Anúncios
News Ticker

Uma Sessão de Análise e o Projeto “La em Casa” e melhoram a Qualidade de Vida!

2016-01-16

Da esquerda para a direita, no alto André , Cláudio, Mara e Kiszka. à meia altura: Sílvia Agachado Reinaldo

Eu tive uma longa “corte” com a “minha” terapeuta, Maíra. Danças e contradanças, encontros marcados e bolos dados e, depois de quase cinco anos, talvez mais…. Acertamo-nos.

Hoje eu não falto à terapia, nem com reza brava. Mas faltei numa greve de ônibus, recordo disso e deve ter ocorrido mais uma ou duas faltas pela minha parte, mas sempre, disso eu tenho certeza, como acabo de recordar agora, que faltei há umas poucas semanas atrás, pois era necessário que eu desse apoio à minha esposa.

Ela, a Maíra, também precisou se ausentar do consultório umas duas ou três vezes, mas há algo muito importante a ser dito a respeito da Maíra: Quando ela percebe que eu não estou muito bem, ela procura outra data na agenda, “só para eu não ficar sem *atenção*”.

Bem, por que eu falo da Maíra aqui, neste artigo, já por mais de cento e oitenta e seis palavras (O Word ajudou-me a saber disso não, eu não contei as palavras).

É porque ela notou que eu estava com uma queixa, uma grande insatisfação com meu corpo, mesmo depois de mais de quatro anos, quase cinco (sim, eu estou contando e o Word não me ajuda em nada com relação a isso) anos e, depois de ter eliminado em definitivo, e de uma vez por todas (há conceito que devem ser fixados à nossa mente através da constante e paulatina repetição! [“Sim, Velho Assis eu tomei algo seu de empréstimo]… Voltando, eu manifestava insatisfação com meu corpo e ela mencionou-me um trabalho, um “projeto”, ela disse, chamado “Lá em Casa”. E finalmente eu cheguei ao ponto que é o verdadeiro assunto deste artigo, o “Lá em Casa”.

Eu não estou convidando vocês a passarem o fim de semana “Lá em Casa”, estou falando do Lá em Casa.

A ideia é da Roseli Tardelli, jornalista, Idealizadora da Agência AIDS de Notícias, que ela também estabeleceu em Moçambique.

O que eu sei, per si é piu bello e já me basta. Roseli perdeu o irmão Sérgio Tardelli, morto em consequência da aids em 1994 e, com isso, ela engajou-se, de uma vez por todas em sua luta contra a AIDS. Nesta casa, Roseli passara sua infância e foi o ninho de amor de seus pais, Antônio Tardelli e Idalina Ferreira Tardelli, também falecidos.

Maíra me disse que o projeto era muito bem falado e é com justiça que se fala bem dele por aí… dscn0308O Staff, composto pelas duas “guardiãs” da lei e da ordem (…) Kirska, Sílvia Almeida, e os treinadores, André e Reinaldo, inicialmente, e agora também com a Talita, nos dão, você só poderá acreditar se for até lá, a mesma atenção que se receberia um treinamento similar ao de um Personal Trainner de elevadíssimo nível. Do artigo no qual busquei as informações que desconhecia eu destaco este trecho da declaração de Roseli Tardelli:

“Eu sempre achei que a casa onde meu irmão viveu toda a dificuldade que o início da doença trazia a quem havia se infectado tinha de ter uma função social e de acolhimento. Trabalhamos muito para abrir a casa que oferecerá exercícios físicos, convivência e amizade”.

O endereço agora dá lugar a um centro de reabilitação física e de convivência para pessoas carentes vivendo com HIV/AIDS. Batizado de Lá Em Casa – Saúde, Arte, Bem-Estar e Cidadania, o projeto surge com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos soropositivos e, no que tange à mim, Cláudio Souza e à Mara, melhorou, excedeu nossas expectativas e sentimos falta de passar pelo menos duas vezes por semana umas três horinhas por ali, ralando, coisa que eu jamais imaginei que, um dia, viria a tomar gosto. E eu só tomo gosto pelo que é bom. E o projeto “Lá em Casa” supera todas as expectativas não apenas pelos instrutores, que fazem com que eu me sinta estar sendo atendido por um Personal Trainner, mas, também pela alegria constante da Silvinha e das observações para lá de profundas da Kiszka.

Eu, Cláudio Souza, há algum tempo disse para o André que 5Kg em cada mão estava ficando lexe e ele me sugeriu que eu adquirisse os meus brinquedos e eles são estes dois que ilustram o texto. Depois de terminante este texto e agendar sua publicação vou fazer treze séries de 15. São seis quilos em cada mão. Ainda esta um tanto quanto pesado… Vamos ver até onde vou com isso 🙂   🙂   🙂

dscn0309.jpg

Para tratar a lipodistrofia, síndrome que provoca nos soropositivos a má distribuição da gordura corporal, o Lá Em Casa conta com uma academia de ginástica a cargo de três coordenadores especializados, os profissionais de habilitação física André, Reinaldo e Talita….

Para cadastrar-se e pleitear uma vaga no “Lá em Casa” cliquem, por favor, neste link

Anúncios

Apoie este site

Faça sua doação via Pay Pal btn_donateCC_LG
Se você não se sente seguro usando seu carttão de crédito na Internet e, mesmo assim quer doar, entre em contato pelo formulário abaixo e enviaremos detalhes. Obrigado

>
%d blogueiros gostam disto: