4.9 C
Nova Iorque
sexta-feira, outubro 30, 2020

Buy now

COVID-19 e AIDS – Coronavírus e HIV

COVID-19 e AIDS, bem como coronavírus e HIV, mais ou menso a mesma cisa e, entretanto, levemente diferentes, tem sido as perguntas que mais me aparecem em meu cotidiano de condução deste blog! E, realmente. não é para menos!

Desde o dia em que fui diagnosticado, quando o cenário era similar, porém diverso, não me via tão preocupado. Vidas humanas sendo ceifadas às centenas e centenas a cada dia, na Itália, como um dos exemplos, e uma tíbia resposta de prevenção aos danos e perdas humanas. O que não foi dito ou explicado é que economia nenhuma serve para nada sem mão de obra capacitada e saudável.

Primeiro salva-se vidas, depois se conta o dinheiro. B+A = BA!

Sabe aquela lógica marítima dos naufrágios?

Idos, mulheres e crianças primeiro?

Para certas pessoas…

Coronavírus e HIV (COVID-19) – Respostas a comunicações da Associação Britânica de HIV (BHIVA)

Quinta-feira, 19 de março de 2020

O que é o coronavírus?

Os coronavírus (CoV) são uma grande família de vírus que podem infectar mamíferos e aves. Sete cepas podem infectar seres humanos, geralmente causando doenças leves (1 em 6 casos de resfriado comum são causados ​​por coronavírus) e mais raramente doenças graves.

Atualmente, não existem vacinas contra o coronavírus ou medicamentos antivirais, mas as equipes de pesquisa em todo o mundo estão trabalhando incansavelmente para mudar isso. Houve manchetes sobre o uso do medicamento para o HIV lopinavir/ritonavir (usado raramente para tratamento no Reino Unido) para tratar o coronavírus, mas ainda não há boas evidências de que ele funcione. Os medicamentos usados ​​para a PrEP não são ativos contra o coronavírus.

COVID-19 é uma nova condição causada pela cepa SARS-CoV-2 do coronavírus, que se espalha muito facilmente de pessoa para pessoa (muito mais do que alguns outros tipos de coronavírus). Ninguém tem imunidade a isso.

Embora a taxa de mortalidade estimada em cerca de 1 em 100 pessoas pareça baixa em comparação com algumas infecções, se um número muito grande de pessoas estiver infectado, isso resultaria em um número alto de mortes.

Os dados atuais sugerem que 1 em cada 5 pessoas desenvolvem doenças mais graves, e grandes números que necessitam de tratamento hospitalar podem sobrecarregar rapidamente os sistemas de saúde – isso está acontecendo na Itália agora.

As pessoas com maior risco de doenças graves e morte são os idosos e pessoas com condições médicas de longo prazo, como doença pulmonar, doença renal e diabetes.

No entanto, cerca de 80% das pessoas com COVID-19 têm doenças relativamente leves, o que pode levar ao atraso ou perda do diagnóstico de infecção, o que aumenta o risco de transmissão do vírus. Dados do Japão estimam que 1 em cada 3 pessoas com COVID-19 não apresenta sintomas – tornando o controle ainda mais difícil.

Em fevereiro, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o COVID-19 uma ‘Emergência de Saúde Pública de Interesse Internacional’ – dando à OMS o direito legal de fazer recomendações sobre como lidar com ela e (esperançosamente) estimular o financiamento e a ação do Governo. Em 11 de março de 2020, a OMS declarou a COVID-19 uma pandemia, uma epidemia que se espalhou por vários países ou continentes, geralmente afetando um grande número de pessoas.

1. O risco para as pessoas com HIV

Não há evidências de que as pessoas que vivem com HIV controlado correm um risco maior de pegar o COVID-19 ou de ficar muito mal do que qualquer outra pessoa da mesma idade e saúde em geral. É sensato supor que pessoas que não são detectáveis ​​no tratamento ou têm uma contagem baixa de CD4 (menos de 200) podem estar em maior risco.

2. Medicamentos COVID-19 e HIV

Embora existam pesquisas investigando o uso de medicamentos anti-retrovirais contra o COVID-19, não há evidências fortes de que sejam eficazes. Não há evidências de que o uso de medicamentos para HIV interrompa o uso do COVID-19.

  • Você deve continuar tomando o tratamento recomendado na mesma dose: NÃO aumente o número de comprimidos que você toma. Isso não ajudará você se você adquirir o COVID-19, nem o protegerá de obtê-lo. De fato, pode ser prejudicial exceder a dose normal.
  • Verifique se você tem 30 dias de remédio.
  • Não compartilhe seu medicamento para o HIV: com alguém que tenha COVID-19 ou que esteja preocupado em tomá-lo.
  • Não há problema com o fornecimento de medicamentos para o HIV: não há sugestão de que haverá escassez de medicamentos para o HIV. Nos locais em que as clínicas estão encaminhando pacientes para consultas telefônicas não urgentes, adota-se medidas para garantir que a medicação de uso contínuo esteja prontamente disponível; ou peça a outra pessoa para coletá-lo para você, pois as empresas de entrega em domicílio podem não ter capacidade para aceitar novas entregas. Não podemos fornecer mais de quatro meses de medicação para HIV ao mesmo tempo, pois isso sim pode ter um impacto no suprimento.

3. COVID-19, HIV e sistema imunológico

As pessoas em tratamento de HIV com um bom CD4 e carga viral indetectável geralmente não são consideradas como tendo um “sistema imunológico enfraquecido”, conforme especificado nas recentes orientações da PHE (16 de março de 2020). fornecer conselhos específicos para pessoas vivendo com HIV com base na carga viral e na contagem de CD4 à medida que as coisas se tornam mais claras, e as orientações do governo são atualizadas com referência específica ao HIV. No momento (17 de março de 2020), consulte os conselhos fornecidos na declaração da BHIVA: https://www.bhiva.org/comment-from-BHIVA-and-THT-on-UK-Government-Guidance-on-Social -Distancing

recomendamos seguirde PHE “distanciamento o conselhosocial”,o que não significa necessariamente “o auto-isolamento”, como no de Orientação emitido para as pessoas vulneráveis aqui: https://www.gov.uk/government/publications/covid-19 orientação sobre distanciamento social e para pessoas vulneráveis ​​/ orientação sobre distanciamento social para todos no Reino Unido e proteção de idosos e adultos vulneráveis

Distância física reduz a infecção e os conselhos estão mudando rapidamente; portanto, verifique regularmente os conselhos do governo.

4. Os recém-diagnosticados e aqueles que estão iniciando o tratamento

As pessoas que foram recentemente diagnosticadas com HIV devem conversar com seus consultores sobre quaisquer preocupações que possam ter com seu sistema imunológico. No entanto, como dito no ponto 3 acima, pessoas com carga viral indetectável geralmente não são consideradas como tendo um sistema imunológico enfraquecido. Seu consultor garantirá que você seja monitorado com segurança.

5. Pessoas com outras condições de saúde, como diabetes, doenças cardíacas ou pulmonares

Se você tiver alguma preocupação com outros problemas de saúde além do HIV e como eles podem afetá-lo, consulte o site do NHS para obter os conselhos mais recentes (consulte o ponto 8 ) ou entre em contato com a clínica, levando em consideração que muitos serviços podem ter capacidade reduzida devido ao fato de os funcionários estarem doentes, isolados ou ajudando em outras partes do NHS.

6. Manter-se mental e fisicamente saudável

Se você obtiver COVID-19, quanto mais apto for, melhor o resultado. Parar de fumar definitivamente ajudará, assim como interromper o vaping (embora isso ainda seja preferível ao fumo – consulte https://www.nhs.uk/smokefree para obter conselhos.) Faça exercícios onde e quando puder, e se for necessário. – isolado, você pode encontrar sugestões de exercícios on-line em https://www.nhs.uk/livewell.

É normal estar preocupado – todo mundo está – e cuidar da sua saúde mental também é importante, com conselhos úteis neste artigo: https://www.bbc.co.uk/news/health-51873799

7. Como se proteger e outras pessoas do COVID-19

Há informações úteis em https://www.nhs.uk/conditions/coronavirus-covid-19/

8. O que fazer se você acha que possui o COVID-19

Primeiro, verifique os conselhos mais recentes, em um site de notícias respeitável, ou do NHS em https://www.nhs.uk/conditions/coronavirus-covid-19/

O conselho é ficar em casa se você tiver:

  • uma temperatura alta – sente-se quente ao toque no peito ou nas costas ou sua temperatura é de 37,8 graus celsius ou mais, se você tiver um termômetro;
  • uma tosse nova e contínua – isso significa que você começou a tossir repetidamente.

 Não vá para uma cirurgia GP, farmácia ou hospital.

Você NÃO precisa entrar em contato com o 111 para dizer que está em casa.

Você pode acessar os conselhos on-line em https://111.nhs.uk/covid-19/. Atualmente, o teste para coronavírus não é recomendado, pois não é necessário se você estiver em casa.

Se você sentir que não consegue lidar com seus sintomas em casa, sua condição piora ou seus sintomas não melhoram após 7 dias, ligue para o 0800 16 2550

Para mais informações, entre em contato com O Josh em jo@commsbiz.com 

Related Articles

Sou Soropositivo! Estou Vivendo Com HIV! E Agora? O Que Faço?

De resto, pode seguir estes passos gradualmente. Esta é uma grande mudança e você levará algum tempo para integrá-la à sua autoimagem de uma forma positiva. Não tenha pressa, mas incentive e celebre os pequenos avanços em seu pensamento sobre o HIV. Tenha em mente que você esta vivendo na segunda década do século XXI e, esperançosamente, isso é consideravelmente melhor que esta na [ultima década do Século XX, embora nada tenha de fácil a vida com HIV!

Riscos do Sexo Oral

Riscos do sexo oral se você pega ou passa HIV pelo sexo oral tem todas as respostas que você precisa aqui nesta página sobre riscos da felação, a #¿$?%!¡, que está intrinsecamente ligado ao medo e a “ignorância cultivada” dentro da vida sexual das pessoas, e este “binômio” me traz muitas pessoas. Assim, eu concluí que, para muitas pessoas, está é a uma das “eternas dúvidas” dentro da vida sexual das pessoas, quase sempre tão ignorantes a respeito de sexo oral e HIV! Eu quero estabelecer, neste ponto que a chupeta oferece, para muitos, uma experiência intensamente prazerosa

O que São Antirretrovirais? Eis Uma Visão geral 

O que são antirretrovirais? Os antirretrovirais são os medicamentos que mudaram a face da pandemia HIV/AIDS para algo controlável, que deixou de ser uma ceifadora de vidas. No entanto, eles ainda não removeram a ameaça que a pandemia HIV/AIDS representa e nem mesmo com grande otimismo chegamos à reta final desta pandemia. Pois, apesar de todo o esforço feito por organizações não governamentais e iniciativas individuais, o HIV ainda continuará a ser contraído. E por muito tempo ainda.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Stay Connected

0FansLike
0FollowersFollow
0SubscribersSubscribe
- Advertisement -

Latest Articles

Sou Soropositivo! Estou Vivendo Com HIV! E Agora? O Que Faço?

De resto, pode seguir estes passos gradualmente. Esta é uma grande mudança e você levará algum tempo para integrá-la à sua autoimagem de uma forma positiva. Não tenha pressa, mas incentive e celebre os pequenos avanços em seu pensamento sobre o HIV. Tenha em mente que você esta vivendo na segunda década do século XXI e, esperançosamente, isso é consideravelmente melhor que esta na [ultima década do Século XX, embora nada tenha de fácil a vida com HIV!

Riscos do Sexo Oral

Riscos do sexo oral se você pega ou passa HIV pelo sexo oral tem todas as respostas que você precisa aqui nesta página sobre riscos da felação, a #¿$?%!¡, que está intrinsecamente ligado ao medo e a “ignorância cultivada” dentro da vida sexual das pessoas, e este “binômio” me traz muitas pessoas. Assim, eu concluí que, para muitas pessoas, está é a uma das “eternas dúvidas” dentro da vida sexual das pessoas, quase sempre tão ignorantes a respeito de sexo oral e HIV! Eu quero estabelecer, neste ponto que a chupeta oferece, para muitos, uma experiência intensamente prazerosa

O que São Antirretrovirais? Eis Uma Visão geral 

O que são antirretrovirais? Os antirretrovirais são os medicamentos que mudaram a face da pandemia HIV/AIDS para algo controlável, que deixou de ser uma ceifadora de vidas. No entanto, eles ainda não removeram a ameaça que a pandemia HIV/AIDS representa e nem mesmo com grande otimismo chegamos à reta final desta pandemia. Pois, apesar de todo o esforço feito por organizações não governamentais e iniciativas individuais, o HIV ainda continuará a ser contraído. E por muito tempo ainda.

Sexo Oral Gonorreia e lésbicas

Sexo oral, gonorreia e lésbicas não são temas corriqueiros. E é bem por isso que eles me preocupa,. Se toda hora alguém me perguntasse...

O que é a carga viral?

O objetivo do teste de a carga viral é simples: quanto menos cópias do HIV no sangue, melhor. Ao iniciar o tratamento, os testes de carga viral fornecem as medidas de linha de base pelas quais os testes posteriores são comparados. Cada queda de dez vezes na carga viral é considerada uma queda de um tronco. Por exemplo, se a carga viral cair de 50.000 cópias/mL para 500 cópias/mL, diz-se que o paciente tem uma queda de dois troncos na carga viral
Olá! Sou o Beto Volpe! Quer Conversar? Diga olá! Mas tenha em mente que eu trabalho aqui entre 9:00 da manhã e 20 horas. Você pode deixar a mensagem, mas eu responderei nestes horários. Talvez eu demore, mnas em *SEMPRE RESPONDO*
Olá! Será que você me autorizaria a te avisar quando eu fizesse uma nova publicação ou atualização de um texto? Veja bem, eu não teria a menor ideia a respeito de quem você é! Seria algo anônimo, que me deixaria feliz por sua atenção e interesse. Quando eu fui DJ meu salário era a gritaria! Agora, é seu interesse! E, me perdõem por algum erro ortográfico. Eu sou disléxico e a neuropatia periférica complica ainda mais toda esta coisa. :-(
Dismiss
Allow