Blog Soropositivo Online
Há Vida Com HIV

HIV Vira AIDS Depois Quanto tempo?

O BLOG TEM UM CUSTO E ELE PRECISA DE VOCÊ

VALOR ANUIDADE R$ 996,00 GASTOS OUTROS. - Há outros custos esporádicos
Você pode apoiar com R$ 5,00! 

APOS A RETIRADA DO MEU BENEFÍCIO PELO INSS ME ENCONTRO SE RENDA MINIMA PRA CUSTEIO DO MEU TRABALHO, o BLOG,, e minha vida ficou mais difícil.

HIV Vira AIDS Depois Quanto tempo? Não é uma pergunta incomum e, para algumas pessoas, pode parecer “mal-formada”., Não sei se eé bem esta a questão. A questão é outra, é dirimir a dúvida que sim, pode ser, técnicamente definida assim:

Quanto tempo leva para o HIV progredir para a AIDS?

Que período leva para o HIV progredir para AIDS também seria uma oura fórmula, só para definir certos aspectos…

Em quase todos os casos, exceto em alguns raros, se não for tratado, o HIV irá progredir para um estágio de infecção chamado AIDS. 

Isso ocorre quando as defesas imunológicas foram comprometidas e o corpo fica menos capaz de se defender contra infecções potencialmente fatais.

De modo geral, o tempo que leva para ir da infecção pelo HIV à AIDS é cerca de cinco a 10 anos, se nenhuma intervenção médica for feita.

 As diferenças no tempo podem ser devidas a uma série de fatores, incluindo:

  • A cepa genética do HIV com a qual uma pessoa foi infectada (algumas das quais podem ser de maior ou menor virulências que outras)
  • A saúde geral do indivíduo
  • O local onde a pessoa vive (incluindo acesso a serviços de saúde e a incidência de outras doenças ou infecções)
  • Genética ou história familiar de uma pessoa
  • Tabagismo e outras opções de estilo de vida pessoal

Isso, é claro, se a pessoa não receber tratamento. A imagem muda totalmente se ele ou ela o fizer.1

Desde 1996, a introdução de drogas anti-retrovirais alterou dramaticamente a evolução natural da infecção por HIV. 

Embora o HIV ainda não possa ser curado, espera-se que as pessoas recém-diagnosticadas com HIV que são tratadas e ficam sob cuidados tenham uma expectativa de vida quase normal a normal.

Como acontece com outras doenças crônicas, a detecção precoce é fundamental para identificar e tratar a infecção o mais rápido possível.2

Fases da infecção HIV – O HIV Vira AIDS depois de um tempo

As fases de infecção de pessoa para pessoa variar ligeiramente, tanto em gravidade e a velocidade da progressão. Esses estágios mapeiam o esgotamento das células imunológicas (chamadas de células T CD4) à medida que as defesas do corpo se degradam cada vez mais.

A cada progressão, o risco de infecções oportunistas (IO) aumenta até que se diga que o sistema imunológico está totalmente comprometido. É nesta fase que o risco de doença e morte é particularmente elevado.

Os estágios da infecção podem ser classificados da seguinte forma:

Entre a Infecção aguda e HIV Tornar-se AIDS Passa Um Bom Pedaço

Na infecção aguda, muitas pessoas podem ter febre, fadiga, amígdalas inchadas, dor de garganta, diarreia ou erupção na pele. Eles começam logo após a exposição e podem durar cearca de duas semanas.3

infecção crônica

Após a infecção inicial foi controlado pelo sistema imunitário, o vírus entra em esconder em reservatórios celulares, despercebido pelas defesas imunitárias.

Este estágio crônico (ou latente) da infecção pode durar anos e até décadas em alguns indivíduos até o momento em que os vírus ocultos são reativados (na maioria das vezes quando o sistema imunológico está totalmente comprometido e ocorre OI em um estágio posterior).

AIDS

O estágio é tecnicamente classificado como tendo uma condição definidora de AIDS ou uma contagem de CD4 abaixo de 200 células / mL.4

diagnóstico Um AIDS não significa mais que uma pessoa vai definitivamente ficar doente ou morrer. Mesmo se uma pessoa tiver uma contagem de CD4 abaixo de 100 células / mL, o início do tratamento antirretroviral (ART) pode reconstituir a função imunológica, ocasionalmente para níveis considerados quase normais a normais.5

 Doenças e condições que definem a AIDS e que tratam a infecção pelo HIV

Ainda assim, uma cura completa ainda não foi encontrada. Embora dois pacientes tenham sido relatados em remissão de longo prazo do HIV um ano após a cessação da TARV, ambos foram receptores de transplantes de medula óssea para tratar o câncer, não o HIV. Remissão de longo prazo fora desses pacientes não foi relatada.

Além disso, a chance de uma recuperação imunológica completa diminui quanto mais a pessoa espera. É, portanto, importante que o tratamento seja fornecido no momento do diagnóstico, independentemente da contagem de CD4, e que a pessoa permaneça aderente ao tratamento por toda a vida.6

Créditos e Referências

Traduzido por Claudio Souza em 01/01/2020 Do original em Quanto tempo leva para o HIV evoluir para a AIDS? escrito Por Mark Cichocki, RN e  revisado por clinicamenteLatesha Elopre, MD, MSPH Actualização em 22 de maio de 2020

  1. Langford SE, Ananworanich J, Cooper DA. Preditores da progressão da doença na infecção pelo HIV: uma revisão. AIDS Res Ther. 2007; 4: 11. Publicado em 14 de maio de 2007. Doi: 10.1186 / 1742-6405-4-11
  2. Dubé K, Ramirez C, Handibode J. Participação na pesquisa relacionada à cura do HIV: uma revisão do escopo da literatura proxy e implicações para pesquisas futuras. J Virus Erad. 2015; 1 (4): 250–256.
  3. CDC. Folha de informações do paciente. Informações sobre infecção aguda por HIV e PReP.
  4. Estadiamento clínico provisório da OMS de definições de casos de HIV / AIDS e HIV / AIDS para vigilância. Organização Mundial de Saúde. https://www.who.int/hiv/pub/guidelines/casedefinitions/en/. Publicado em 3 de fevereiro de 2011.
  5. Deeks SG, Lewin SR, Havlir DV. O fim da AIDS: a infecção pelo HIV como doença crônica. Lancet. 2013; 382 (9903): 1525–1533. doi: 10.1016 / S0140-6736 (13) 61809-7
  6. Purcell DF, Elliott JH, Ross AL, Frater J. Rumo a uma cura de HIV: ciência e debate do simpósio International AIDS Society 2013. Retrovirology. 2013; 10: 134. Publicado em 13 de novembro de 2013 doi: 10.1186 /
Leitura adicional

 

Comentários estão fechados.

%d blogueiros gostam disto:
Olá! Gostaria de receber sua autorização, por gentileza, para informa-lo, através de notificações, sempre que publicar algo em meu blog. Sim ou não?! Depende de ti querer, ou não! Jamais. Jamais, jamais e jamais eu te invadirei a privacidade. Não saberei seu e-mail, nome, absolutamente nada e veja, você sempre poderá cancelar sua autorização a qualquer momento. Será sempre tua, sempre a decisão. Grato pela atenção
Dismiss
Allow Notifications