Vacinas

Estudo descobre uma nova vulnerabilidade no vírus para pesquisar uma vacina contra o HIV

Um modelo do anticorpo VRC34.01 (verde e amarelo) vinculado ao peptídeo de fusão (vermelho) em um pico na superfície do HIV (cinza). Crédito: O NIAID Uma equipe liderada por cientistas do Instituto Nacional de Saúde (NIH) relatou uma investigação trifecta. Eles descobriram um novo ponto de vulnerabilidade do HIV para uma vacina  com um anticorpo amplamente neutralizante que une a esse local alvo e como o anticorpo empede que o o vírus infecte  uma célula. O estudo foi conduzido por cientistas no  Centro de…

Continuar lendo...

Vacina contra a AIDS, HTI, de origem espanhola, terá seus testes em humanos iniciados em 2016

O Instituto de Pesquisa da AIDS iniciou a fase de preparativos para a fase de testes clínicos de uma potencial vacina terapêutica contra a AIDS; nestes testes clínicos de sua vacina terapêutica haverá um grupo de voluntários que pode oscilar entre cento e cinquenta e duzentas pessoas, todas voluntárias já a partir do próximo ano,…

Continuar lendo...

Vacina contra papilomavírus humano é eficaz para mulheres com HIV

As puérperas soropositivas para o HIV respondem bem à vacina Gardasil, que age contra o papillomavirus humano o HPV, oferecendo-lhes proteção contra câncer de colo de útero, segundo um estudo publicado em a Edição eletrônica 14 de Abril Clínica de Doenças Infecciosas. Pesquisas recentes relacionadas descobriram que ambas, Gardasil e Cervarix, são eficazes em pessoas com HIV.Nota…

Continuar lendo...

Estudos avançam na compreensão sobre os anticorpos amplamente neutralizantes

Três estudos recentes financiados pelos institutos nacionais da saúde, acabam de lançar mais alguma luz sobre anticorpos amplamente neutralizantes, que podem desempenhar um papel no desenvolvimento de uma eficaz vacina contra o HIV. Os estudos demonstraram técnicas para estimular células imunes para produzir os anticorpos que poderiam parar O HIV de infectar células humanas em…

Continuar lendo...

Vacina para a AIDS ainda é a melhor opção. Enquanto centram-se num programa que visa "pré-medicar pessoas"com medicamentos anti-HIV, cujos efeitos colaterais incluem, dentre outros efeitos adversos, a osteoporose e problemas renais, em detrimento a uma pesquisa para encontrar uma vacina para a AIDS, que fosse ou não curativa, não refletiria melhor na epidemia? As pessoas tem agido, com relação `PrEP e a PEP como 'Bala de Prata' e, efetivamente não o são.

Profilaxia da pré-exposição (PrEP) impede 86% das infecções por HIV, revela o estudo PROUD

                Um estudo sobre a profilaxia da pré-exposição (PrEP), o estudo inglês PROUD, demonstrou a mais alta eficácia vista até agora para esse método de prevenção do HIV, conforme foi revelado hoje na Conferência sobre Retrovírus e Infecções Oportunistas (CRIO 2015), em Seattle, Estados Unidos.                 O nível de…

Continuar lendo...

We use cookies to give you the best online experience. By agreeing you accept the use of cookies in accordance with our cookie policy.

Subir Volte Para Topo
%d blogueiros gostam disto: