20.8 C
Santos, BR
13, maio,2021
Blog Soropositivo Online desde Agosto de 2000

Tipos de Anticorpos. Sim! Tem mais de um!

Image default
CD4 Há Vida
Responsabilidade social é algo que pega bem para qualquer empreendimento Uma empresa com responsabilidade social fica "bonita na foto"!

Tipos de anticorpos. Não sabia? O sistema imunológico produz cinco tipos de anticorpos, cada um dos quais possui métodos distintos de defesa do corpo contra doenças e infecções. Nós temos buscado pela vacina que seja eficiente no estímulo à criação daqueles eficientes contra o HIV

Proteínas

anticorpos
Imagem de swiftsciencewriting por Pixabay

Os anticorpos são proteínas especializadas em forma de Y, produzidas pelo sistema imunológico. Eles ajudam a combater doenças detectando vírus, bactérias e outros patógenos (microorganismos causadores de doenças) e trabalhando para destruí-los. Organismos infecciosos nocivos são identificados como invasores devido aos seus antígenos, que são moléculas distintas em sua superfície. Cada anticorpo produzido pelo seu sistema imunológico se liga a um antígeno específico – com uma forma molecular adequada – e então destrói o patógeno ou o marca para que outras células imunológicas o reconheçam.1

https://soropositivo.org/produtos-natura-sustentabilidade-par-soropositivo-org/

Isotipos de Imunoglobulina

Anticorpos são também conhecidos como imunoglobulinas (Ig). Immuno descreve imunidade e globulina descreve proteína.2 Eles são produzidos pelas células B, um tipo específico de glóbulo branco (WBC) que se origina na medula óssea.

Embora existam apenas cinco tipos principais de anticorpos, cada anticorpo pode ter um local de ligação diferente que corresponde a um antígeno específico. Na verdade, seu corpo pode produzir um número infinito de locais de ligação para se ligar aos antígenos.

Este banner abre uma página em outra aba, não se preocupe Não vai atrapalhar sua leitura ou pesquisa!

Célula CD4 e Molécula CD4

Nem CD4, Nem Anticorpo – Leucócito

Este é um Entre os tipos de anticorpos: A Imunoglobulina G (IgG)

A imunoglobulina, G (IgG) é responsável por cerca de 75% de todos os cinco tipos de anticorpos no corpo humano. Dependendo do antígeno, a IgG pode marcar um patógeno para que outras células do sistema imunológico e proteínas o reconheçam, ou pode promover a liberação de toxinas para destruir diretamente o microorganismo.

Às vezes, a IgG pode desencadear uma resposta indesejável em pessoas com doenças autoimunes, nas quais o sistema imunológico ataca inadvertidamente suas próprias células e tecidos.3

HIV/AIDS bem explicados

A imunoglobulina A (IgA) Mais um dos tipos de anticorpos

Imunoglobulina A (IgA) é encontrado principalmente em tecidos da mucosa, tais como as da boca, vagina, e intestinos, bem como na saliva, lágrimas, e leite materno. É responsável por 15% de todos os tipos de anticorpos encontrados no corpo humano, e é produzido pelas células B e segregado da lâmina própria, uma fina camada dentro dos tecidos da mucosa.

IgA é uma das defesas de primeira linha do corpo contra infecções. Ele se liga a patógenos para marcá-los para destruição e evita que grudem no epitélio, que reveste os tecidos do corpo. Não é equivocado concluir que está entre os tipos de anticorpos mais importantes de nossas linhas defensivas

IgA também está associada a reações de hipersensibilidade em pessoas com doença celíaca e várias outras doenças autoimunes.4

Entre os tipos de anticorpos temos também a Imunoglobulina A (IgM)

Imunoglobulina M (IgM) é também um dos primeiros anticorpos recrutadas pelo sistema imunológico para combater a infecção. As populações de IgM aumentam muito rapidamente quando o corpo é confrontado pela primeira vez com um organismo infeccioso, e então despencam quando os anticorpos IgG assumem o controle. IgM também é produzida pelas células B e, quando ligada a um patógeno, estimula a ação de outros anticorpos e células do sistema imunológico.5

Além disso a ativação da resposta imunitária, um subconjunto de células B IgM ajuda “lembrar” de um agente patogénico, após ter sido destruído. Se você for novamente exposto ao patógeno mais tarde, seu sistema imunológico deve responder mais rapidamente devido às células B de memória.6

O que significa soropositivo

Imunoglobulina E (IgE) Outro destes cinco tipos de anticorpos

Imunoglobulina E (IgE) é o tipo de anticorpo responsável pela resposta alérgica encontrada principalmente nos pulmões, pele e membranas mucosas. A IgE é produzida pelas células B secretadas pelos gânglios linfáticos ou outros tecidos linfoides situados perto do local do alérgeno (uma substância inofensiva que induz uma resposta alérgica).

Quando a IgE se liga a um alérgeno, ela dispara uma cascata de eventos. Basófilos e mastócitos, que são subtipos de leucócitos, desgranulam (se abrem) e liberam histamina, um composto inflamatório, na corrente sanguínea. É a histamina a responsável pelos sintomas de alergia.7

IgE também ajuda a proteger o corpo contra infecções parasitárias, incluindo helmintos (vermes parasitas).8

Imunoglobulina D (IgD) está entre os tipos de anticorpos da face inicial da resposta imunológica de nossos organismos

Imunoglobulina D (IgD) é importante nas fases iniciais da resposta imune. Ao contrário de outros anticorpos, ele não circula ativamente, mas se liga às células B para instigar a resposta imune. Como um anticorpo de sinalização, o IgD ajuda a estimular a liberação de IgM de primeira linha para combater doenças e infecções.

IgD é responsável por apenas cerca de 0,25% dos anticorpos no corpo humano. Apesar de seu papel vital em “dar o pontapé inicial” na resposta imunológica, o IgD é indiscutivelmente o anticorpo menos conhecido, com pouco conhecimento sobre como ele pode participar de outras partes do sistema imunológico.9

Infecção Aguda por HIV, Janela Imunológica e Latência Clínica.

Teste de Anticorpos

Porque imunoglobulinas são combinados a um patógeno específico, eles podem ser usados para diagnosticar algumas doenças com base em sua estrutura única. Os testes de anticorpos são usados ​​para detectar anticorpos específicos da doença em uma amostra de sangue.

Os testes de anticorpos estão disponíveis para diagnosticar (ou ajudar a diagnosticar) uma ampla variedade de doenças infecciosas e autoimunes, incluindo:

  • Doença celíaca (CD)
  • COVID-19
  • Coxsackievirus
  • Citomegalovírus (CMV)
  • Difteria
  • Vírus Epstein-Barr (EBV)
  • H. pylori
  • HIV
  • Influenza
  • doença de Lyme
  • Caxumba
  • Mycoplasma pneumonia
  • Coqueluche (tosse convulsa)
  • Pólio
  • Doença da imunodeficiência primária (DIP)
  • Rubéola (sarampo alemão)
  • Sífilis
  • Tétano
  • Toxoplasmose
  • Vírus varicela-zoster
  • Hepatite viral
  • Vírus do Nilo Ocidental

Os testes de anticorpos não detectam os patógenos reais que causam uma infecção – eles detectam os anticorpos que são produzidos em resposta à infecção. Um resultado positivo significa “sim”, o teste detectou o anticorpo ou antígeno. Um resultado negativo significa “não”, enquanto os resultados limítrofes são considerados inconclusivos.

Cura para o HIV não está aí na frente ao virar a esquina… Mas há esperanças!

O Conceito de Janela Imunológica

Dependendo da doença, pode levar algum tempo para que anticorpos suficientes sejam produzidos para atingir níveis detectáveis. Se for feito muito cedo, durante o período da janela inicial, o teste pode fornecer um resultado falso negativo.

Janela Imunológica do HIV, os Fatos

Um teste de anticorpos pode confirmar que ocorreu uma infecção, como com COVID-19 ou HIV, embora não possa dizer quando.

Às vezes, os níveis de imunoglobulina podem ser usados ​​para caracterizar o estágio de uma infecção. Como os níveis de IgM geralmente aumentam antes do início da resposta de IgG, um teste de IgM e IgG específico para a doença pode ajudar a determinar se uma infecção ocorreu recentemente. Por exemplo, herpes simplex é uma infecção para a qual os IgM e IgG testes podem ajudar a determinar o momento da infecção.10

Em pessoas com alergias, testes de IgE pode ser utilizado para confirmar que uma resposta alérgica ocorreu. Esses testes também podem ser usados ​​como parte do processo de diagnóstico para determinar se os níveis de IgE aumentam quando você é exposto intencionalmente a um alérgeno.

Traduzido por Cláudio Souza, em 16 de dezembro de 2020  do original em What Are the 5 Types of Antibodies? Escrito por Elizabeth Boskey, PhD. Revisado clinicamente por Rochelle Collins, DO Atualizado em 30 de novembro de 2020

AIDS – É preciso a compreender melhor

Fontes do artigo
  1. Janeway C. Immunobiology. Publicação de Garland. Impressão.
  2. Schroeder HW, Cavacini L. Estrutura e função das imunoglobulinas. J Allergy Clin Immunol. 2010; 125 (2 Suplemento 2): S41-52. doi: 10.1016 / j.jaci.2009.09.046
  3. Vidarsson G, Dekkers G, Rispens T. Subclasses e alotipos de IgG: da estrutura às funções efetoras. Frontiers Immunol. 2015: 5: 520. doi: 10.3389 / fimmu.2014.00520
  4. Thomas H. Desvendando os segredos da IgA. Nat Rev Gastroenterol Hepatol. 2018; 15 (7): 389. doi: 10.1038 / s41575-018-0036-3
  5. Heyman B, Shulman, MJ. Estrutura, função e produção de imunoglobulina M (IgM). Encyclopedia Immunobiol. 2016; 2016; 1-14. doi: 10.1016 / B978-0-12-374279-7.05001-3
  6. Capolunghi F, Rosado MM, Sinibaldi M, Aranburu A, Carsetti R. Por que precisamos de células B de memória IgM?. Cartas de imunol. 2013; 152 (2): 114-20. doi: 10.1016 / j.imlet.2013.04.007
  7. Sutton BJ, Davies AM, Bax HJ, Karagiannis SN. Anticorpos IgE: Da estrutura à função e tradução clínica. Anticorpos (Basel). 2019; 8 (1): 19. doi: 10.3390 / antib8010019
  8. Fitzsimmons CM, Falcone FH, Dunne DW. Helmintos alérgenos, IgE específica de parasita e seu papel protetor na imunidade humana. Front Immunol. 2014; 5: 61. doi: 10.3389 / fimmu.2014.00061
  9. Edholm ES, Bengten E, Wilson M. Insights into the function of IgD. Dev Comp Immunol. 2011; 35 (12): 1309-16. doi: 10.1016 / j.dci.2011.03.002
  10. Liermann K, Schäfler A, Henke A, Sauerbrei A. Evaluation of commercial herpes simplex virus IgG and IgM immunoassays. Métodos J Virol. Abril de 2014; 199: 29-34. doi: 10.1016 / j.jviromet.2014.01.001

 

 

Este banner abre uma página em outra aba, não se preocupe Não vai atrapalhar sua leitura ou pesquisa!

Responsabilidade social é algo que pega bem para qualquer empreendimento Uma empresa com responsabilidade social fica "bonita na foto"!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Soropositivo.Org, Wordpress.com e Automattic fazem tudo a nosso alcance no que tange à sua privacidade. Você pode saber mais sobre esta política neste link Eu aceito A Política de Privacidade de Soropositivo.Org Ler Tudo em Política de Privacidade

%d blogueiros gostam disto:
Olá! Gostaria de receber sua autorização, por gentileza, para informa-lo, através de notificações, sempre que publicar algo em meu blog. Sim ou não?! Depende de ti querer, ou não! Jamais. Jamais, jamais e jamais eu te invadirei a privacidade. Não saberei seu e-mail, nome, absolutamente nada e veja, você sempre poderá cancelar sua autorização a qualquer momento. Será sempre tua, sempre a decisão. Grato pela atenção
Dismiss
Allow Notifications