Morrer de Gripe por Causa da AIDS? AIDS e Gripe, juntas, sem nada mais não matam ninguém!

Cláudio Souza 1/4 de Século Vivendo Com HIV
Morrer de Gripe por Causa da AIDS? AIDS e Gripe - Uma Dupla que Não Cola

Morrer de Gripe por Causa da AIDS? AIDS e Gripe – Uma Dupla que Não Cola

Bem, devido ao meu passado e a maneira como eu aprendi a sobreviver, torno, de uma  maneira ou de outra, permanecer atento ao ambiente em que estou. Eu fui morador de rua por quase seis anos,  e a chave da sobrevivência, em um ambiente como esse, é estar atento a tudo o tempo todo, mesmo quando você “dorme”. (…).

Este tipo de coisa que você aprende e não esquece mais! E, creia, prever o futuro, mesmo que um ou dois segundos de antecipação podem fazer T.O.D.A. A. D.I.F.E.R.E.N.Ç.A!

E por conta disso, algumas semanas atrás eu estava passando diante da Beneficência Portuguesa quando apanhei, pelo rabo do ouvido, um fragmento de conversa que eu conheço de longe:

(…)-”… cara, você tem que se testar senão uma bosta de uma grip….”

E ele saiu do meu alcance auditivo. Mas não do meu alcance intelectual e eu estive, por dois ou três segundos entre fazer meia volta e gritar: “Hey”!

Mas….

Isso é algo que eu já percebi antes em outras conversas e, eu creio que este texto pode ser útil!

Estava claro para mim e eu pensei:

“É alguém dizendo a outra pessoa que ela teria que fazer um teste ‘disso’,  o mais rapidamente possível, pois, de outra forma, o interlocutor da conversa poderia,  digamos, perder a vida por conta de uma “simples gripe”. Óbvio para mim, que o medo da morte da pessoa com quem ele conversava,  por conta de uma gripe, como se a AIDS viesse a desenvolver-se de forma instantânea. Se fosse capaz de fazer com que uma pessoa pudesse perder a vida por conta de uma simples gripe! Eu tive gripe aos borbotões e parei de contar as pneumonias na nona. Aí veio a vacina da pneumonia e eu não precisei mais contar!

Embora uma pessoa possa realmente perder a vida para uma simples gripe, isso seria mais do que extraordinário,  precisaria ser cepa viral muito resiliente do INFLUENZA ou, pior, do H1N1!

Perder a Vida por conta de associação de AIDS e Gripe?

É bastante natural que as pessoas não possam saber que processo de adoecimento pelo  HIV, e seu desenvolvimento até um quadro de AIDS, é bem mais longo e penoso do que só isso. Citando a fala de um personagem do Stan Lee,  falecido há poucos dias, “To die is Easy”.

Morrer é fácil!  

  • É bem mais complicado ficar vivo.
  • Permanecer Vivo.
  • Ou Mesmo Sobreviver!

Parece que é a mesma coisa e veja, há n(í)veis, níveis e NÍVEIS de sobrevivência em um um painel simplíssimo! Uma vez dada a equação, desenvolvam-na se assi o preferirem. Escrever, para mim, dói. Triste e sórdidad maldição, eu que amava tanto escrever!!!! Mesmo que mal e taciturnamente!

Há Vida com HIV! E Morte Também! Mas, Daí a Morrer de Gripe por Causa da AIDS?

A morte, grande novidade! está em toda a parte! E estamos, nós todos, à mesma distância da morte!

meu primeiro “contato pessoal” coma Dona Morte foi com pouco mais, pouco menos de oito anos! E foi a perdade de minha avó, Palmira! E foi consternador! Assim que recebi…

Bem, eu estava voltando da escola para casa e quando cheguei em casa encontrei minha Tia Irene, minha Tia Geny, e a “Din Dinha”, minha avó paterna, que nunca se permitiu ser chamada de avó e… Bom, que a terra lhe seja leve…

E minha tia Geny me disse:

-“Sua avó morreu”!

Mas eu estava ali, diante de minah avó, din dinha ou não, avó, isso trouxe confsão mental. E minha tia Geny repetiu!

Sua avó Morreu”! E meus espírito não conseguia resolver o quebra cabeças, e Din Dinha disse:

-Cr*áudio (*grrrrrr)! Dona Palmira Morreu!

 —Alguém aqui estava vivo e senciente no “onze de setembro”? — Pois é… A implosão daqueles dois prédios foi menos traumática.

Em atmos eu entendi e, eu sentia, naqueles dias, que ela, Dona palmira, era a única pessoa viva, na face da Terra, até quele mometo, que realmente me amava. No fial do texto porei um vídeo, com uma letra bastante incisiva e eu atestoe dou fé. Eu tinha identificação plena com aquela letra aos 8 anos!

Eu ui até a parte da frente do terreno, me joguei no chão, com os olhos apoiados em cima do braço direito e chorei por évos insondáveis.

E chorei até adormecer…. E mesmo agora… Quando acordei havia(ainda!!!) um poça de lágrimas el volta de mim.

A equação simplíssima

E no mesmo dia, eu não tenho certeza, meu pai me levou até o velório. Eu não tive forças para ir ao funeral. E ele tentu, do jeito dele, coitado, me explicar as coisas. A “Vida e a Morte”…. Mas eu não me fixei no que ele falava, eu devia estar em capela ou talvez em Andrômeda, eu não sei, mas estava plenamente lúcido quando ele me disse:

-“…para morrer, basta estar vivo”!

E, com efeito, sabeis, assim o é! De susto, bala ou vício, todos nós, cedo ou tarde, preferencialmente tarde e à tarde, morreremos!

Então, meus amigos, leitores e mesmo opositores e adversários, tenahm em mente o seguinte:

“Omni Simili Sumus” – “Todos terminamos Iguais”

Morrer de gripe por causa da AIDS? Non sense

AIDS é uma doença crônica,  progressiva e degenerativa. E tem sido bastante penosa para mim, com a bosta da neuropatia periférica “zanzando de lá pra cá e daqui para acolá”!

E consome um tempo para alcançar seus mais nefastos efeitos, cerca de oito a dez anos, para desenvolver-se como uma caso de AIDS se abandonada sem tratamento -teste-se-, e poder tornar uma pessoa vulnerável a doenças oportunistas.

Assim, se você crê que pode estar contaminado por HIV, ou ter estado em contato com o HIV, e isso possa ter ocorrido a menos de setenta e duas (72) horas dispare-se imediatamente ao PS a UPA e busque pela PEP!

 

Doenças oportunistas são aquelas que tomam partido de oportunidades sub imunológicas para o míster de agir! E isso só depois de AIDS se estabelecer

 

E estas oportunistas são exatamente estas em que a queda de contingente de células CD4 é grande o bastante para não poder controlar determinadas infecções e/ou ações como um câncer de pele, como o Sarcoma de Kaposi.

 

Colando o Dr Dráusio Varella, as pessoas que tem sorte, eram afetadas pelo Sarcoma e podiam ser diagnosticadas “prematuramente”!

 

E é isso, não terá sido uma simples gripe a causa fatal! Há poucas semanas uma pessoa me procurou, sem forças. Um parente próximo e querido, daqueles que a gente tem e só percebe que vale ouro quando a maré começa a subir.

 

E a doença oportunista foi bem mais severa, houve hipóxia e dano neurológico! A misericórdia de Deus o levou!

 

E a pessoa tem passado algum tempo a conversar comigo!

 

A AIDS, como eu um dia, leva qualquer um para a cama (eu fui assim! E esta moça também!!).

E, assim, eis-me aqui!

 

Tentando ajudar outras pessoas, oferecendo uma pequena parte do que aprendi, sem cair no risco de ser profissional de saúde.

Uma pessoa comum, “ordinária”, no sentido menos ruim da palavra; e em alguns casos no pior… 😉

 

Poor Of Me!

 

Neste link um rol de informações a respeito de doenças oportunistas.

 

Aprender sobre elas é uma maneira de buscar evitá-las!

Mas o pior de tudo é a porra do preconceito

Esta merda não se resolve nem quando indetectável!

🙂

E conforme eu prometi…. Era assim que me sentia aos 8 anos

Nós usamos Cookies Para Te Oferecer Uma Experiência On Line em .soropositivo.org e todos os seus subdomínios de acordo com nossa Política de Privacidade, neste link: Política de Privacidade ( Bellow Portuguese version there is a English version of these Privacy Policies)

%d blogueiros gostam disto: