diabetes

maconha e aplicações médicas
A maconha tem dezenas de aplicações práticas. E não são apenas aplicações médicas, embora lembrar que ela é recomendada para tratar a dor da neuropatia periférica em pessoas vivendo com HIV, (eu sofro disso e sei o quanto dói uma paixão e, por ser proibido, para não cair nas 'malhas da lei') ela também é recomendada para aliviar efeitos colaterais de medicamentos antirretrovirais para o HIV, o chamado coquetel, por abrir o apetite e controlar as náuseas, evitando vômitos incessantes e, por outro lado, ser liberada em alguns estados dos EEUU para fins terapêuticos, como nos casos de alívio da dor em 'doenças terminais', há, não apenas no Brasil, mas na quase totalidade hipócrita dos governos de países do dito "1° mundo" (sic), que mantém a proibição, o que só favorece o tráfico de drogas, que favorece a compra de armas no mercado negro (este sim um caso de polícia ou até mesmo de Interpol) e assim por diante fazendo com que, um potencial remédio, que poderia ser chamado, inclusive, de farmacopéia. Por outro lado, em Portugal, o uso foi liberado e há um sem número de pessoas que vivem normalmente (se é que existe alguma norma que possa estalecer um parâmetro hipotético de 'normalidade'', trabalhando, educando seus filhos, ajudando no progresso do país com trabalho, sem perda de produtividade e, ao contrário, com uma redução significativa de visitas a hospitais e uma redução explosiva do número de faltas ao trabalho por motivos relacionados à saúde, sem citar, porque seria covardia, os benefício que José Mujica trouxe ao Uruguai...(...)

Estudo francês sugere que uso de maconha teria potencial faculdade de reduzir o risco de desenvolvimento de diabetes tipo II

Graças à ampla disponibilidade de potente combinação terapêutica anti-HIV (comumente chamado TARV -Terapia AntiRretroViral ou HAART), muitos pacientes HIV-positivos estão vivendo mais tempo e os pesquisadores esperam cada vez mais que algumas destas pessoas, cheguem a uma idade avançada . Com pessoas HIV-positivos com idade avançada, o risco de diabetes tipo 2 e outras complicações relacionadas ao envelhecimento provavelmente aumentarão. O precursor do diabetes tipo 2 é resistência…

Continuar lendo...

We use cookies to give you the best online experience. By agreeing you accept the use of cookies in accordance with our cookie policy.

Subir Volte Para Topo
%d blogueiros gostam disto: