Sou Soropositivo!

Ser diagnosticado com HIV é um choque. Isso pode nos levar a revisitar muitas questões sobre sexo, sexualidade e nosso bem-estar, com as quais poderíamos pensar que tratávamos há muito tempo. 

Sou Soropositivo!, Sou Soropositivo! Estou Vivendo Com HIV! E Agora? O Que Faço?, Blog Soropositivo.Org
Mas veja bem, eu tive medo também! E muito, muito, muito medo mesmo. Descobrir minha soropositividade e entender que eles haviam transmutado a palavra soropositivo em morte, e que isso era mentira, demandou tempo, medo, e por muito tempo eu administrei oxigênio em um submarino afundado na Fossa Maryannas, com a égide: Soropositivo. Clique na imagem, ela abre outra parte de minha vida em outra aba

Este guia é destinado a alguém que foi recentemente diagnosticado – e foi escrito por alguém que já percorreu esse caminho, tendo sido diagnosticado com HIV em 2018. Entretanto, eu não pude deixar de fazer minhas inserções pessoais, haja vistas para a grande complicação que foi a minha vivência com o HIV, desde um momento onde tratamento… Bem, nós fazíamos um acompanhamento, uma busca por melhoria combatendo outras coisas, pois, para nós, não havia, ainda, como pegar o HIV pelos colarinhos, olhar bem para a cara dele e o cobrir de socos!

Colando Vinícius de Moraes aqui, “capoeira que é bom, não cai”!

Mas, se um dia ele cai, cai bem! 

Desta forma ele e eu fornecemos a algumas dicas conselhos que podem ajudar a superar aquele período inicial difícil com menos trauma e menos estresse.

A boa notícia está do outro lado do muro que se assoma diante de ti, no ponto inicial desta sua jornada pós-diagnóstico. Sim, existem milhões de pessoas com HIV em todo o mundo que estão vivendo vidas felizes e gratificantes. Para eles, e em breve para você, o HIV se torna mais uma parte do cenário, esta ópera chamada Vida! E, repetitismo ou não, eu insisto:

Ser Soropositivo É Viver em uma coreografia pela vida, você dança (luta) pela Vida

É possível viver e ser feliz, apesar de estarmos vivendo com HIV, e ele nunca será nem mais, nem menos importante do que eles querem que ele seja em suas vidas.

Não se iluda. O caminho é complicado, árduo e muitas vezes extremamente solitário. Mas, se você consegue ter alguma fé em deus reporte-se, sem medos de errar, que Deus também confia em você, ou não te daria esta jornada. E se você não crê em deus, paciência! Ele continua acreditando em você

Seguem alguns primeiros passos, oferecidos na esperança de levá-lo dos desafios de hoje a um futuro mais tranquilo e feliz.

Vivendo com HIV: Primeiros passos para a vida como Soropositivo

 

Preservando sua Saúde Mental Passos após o diagnóstico de HIV 

Descobrir que está vivendo HIV é um diagnóstico médico, mas também é muito mais do que um diagnóstico médico. No meu caso, eu quase enlouqueci de medo!

Era 1994, e tudo, como a vida de um soropositivo, era diametralmente diferente!

Não havia nada como “tratamento”.

Ser soropositivo significava, no meu caso, ir, semanalmente, ao ambulatório do CRT-A, ainda na Rua Antônio Carlos.

Era saber o quanto eu havia piorado! Uma das amigas que fiz lá. e depois perdi de vista, foi a assistente social Analice. Analice me auxiliou com questões sociais. Sim, há muitas atrapalhantes sociais.

Mas, Analice foi Assistente Social. E uma época em que pessoas com AIDS “morriam como moscas” ela me ajudou a sacar meu fundo de garantia, com o qual adquiri meu primeiro computador com Windows 3.11.

Enquanto eu tiver um braço, um  olho e o cérebro funcionando, mesmo que precariamente

Agora que o tratamento do HIV funciona tão bem, a maior luta para alguém  recém-diagnosticado é, mais provavelmente, a luta para manter a saúde mental. É por isso que este tópico é abordado primeiro.

Você deve abordar o lado médico imediatamente (consulte a próxima seção), mas, ao mesmo tempo, priorizar alguns passos concretos para lidar com o lado emocional:

  1. Respire.
  2. Fale para alguém.
  3. Converse com outras pessoas com HIV.
  4. Considere a terapia.
  5. Dormir.
  6. Meditar.
  7. Lute contra o crítico interno.
  8. Mantenha o sexo positivo.
  9. Exercício.

Vivendo com HIV, Ser Soropositivo, Manter e Preservar sua Saúde mental: 

Este sou eu! Ao longo do tempo, vivendo com ou sem HIV..

Muitas vezes infeliz e com medo;

O nome disso é vida. Lembre-se, só se vive um dia de cada vez, e nada pode fazer isso diferente! Nem mesmo os traidores de outrora

Respire. Respire fundo. Mas respire com calma, compassadamente. Quem controla sua respiração controla seu corpo, sua vida, seu destino!

Respire e pense: eu estou OK! E ficarei bem!

Volte a esse conceito, novamente e novamente. Por quê? Porque é verdade. Você teria desejado a situação atual? Não. É fácil? Não. É razoável estar em turbulência? Sim.

MAS: seu prognóstico médico é bom? Absolutamente! Você vai superar isso e ficar bem? SIM!

Dê um passo de cada vez, um dia de cada vez, uma hora de cada vez. Respirar. Não há necessidade de lidar com tudo de uma vez. Mas dê alguns pequenos passos.

Parabenize-se por vencer essas etapas como se você comemorasse um gol que você fez!

A única coisa inegociável é fazer tratamento. Embora eu respeite certos posicionamentos, temo certas consequências!

Explicando:

O sistema imunológico, com suas células de memória, tão faladas em tempos de COVID-19, são como soldados de tropas de elite com determinadas especializações. Veja, nós temos tropas especializadas em demolições, mas também temos esquadrões anti-bombas! De outra forma, temos soldados especializados em uso de bazookas, para enfrentar determinados veículos blindados, bem como outros, especializados em combate “terra-ar”. Indo além, temos aqueles que lidam com bombas incendiárias, assalto sub-aquático, etc.

Estes soldados demandam tempo de treinamento, custo em material de treinamento, envolvem muitos aspectos, e um dos mais importantes é exatamente este:

Tempo.

Nesta luta não há tempo a perder e permitir-se uma queda na contagem de CD4 implica em correr o risco de perder um destas “equipes”, tropas, grupos especializados, depois de perdidos, bem,  nem sempre é possível recria-las! Assim…

De resto, pode seguir estes passos gradualmente. Esta é uma grande mudança e você levará algum tempo para integrá-la à sua autoimagem de uma forma positiva. Não tenha pressa, mas incentive e celebre os pequenos avanços em seu pensamento sobre o HIV.

Tenha em mente que você esta vivendo na segunda década do século XXI e, esperançosamente, isso é consideravelmente melhor que esta na [ultima década do Século XX, embora nada tenha de fácil a vida com HIV!

E em tudo, dentro de nossas vidas, existe uma fórmula natural para a vida.

Um dia de cada vez. Conforme ensina Lao Tsé uma jornada de mil milhas começa com um simples passo

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.