Image default
Coronavírus. O Início da Pandemia COVID-19 Cura da AIDS? Talvez algum dia!!! Em Busca da Cura envelhecer bem Envelhecer com HIV envelhecimento

Coronavírus e HIV – O COVID-19 e o portador de HIV

Coronavírus e HIV! As pessoas têm me procurado com o medo ampliado pelo barulho, justificável, da imprensa em geral. Da Imprensa brasileira séria, bem como a imprensa planetária também séria!

A imagem de capa é de Gerd Altmann por Pixabay

Sim a combinação coronavírus e HIV oferece riscos! Quanto mais baixa a contagem de CD4 maior o risco de complicações por conta das dificuldades respiratórias e, ainda mais, pois as complicações aumentam com comorbidades e envelhecimento de soropositivos. Algumas sugestões da autora do texto estão aqui, na lista abaixo:  
  • Procure manter um suprimento de medicação antirretroviral com uma possibilidade de se manter medicado por pelo menos um mês
  • Mantenha sua caderneta de vacinação atualizada. Influenza, H1N1, pneumocócica
  • Estabeleça um plano sensato e razoável de isolamento e quarentena
  • Procure ter um contato telefônico, por What’s App e e-mail com seu médico/médica infectologista.
  • Na busca por informações online escolha os portais de saúde mantendo-se atenta(o) à seriedade e compromisso com a verdade.
  • Mantenha-se socialmente conectado.
  • Mas busque manter-se em casa, com relacionamentos on-line.
  • Se você precisa de acompanhamento de saúde mental, busque o contato e o confortyo com estes profissionais.
  • Não se deixe enganar por curas milagrosas, por filtros sanguíneos, poções ungidas. USE O BOM SENSO!
  • Não dê margem ao tédio. Procure leituras, séries, filmes.

Não Entre em pânico.

Coronavírus e HIV podem parecer algo “simples”. Mas eu não creio nisso. Tudo, quando se trata de epidemiologia e viroses é bem complexo. Não sabemos, enquanto humanidade “civilizada”, quais serão as consequências desta relação Coronavírus plus HIV. Apenas para referenciar, o estudo que está começando a parecer promissor na luta contra o HIV, em busca da cura da infecção por HIV, o paciente londrino, passaram-se, e ainda é meramente preliminar, dois anos e meio. Trinta meses! No caso do paciente de Berlin, falou-se mais amplamente após cinco (5) anos! Sessenta meses! e tais eventos serviram apenas e tão somente para provar que, de uma forma ou de outra o HIV pode ser vencido. A verdade é que de cada 5 pessoas que se colocam na mesa de cirurgia para passar por este processo, quatro (4) não retornaram à consciência, perderam suas vidas em uma tentativa de cura!

👼Muito cá para nós, eu não me arriscaria. 👼

Tabagismo é péssima política e não pense que é  inútil. Eu fumava de 35 a 40 cigarros por dia e reduzi para 5. Quando vi este detalhe, bem, a verdade é que doze horas após o último cigarro sua saúde pulmonar começa a se restabelecer. Na leitura eu percebi que é “uma doença “curiosa, pois em algumas pessoas ela parece gerar uma condição auto-imune (!!!!!). O Risco do Coronavírus e HIV associado é imenso e é globalmente vivido e, entretanto, para nós, que tivemos a honra de sermos os primeiros a envelhecer com HIV, ter o Coronavírus associado a outras condições de saúde, como colesterol alto (estatinas ajudam no controle deste colesterol alto e formação de placas de cálcio nas coronárias ) pode representar um problema!

Coronavírus e HIV! Sem pânico. Se Você surtar, tudo se complica!

Eu creio que esta é a primeira pandemia praticamente coberta ao vivo por emissoras de TV, Rádio, Canais   de “influencers”. Nunca se viu algo assim antes. E eu espero que, quando isso acabar, que ninguém precise temer algo como isso novamente! Uma coisa, eu digo, é bem certa. Mara e eu conversávamos aqui e nossa primeira linha de contemplação não está assim, tão, tão distante. Fiquem com o texto. Prometo voltar com mais assim que eu voltar à forma humanoide (Ôdo falando).

Coronavírus e HIV: O COVID 19 e as pessoas vivendo com HIV

Autoridades de saúde pública dos Estados Unidos e da China deram atualizações sobre a epidemiologia e resposta ao novo coronavírus nesta semana na Conferência sobre Retrovírus e Infecções Oportunistas (CROI 2020). Eles disseram que, embora ainda não existam dados sobre o coronavírus em pessoas com HIV,  pode ser um risco ainda mais elevado naqueles com baixa contagem de CD4 e naqueles sem acesso consistente ao tratamento para o HIV. As sessões do CROI foram apresentadas virtualmente via webcast após o cancelamento da reunião em Boston devido à crescente crise. Em 12 de março, a Organização Mundial da Saúde (OMS) relata que houve aproximadamente 125.000 casos de COVID-19, como é conhecida a doença respiratória causada pelo vírus, relatada em 117 países em todo o mundo, resultando em cerca de 4600 mortes. Enquanto a maioria das pessoas infectadas com o novo coronavírus – oficialmente nomeados SARS-CoV2 – terão uma doença leve, cerca de 20% desenvolvem a doença mais grave. Pessoas idosas, indivíduos com condições de saúde subjacentes e pessoas com sistema imunológico comprometido correm maior risco de desenvolver complicações graves.

Epidemiologia Do Coronavírus o Início na China. Coronavírus e HIV ainda fora do foco

Dr. Zunyou Wu, do Centro Chinês de Controle e Prevenção de Doenças (CCDC), deu uma visão geral da linha do tempo do surto em Wuhan, China, onde a epidemia surgiu pela primeira vez.

Epicentro? Eu creio que “localidade do paciente zero soaria melhor adequado

Onze dias após três casos incomuns de pneumonia na mesma família foram relatados ao CCDC em 27 de dezembro, o SARS-CoV2 foi identificado e, em poucos dias, o vírus foi sequenciado e os primeiros kits de teste de PCR foram distribuídos. A cidade de Wuhan foi fechada em 23 de janeiro, seguida por um ‘cordão sanitário’ da província de Hubei, que cobria 59 milhões de pessoas.

Descubra mais em nossas páginas Sobre o Coronavírus e HIV, ainda estava fora de foco– Em tradução

“Era um vírus novo e não tínhamos imunidade, tratamento, vacina ou maneiras mágicas de controlá-lo“, disse Wu. “Tudo o que usamos foram medidas fundamentais de saúde pública”. Ele estimou que esses esforços impediram pelo menos um milhão de casos na China. A maioria dos casos no surto de Wuhan surgiu de contato próximo e freqüentemente ocorreu em grupos de famílias, informou Wu. Ele disse que o derramamento de vírus pode ocorrer 24 a 48 horas antes do início dos sintomas e é mais alto no início da doença. O derramamento geralmente continua por 7 a 12 dias em casos leves, mas pode durar mais de 2 semanas em casos graves.
Incubação?Coronavírus e HIV, Janela Imunológica me soa melhor!
O tempo médio desde a exposição ao início dos sintomas foi de 5 a 6 dias. No diagnóstico, 80% dos casos eram leves, 15% eram graves e 5% eram considerados críticos. Entre aqueles com doença leve, 10 a 15% evoluíram para doença grave e, daqueles, 15 a 20% se tornaram críticos. A febre é o sintoma mais comum, ocorrendo em cerca de 80% dos pacientes, enquanto cerca de 40% desenvolvem tosse. Muitas pessoas com doenças leves têm poucos sintomas, embora Wu tenha dito que a verdadeira infecção assintomática “parece ser rara”. Mais tarde na doença, é mais provável que os pacientes tenham dificuldade em respirar e podem desenvolver pneumonia. O tempo de recuperação foi em média de 2 semanas para casos leves e até 6 semanas para casos graves.

O COVID-19 e os Riscos de e dá hipóxia

Entretanto, conforme descrito por Ralph Baric, da Universidade da Carolina do Norte, o COVID-19 pode progredir para a síndrome do desconforto respiratório agudo, que ocorre quando os sacos de ar danificados (alvéolos) nos pulmões não conseguem mais trocar adequadamente o oxigênio. Passei por isso duas vezes em embolias pulmonares! Pois é potencialmente elevado o risco de hipóxia (baixa níveis de oxigênio), falência de órgãos e morte. Além disso, lesões pulmonares adicionais são causadas pela resposta do sistema imunológico à infecção. A fibrose pulmonar, ou o desenvolvimento de tecido cicatricial, pode causar danos duradouros mesmo depois que uma pessoa se recupera da infecção. A fibrose pulmonar eu tenho. Durante o processo ainda silencioso da embolia pulmonar, ela levou um tempo para se mostrar em todo o seu desejo de me levar para o “caixa-prego”, houve um derrame pleural. Eu senti o momento exato em que aquilo ocorreu e no lugar exato em que aconteceu. Pareceu que algo se moveu para Mack-8 enquanto cruzava aquele limiar. Vez por outra, sem nenhuma razão aparente, ela se faz manisfesta. E eu sempre retorno àquele dia: 21 de dezembro de 2005! Não foi a primeira vez que estive em risco de vida. A morte sempre me ronda. Ela sorri para mim, eu pisco para ela. Ela pisca para mim e eu saio da sala!
Por enquanto é só o flerte! 😜 Quem me conhece sabe que eu adoro o flerte. mas só o flerte!
Respondendo a perguntas da platéia virtual, Baric disse que ainda não está claro se as pessoas infectadas desenvolvem imunidade (e, em caso afirmativo, quanto tempo dura), se o vírus estabelece reservatórios duradouros no corpo ou se pode ocorrer reinfecção. houve alguns relatos disso, mas parece pouco frequente).
Coronavírus e HIV. Pessoas com HIV com mais de 50 anos estão alto risco
Dr. John Brooks, do Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, discutiu a disseminação do coronavírus para fora da China. “A rápida disseminação generalizada em nosso mundo hiper conectado cria desafios em tempo real” quando se trata de prever o curso da epidemia, disse ele. Novos casos de COVID-19 atingiram o pico na China no início e meados de fevereiro e depois caíram drasticamente. A epidemia começou então a aumentar em outras partes do mundo. Em 25 de fevereiro, novos casos fora da China excederam os registrados na China e, em 4 de março, o número de mortes em outros lugares excedeu os da China.

Gotículas Respiratórias em suspensão No Ar

Brooks discutiu a transmissão do SARS-CoV2, observando que a infecção se espalha principalmente através de gotículas respiratórias no ar – como as liberadas quando uma pessoa tosse ou espirra – que caem nas superfícies. O vírus pode ser transmitido quando alguém toca essas superfícies e o transfere para a boca, nariz ou olhos. O vírus é detectável nas fezes, mas a disseminação fecal é “improvável no momento”, segundo Brooks. A transmissão perinatal não foi observada e o vírus não foi detectado no líquido amniótico ou no leite materno. Brooks enfatizou que é provável que doenças graves se desenvolvam entre pessoas em idade avançada e pessoas com condições coexistentes, incluindo hipertensão, diabetes, doenças cardiovasculares ou doenças pulmonares crônicas. De fato, na China, a mortalidade se aproximou de 16% para pessoas com 80 anos ou mais. Mas, diferentemente de outros vírus respiratórios, que são mortais em crianças e idosos, o COVID-19 é incomum em crianças e seus sintomas geralmente são leves. A taxa de mortalidade geral do COVID-19 provavelmente estará na faixa de 0,5 a 3,5%, tornando-o cinco a 35 vezes mais mortal que a gripe sazonal, que tem uma mortalidade de cerca de 0,1%, de acordo com Brooks. “Quantas pessoas morrem depende da rapidez com que a doença pode ser detectada e tratada”, disse ele.
Coronavirus e HIV: Potencial risco em pessoas com baixas contagens de CD4

Coronavirus e HIV e CD4 baixoAté o momento, não há dados específicos sobre o COVID-19 em pessoas imunocomprometidas, mas por analogia com outros vírus respiratórios, é mais provável que eles tenham uma doença grave.

Entre as pessoas que vivem com HIV – muitas com 50 anos ou mais e com condições coexistentes – é provável que o risco seja maior para aqueles com baixa contagem de células CD4 e para aqueles que não fazem terapia antirretroviral com supressão viral total, disse Brooks.

No entanto, ele aconselhou que todas as pessoas com HIV tomem precauções, pois este é um vírus novo e ainda há muito a ser aprendido. As recomendações de Brooks incluem garantir o fornecimento de pelo menos um mês de medicamentos, manter-se atualizado com as vacinas contra a gripe e a pneumonia pneumocócica e estabelecer um plano de atendimento clínico se isolado ou em quarentena. Por fim, ele aconselhou: “Manter uma rede social, mas remotamente – o contato social nos ajuda a permanecer mentalmente saudáveis ​​e a combater o tédio”. Ele também instou a comunidade de HIV a usar sua experiência para combater o estigma agora emergente em torno do coronavírus.
Tratamento e vacinas Coronavírus e HIV
Dr. Baric e o Dr. Anthony Fauci, do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos EUA (NIAID), um dos líderes da resposta à epidemia nos Estados Unidos, revisaram os tratamentos emergentes para o COVID-19 e um potencial vacina contra coronavírus. Atualmente, não existem medicamentos, terapias imunológicas ou vacinas aprovadas contra nenhum coronavírus do grupo 2b, a categoria que inclui o SARS-CoV2, de acordo com Baric. No entanto, disse Fauci, “antivirais, anticorpos monoclonais e outros agentes estão sendo desenvolvidos e testados em tempo real, literalmente enquanto falamos”. Ele observou que o registro internacional de ensaios clínicos da OMS inclui 260 estudos relacionados ao COVID-19. A combinação antirretroviral de HIV lopinavir / ritonavir (Kaletra) foi usada com interferon beta para tratar outros coronavírus e demonstrou atividade contra SARS-CoV2.

Atualmente, está sendo estudado na China.

O análogo de nucleotídeo remdesivir da Gilead Sciences (também conhecido como GS-5743), originalmente desenvolvido para tratar o vírus Ebola, está mais longe no pipeline. Estudos anteriores mostraram que melhora a função respiratória em animais idosos com um coronavírus relacionado. O remdesivir está sendo administrado a algumas pessoas com COVID-19 grave em uma base de uso compassivo e está sendo estudado em pacientes com doença leve, moderada e grave em ensaios clínicos na China e nos Estados Unidos – um dos quais inclui pessoas evacuadas da doença navio de cruzeiro Diamond Princess.
Saiba mais: Coronavirus HIV e Os pulmões (em tradução)
Outras terapias em estudo incluem a cloroquina (usada para prevenir e tratar a malária) e o análogo de nucleosídeo experimental EIDD 1931. O Centro de Pesquisa de Vacinas do NIAID está colaborando com a Moderna e a Coalition for Epidemic Preparedness –  para desenvolver uma vacina COVID-19. Os pesquisadores criaram uma candidata a vacina mRNA que visa os picos no SARS-CoV2, um produto enviado para os locais de testes clínicos em fevereiro e os testes devem começar em cerca de dois meses, disse Fauci. Ele observou que esta é a progressão mais rápida da seleção de sequências para um ensaio clínico. Vários outros candidatos a vacina estão em estágios iniciais de desenvolvimento. Fauci previu que as expectativas mais otimistas pela descoberta, securitização é vacinação deve permanecer no nível da sobriedade, entre 12 a 18 meses. Traduzido por Cláudio Souza entre os dias 13 e 18 de março de 2020 do original em Experts shed light on coronavirus response and its implications for people with HIV, de Liz Highleyman, publicado no AIDSMAP

Há Vida com HIV

 

Se você precisa conversar e não conseguiu encontrar a mim ou ao Beto Volpe, este é uma opção bem mais equilibrada, o Beto, você também pode enviar sua mensagem. Talvez eu possa Demorar um tempo. Eu verifico as mensagens ao meio dia, pouco depois na verdade e as 20:00.
Está cada vez mais difícil para mim, esta coisa toda, de digitar.
E eu acabo precisando de um intervalo entre um parágrafo e outro.

Mas tenha certeza de uma coisa que eu aprendi:

Tempo e paciência resolvem praticamente tudo!
———————————————————————————–



Privacidade Quando você envia esta mensagem fica implicado que você leu e aceitou nossas políticas de privacidade e manejo de dados [/acceptance]

Leitura Recomendada Neste Blog

 

 

Os textos abaixo podem te interessar!

Oi! Sua opinião sempre importa. tem algo a dizer? É aqui! Alguma dúvida? Podemos começar por aqui!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

A Automattic, o Wordpress e Soropositivo.Org, e eu, fazemos tudo a nosso alcance no que tange à sua privacidade. E estamos sempre aprimorando, melhorando, testando e implementando novas tecnologias de proteção de dados. Seus dados estão protegidos e, eu, Cláudio Souza, trabalho neste blog 18 horas or dia para, dentre tantas outras coisas, garantir a segurança de suas informações, posto que sei das implicações e complicações das publicações aqui passadas e trocadas Eu aceito A Política de Privacidade de Soropositivo.Org Conhecer Nossa Política de Privacidade

Precisa Conversar? Eu procuro estar aqui no horário que mostrei. Se eu não responder, foi por não o poder fazer. De uma coisa você pode ter certeza. Eu SEMPRE acabo por responder