Expectativa de Vida com HIV é Expectativa de Vida Normal

Image default
Artigos, Traduções e Edições

Expectativa de Vida com HIV é Expectativa de Vida Normal! Mas, 25 anos atrás, não era bem assim! Lembro-me de um painel, na Marginal, sentido centro. Este painel contava os dias e, em um certo momento eu passei a viver em Guarulhos e passei a ver este painel todos os dias e notei, por exemplo, que faltavam mais de 1100 dias para se chegar ao ano 2000!
Eu não imagina que, um dia, diria algo assim:

Expectativa de Vida com HIV é Expectativa de Vida Normal

E eu pensava. Não viverei tanto tempo, não terei como ver o ano dois mil chegar! E o número caia gradativamente!  E paulatinamente também, mas eu passei por ali por não muito tempo e, por assim dizer, eu perdi as contas!

E, de fato, não só vi o ano 2000 chegar, como foi neste ano que criei o site, a Soropositivo Home Page, que no próximo mes de agosto, completará 20 anos de existência! Naturalmente é necessário explicar que este blog não teria ultrapassado o ano 2015, sem o apoio do WordPress!

E é bem por isso que eu digo: Uau! Que titulo de post! A Expectativa de Vida com HIV é a de uma pessoa normal e, a até mais ou menos uns vinte e cinco anos, este seria um tema quase sem sentido.

Expectativa de Vida com HIV É Normal em matéria de anos de vida

Quem, entre 1993 a até o ano 2005 encontraria razões para tratar a respeito deste assunto? Eu ouso dizer que “quase ninguém” assim o faria!

Pois bem, quando eu falo sobre Expectativa de Vida com HIV está implícito que iremos envelhecer com HIV! E mesmo que no passado, fazer tal assertiva seria uma ideia para lá de delirante hoje podemos envelhecer com HIV.

AIDS: pontinha do iceberg das coisas que acontecem conosco depois que o HIV se liga a nós

E veja, eu já estou tão perto dos

, completo-os em marco, que de certa forma, eu já envelheci um pouco e, para ser franco, estou na envelhescência!!!

Bem, nos dias de hoje temos, para mencionar três pessoas realmente importantes na militância pela qualidade de melhorias em nossos tratamentos::

Beatriz Pacheco

Beto Volpe

Sandra Paiva

Há outras, mas eu não publicaria seus nomes sem um consentimento por escrito, uma necessidade quase feudal diriam alguns!!!

Mas rigorosamente necessária Quem se ama, se cuida!

E amar, pessoas, é mostrar vivendo! Uma lição que aprendi de forma duríssima, mas que valeu a pena. Por cada lágrima. E por cada sorriso. Talvez tenha sido meu primeiro amor!

Mas só aprendi a me amar quando…. Quando encontrei Mara!

E certamente é melhor que tenha sido assim.

Sim, 5 (Cinco) coisas que você não sabia sobre o HIV e envelhecimento

, SoropositivoOrgHIV e envelhecimento com o HIV não é como você pensa que será. Na minha experiência, é muito diferente.

Com 70 e poucos anos – o termo oficial é um septuagenário – não reconheço a versão do envelhecimento que eu esperava. Por quê? Porque o discurso do envelhecimento muitas vezes envolve 50 pessoas vivendo com HIV e olhando para o futuro; são pessoas bem-intencionadas que não estiveram lá.

Ou nossas perspectivas de saúde são pontificadas por pesquisadores de meia-idade que preveem cenários sombrios e sombrios que lidam amplamente com as combinações biológicas da doença e do envelhecimento do HIV.

 

 

HIV e Envelhecimento Cinco (5) coisas que você não sabia!

Isso, é claro, normalmente você ignora as realidades do envelhecimento. Afinal, envelhecer com HIV leva a envelhecer, um estado de ser que tem poucos advogados e poucos relatórios científicos por trás disso.

HIV cinco)Até o básico não tem detalhes. Quantos de nós existem?

Somo interessantes

Quem sabe! Não somos interessantes o suficiente ou importantes o suficiente ou vocais o suficiente para serem contados, pelo menos no Canadá (que se dirá aqui, no Brasil…).

Mas se você quer saber mais sobre expectativa de vida de uma pessoa vivendo com HIV ou AIDS, basta ler este texto!

Viver com HIV não é Passeio à Praça

Mas, veja bem! Viver com HIV ou AIDS não é como um passeio à praça. A necessidade de fazer exames a cada três meses, e cada uma delas vale por pelo menos uma picada enche os picuá.

Ter de definir se você deve ou não deve falar sobre isso com seu empregador e quais seriam as consequências disso é mais um inconveniente.

Um novo par romântico.

Contar antes ou não. E se você não contar, se envolver mais e tiver de contar. A pessoa pode sentir-se traída! Você terá de se explicar. E aí, se a explicação “não colar” apenas de ser honesta.

Se você tiver feito amor com esta pessoa, sem preservativos, bem, você terá de explicar o que é indetectável. E garantir que você tenha estado por todo o tempo da relação!

E, creia, por melhor que seja sua resposta, por mais autênticos que sejam seus sentimentos a pessoa sempre terá aquela mancha:

“😡Eu queria ter sido avisado😡”!

Pois veja, lá no fundo esta pessoa sempre terá a dúvida sobre poder confiar ou não em ti, que a enganou “desta forma“!

Fale a verdade. Mas dê um tempo para iniciar intimidade! Deixe esta pessoa te conhecer pelo ue voc~e é, e não pelo prazer que você pode lhe dar!

Pesque este amor, como no livro, “O Velho e o Mar”!

Seja a pessoa maravilhosa que você é, inicialmente, por suas luzes espirituais. Eu tratarei disso em outro post!

 

Sugestões de leitura

Tem algo a dizer? Diga!!! Este blog é melhor contigo!!!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

A Automattic, o Wordpress e Soropositivo.Org, e eu, fazemos tudo a nosso alcance no que tange à sua privacidade. E estamos sempre aprimorando, melhorando, testando e implementando novas tecnologias de proteção de dados. Seus dados estão protegidos e, eu, Cláudio Souza, trabalho neste blog 18 horas or dia para, dentre tantas outras coisas, garantir a segurança de suas informações, posto que sei das implicações e complicações das publicações aqui passadas e trocadas Eu aceito A Política de Privacidade de Soropositivo.Org Conhecer Nossa Política de Privacidade

Whatsapp WhatsApp Us