21.7 C
Santos, BR
13, maio,2021
Blog Soropositivo Online desde Agosto de 2000

A maravilhosa perfeição do corpo humano

Image default
Há Vida
Responsabilidade social é algo que pega bem para qualquer empreendimento Uma empresa com responsabilidade social fica "bonita na foto"!

A maravilhosa perfeição do corpo humano quase nunca é observada por aqueles que a têm. A boa forma e boa saúde da juventude, conjugada com a falta de percepção da  realidade, aquela, bem  simples: “todos envelheceremos”, leva a uma infinidade de abusos e, comigo, não foi diferente.

Vejamos um pouco sobre A maravilhosa perfeição do corpo humano

Antes, ainda,  um prelúdio.

Este texto foi redigido e publicado, originalmente em maio de 2000, em uma “lista de discussões, no E-Groups, conforme está registrado abaixo. Eu assinava como Claudius, o Celerado, pois era um momento muito íntimo meu, de muita fúria, e de imensa necessidade de chocar, atormentar, assustar!

E quando você recebe a mensagem por e-mail que alguém que se sufixa como “celerado” o choque é imediato. Esta era a ideia em si.

Eu sou um bloco de texto. Clique no botão Editar (Lápis) para alterar o conteúdo deste elemento.

E funcionou bem!

A necessidade de chocar era autêntica e, ainda mais autêntico era o desejo de informar.

Perfeição do corpo humano
Imagem de Efes Kitap por Pixabay

Quanto eu mostro as dificuldades pelas quais passei ou estou passando, não quero, como certos idiotas dizem, fazer-me de vítima. E, menos ainda, como outra classe completada de idiotas costuma mencionar, espalhar medo, colocar as pessoas para baixo e, mencionando uma pessoa de visão bem limitada, eu não sou uma pessoa de maus pensamentos. Esta moça me deixou bastante zangado. Mas se ela preefere ser poliana Moça, que seja.

Eu aprendi que quando damos um tiro de canhão cinco a cinco metros da proa de uma embarcação, fica claro que posso a afundar desde que eu assim o deseje.

Quando mostro os tiros de canhão que a vida com HIV pode nos proporcionar, eu quero deixar claro que a vida com HIV pode não ser assim, como determinados tolos sonhadores pensam que é.

Eu posso ficar indetectável, eu vi, no malfadado vídeo e não transmitir HIV. O Blip Viral Existe e há controvérsias

Bem, estou indetectável há tanto tempo, tanto, tanto e tanto tempo, que perdi a conta. E isso tem pelome nos 20 anos.

A Narrativa começa agora sobre A maravilhosa perfeição do corpo humano

Sigam, por favor, com a minha narrativa. Na verdade, observações, bastante lúcidas, eu diria, a despeito de minha anóxia momentânea no texto abaixo e, por favor, perdoem o meu PH tão baixo.

Expandir mensagens

  •         Claudius, o Celerado

Dezenove de maio de 2000 e A maravilhosa perfeição do corpo humano

A despeito de minha pretensão de melhorar a pneumonia piorou. Ocasionalmente vejo até umas pequenas explosões luminosas, típicas de quem está sem oxigênio no cérebro… Anóxia, vi meus lábios meio azulados no espelho. Estou cianótico…

Acho interessante monitorar meu próprio corpo quando ele começa a falhar. Uma máquina perfeita, que não falha, não tem muita graça.

Você só consegue ver a perfeição das coisas ali, funcionando exatamente como o que o projetista projetou. E como tudo está bem… Bom, tudo está bem 

Mas, quando ela falha, mesmo que minimamente, podemos então ver a grandiosidade e complexidade do projeto.

Esta conjunção de fatores químicos, espirituais, físicos, somáticos, psiquiátricos, conscientes, psíquicos, sexuais e subconscientes, que formam esta coisa chamada “a vida humana”, passa, e bem, a ser, digamos, assim, dignos de nota, embora antes totalmente inapreensíveis por nós, mesmo nos momentos mais fugazes da vida. Eu sei disso pois, até um certo momento, eu não valorizava nada disso, naqueles anos tão distantes agora!

O Valor intrínseco de cada parte de nossos corpos

Aquele que corre todos os dias não se lembra, raramente, do valor de suas pernas, da vitalidade de seus músculos, da acuidade visual que o orienta, pelo trajeto, da audição que o coloca a par de perigos que, eventualmente, fiquem fora do acesso da visão.

Indo além, não nos lembramos nem sequer por um segundo da quase incompreensível capacidade dos ossos em resistir aos impactos violentos e dos pulmões em sustentar com precioso comburente as reações químicas necessárias para isso.

E tudo isso controlado, mecanicamente,  pelo cérebro que, a despeito de tudo isso, em sua câmara escura recebe, anota, interpreta  vai analisando, estimando, avaliando, determinando importâncias e cataloga e armazena as informações e impressões obtidas pela audição, visão, tato, olfato durante o percurso, formando nossa memória, nossa personalidade, registrando nossa história, arquivando do que somos, realmente feitos…  

Agora, se um destes fatores falha e inviabiliza qualquer coisa, aí sim! Sentimos exatamente a importância de cada uma destas funções.

 

Temos, quando saudáveis, uma máquina de potência extraordinária, que nenhum artificio de nossa engenharia terrestre consegue sequer esboçar; e nada fazemos para a aproveitar bem e corretamente, ou, ao menos conserva-la melhor.

 

Tiramos, deste “equipamento”, o máximo de recursos e quase nada damos em troca, ao menos geralmente. Aí chegamos aqui onde estou,  afásico, anóxico e sem vontade de buscar socorro, sentindo me como uma baleia presa sob o gelo do ártico atrás de buracos por onde possa respirar, um pouquinho, até alcançar o próximo buraco e, em seguida, mais um e mais outro, até que se chegue ao final desta montanha de gelo aparentemente interminável que é esta pneumonia…

 

Submerso No Gelo Pneumônico

Não me queixo. Afinal fui eu mesmo quem busquei está situação; que cavei este túnel para mim e, então, devo segui lo com alguma dignidade (…). Quando escrevo estas coisas, tenho em mente a finalidade de alertar os mais incautos, que pensam que tudo dura para sempre e não é bem assim; as coisas têm um ritmo e um rumo natural de aprimoramento e perda de capacidade. De tal forma que se cuidarmos bem de nosso patrimônio físico teremos sempre bom tempo e boa disposição para tudo e qualquer coisa.

Mas, se nos tratamos como invencíveis e inexpugnáveis, seremos sempre chamados a realidade de nossas imperfeições terrestres antes do tempo previsto, com prejuízos evidentes à nossa qualidade de vida, e à realização de nossas tarefas mais comezinhas, como, por exemplo, respirar.

Daria qualquer coisa pela sensação de não estar debaixo d’água agora, mas vai ficando tarde para rever enganos já cometidos.
Mas há tempo de tentar ser útil e alertar a quem posa ser alcançado por este texto.

Lembra-te sempre que Deus coloca a nossa disposição um excelente instrumento de trabalho; com possibilidades imensas de realizações por um longo período de tempo e, naturalmente, toda a responsabilidade decorrente do uso deste equipamento, com as consequências previsíveis ou não, satisfatórias ou não correm, sempre e naturalmente, por nossa conta.

Este banner abre uma página em outra aba, não se preocupe Não vai atrapalhar sua leitura ou pesquisa!

Responsabilidade social é algo que pega bem para qualquer empreendimento Uma empresa com responsabilidade social fica "bonita na foto"!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Soropositivo.Org, Wordpress.com e Automattic fazem tudo a nosso alcance no que tange à sua privacidade. Você pode saber mais sobre esta política neste link Eu aceito A Política de Privacidade de Soropositivo.Org Ler Tudo em Política de Privacidade

%d blogueiros gostam disto:
Olá! Gostaria de receber sua autorização, por gentileza, para informa-lo, através de notificações, sempre que publicar algo em meu blog. Sim ou não?! Depende de ti querer, ou não! Jamais. Jamais, jamais e jamais eu te invadirei a privacidade. Não saberei seu e-mail, nome, absolutamente nada e veja, você sempre poderá cancelar sua autorização a qualquer momento. Será sempre tua, sempre a decisão. Grato pela atenção
Dismiss
Allow Notifications