Janela Imunológica do HIV. Uma resposta Definitiva

Image default
Artigos Janela Imunológica

Janela imunológica, o grande medo é da janela imunológica estar errada. Mas não estaria. Proponho a leitura deste post.

Liguei ontem, oito de abril de 2020 para o Disque AIDS, conversei com uma funcionária de lá que me colocou a par do que está acontecendo no que tange à rotina diagnóstica de infecção por HIV.

Ela confirmou o que, em parte, eu já sabia e me esclareceu em alguns pontos.

A janela imunológica, na verdade, a rotina de diagnóstico oferece a janela imunológica e suas respostas corretas a partir de 30 dias, desde o dia da exposição plausível ou hipotética…

… Janela Imunológica!

O hipotético tem origem em mim, dada a rotina diária de dúvidas que vejo em meu “blog”, ou em outros lugares!

Janela Imunológica HIV e AIDS não são castigos

Janela Imunológica do HIV, SoropositivoOrgNão há uma só verdade como esta! A verdade é que nós, muitas vezes, na condição de seres humanos, muitas vezes deixamo-nos levar por nossos medos, tabus, que nem sempre são nossos!

São, em verdade, implantados im cada um de nós, por pessoas de nossas famílias e deles, nascem muitas vezes, vêm a sensação de culpa, medo, vergonha e coisas mais tristes.

AIDS é uma Doença E A Infecção por HIV Também!

Como no imaginário das pessoas, por conta de toda a lorota que se disse sobre o HIV e a AIDS na década de oitenta, desde o começo, até meados da década de noventa sobre culpa, punição, castigo e vingança de Deus!

Não é nada disso. HIV e AIDS são doenças, Deus não tem este mau hábito que nós, temos, o de pôr nele, Deus, os nossos defeitos! Teologias à parte, janela imunológica é ciência e como ciência humana, não prima por completa precisão, no mais das vezes. Apesar disso, a janela imunológica é de 30 dias, nas Unidades de Testagem da Saúde Pública, o NOSSO SUS! Temos de defender com unhas e dentes!

No entanto, esta testagem aos trinta dias pode dar a você alguma tranquilidade e isso é ótimo.

Pretendo, sim, ir um pouco mais a fundo nisso, o mais tardar nesta sexta-feira, pois quero entender algumas coisas um pouco melhor, pois me faltou a presença de espírito para questionar o porquê da necessidade de um seguimento de até sessenta dias!

Janela Imunológica é coisa séria

Não quero, com isso, desarrazoa-los, mas preciso entender melhor, para poder explicar bem!

Em síntese, a janela imunológica é de 30 dias para os testes de terceira geração, que são os utilizados, não me venham com esta de “vi assim ou vi assado”, a pessoa me deu sua palavra a respeito de serem sempre testes de terceira geração na testagem rápida na rede pública!

Por outro lado, o teste de quarta geração, que você pode obter em laboratórios particulares, através de pagamento de sua ordem pessoal, ou planos de saúde, convênios médicos e qualquer outra organização desta natureza ou que se defina por testar desta maneira bem, a janela imunológica dos testes rápidos contra HIV são de 15 (quinze) dias.

Janela Imunológica de 15 dias

Desta forma os resultados destes testes são corretos em informar-te de que você é reagente, ou não reagente, em 15 (quinze) dias! 

 

Talvez isso não te faça nenhum bem! Porque, haja o que houver, se entendo bem as coisas, somente com a testagem da rede pública (eu preciso revisar isso “in loco”) o tratamento só será iniciado após completa a rotina de testagem da rede pública, mesmo que seja pelo menos os 30 dias iniciais e esperar por tais coisas, com esta noção é uma gravíssima tortura, um sofrimento desnecessário.

No mais, a janela imunológica de outras DST’s permanecem as mesmas, como vêm abaixo!

Deste Trecho Em Diante A Redação Não É Minha.

De acordo com o Manual Técnico para Diagnóstico da Infecção do HIV publicado pelo Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais – Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saude em dezembro de 2013:

 

 

Saiba Mais Aqui, neste texto sobre Infecção Primária.

E como o Carnaval é uma coisa periódica ponho para vocês, estes links:

 

HEPATITES VIRAIS

De acordo com o Manual Técnico para Diagnóstico das Infecções de hepatites virais publicado pelo Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais – Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde em dezembro de 2015:

Na página 18 do manual descreve-se o período de incubação dos diferentes vírus que causam as hepatites e a janela diagnóstica para os testes disponíveis no Brasil para o diagnóstico das hepatites virais, respectivamente.

 

Tabela 4: período De Incubação, Prevalência De Forma Ictérica E Cronificação Da Infecção Pelos Diferentes Vírus Causadores Das Hepatites Virais.

 

Agente Etiológico
Período De Incubação
Forma Ictérica
Cronificação
HAV
15 a 45 dias 5% a 10% em menores de 6 anos;
70 a 80% nos adultos
Não existem relatos de formas crônicas.
HBV
30 a 180 dias 30% 90% em recém-nascidos, 5% a 10% após 5 anos
HCV
15 a 150 dias Cerca de 20% 70% a 85%
HDV
É semelhante ao da hepatite B, porém menor na superinfecção: 15 a 56 dias. Variável Variável
HEV
15 a 60 dias (média de 42 dias) Variável Relatos de cronificação apenas em indivíduos imunossuprimidos

 

 Sífilis

De acordo com o Manual Técnico para Diagnóstico da Sífilis publicado pelo Departamento de DST, AIDS e Hepatites Virais – Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saude em maio de 2015:

 

Sífilis Primária

Os anticorpos começam a surgir na corrente sanguínea cerca de 7 a 10 dias apos o surgimento do cancro duro. Por isso, no inicio deste estagio, os testes imunológicos podem não apresentarem reatividade. O primeiro teste imunológico a se tornar reagente em torno de

10 dias da evolução do cancro duro e o FTA-Abs, seguido pelos outros testes treponêmicos e

nao treponêmicos. Os testes treponêmicos são os primeiros a positivar apos a infecção, sendo comum na sífilis primaria resultado reagente em um teste treponêmico (O FTA-Abs pode tornar-se reativo aproximadamente três semanas apos a infecção).

 

Sífilis Secundária

Na sífilis secundaria todos os testes que detectam anticorpos são reagentes. Nesse estagio é esperado encontrar títulos altos nos testes quantitativos nao-treponêmicos. O diagnostico presuntivo e baseado na presença de lesões típicas na pele e mucosas que costumam ser exuberantes nessa fase. A confirmação ocorre por meio dos testes treponêmicos e não treponêmicos.

Apos o tratamento da sífilis secundaria, os testes treponêmicos permanecem reagentes por toda a vida do usuário, e os testes não treponêmicos podem ter comportamento variável. Em alguns indivíduos tornam-se não reagentes, e em outros permanecem indefinidamente reagentes em baixos títulos.

 

Sífilis Latente

Se não houver tratamento, apos o desaparecimento dos sinais e sintomas da infecção, a sífilis entrara no período latente, considerado recente no primeiro ano e tardio apos esse período. A sífilis latente não apresenta nenhuma manifestação clinica.

Neste estagio, todos os testes que detectam anticorpos permanecem reagentes, e observa-se uma diminuição dos títulos nos testes não treponêmicos quantitativos.

 

Sífilis Terciária

Neste estagio, os testes que detectam anticorpos habitualmente são reagentes, principalmente os testes treponêmicos, e os títulos dos testes não treponêmicos tendem a ser baixos.

Assessora — Gerência de Apoio Técnico.
Centro de Referência e Treinamento em DST/AIDS
Programa Estadual de DST/AIDS — São Paulo.
R. Santa Cruz, 81. Vila Mariana. São Paulo. SP CEP: 04121.000

Sugestões de leitura

Tem algo a dizer? Diga!!! Este blog é melhor contigo!!!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

A Automattic, o Wordpress e Soropositivo.Org, e eu, fazemos tudo a nosso alcance no que tange à sua privacidade. E estamos sempre aprimorando, melhorando, testando e implementando novas tecnologias de proteção de dados. Seus dados estão protegidos e, eu, Cláudio Souza, trabalho neste blog 18 horas or dia para, dentre tantas outras coisas, garantir a segurança de suas informações, posto que sei das implicações e complicações das publicações aqui passadas e trocadas Eu aceito A Política de Privacidade de Soropositivo.Org Conhecer Nossa Política de Privacidade

Whatsapp WhatsApp Us