CGE e, após as 18 horas, cuidava de algumas paróquias. No entanto ele alega ter sentido que não estava tendo tempo para o imperioso suas atividades eclesiasticas.

“Assumi a Paróquia Mãe de Misericórdia, no Setor Sul, no começo de ano e em março pedi meu desligamento. Achei que era o tempo de dar mais prioridade à minha vida eclesiástica e outras atividades que pratico”, disse ao G1.

Advertisements

Publicações Relacionadas

Comente e Socialize-Se. A vida é melhor com amigos!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Soropositivo.Org, Wordpress.com e Automattic fazm tudo a nosso alcance no que tange à sua privacidade. Você pode saber mais sobre esta polític nste link Eu aceito A Política de Privacidade de Soropositivo.Org Ler Tudo em Política de Privacidade

%d bloggers like this: