Há Vida Com HIV

Cura da AIDS! Finalmente Descoberta (um sonho de publicação)

Quem me dera pudesse publicar como verdade!

Cura da AIDS! Divulga-la Seria A Consagração De Meu Trabalho

Tive uma noite tenebrosa. Começo a pensar que o cigarro não combina com muitas coisas… principalmente com oxigênio e pulmões.

Mas foi bastante proveitoso para pensar.

Lembro-me que um dia eu disse a uma amiga, presente nesta sala, que não pensava ou sonhava com cura. Poderia até ser verdade; mas mudei de ideia. Penso em cura sim! Como um pássaro engaiolado pens em liberdade, eu penso em cura. Por que não? Por que é aparentemente impossível? Motivo muito fraco. Tenho por hábito querer justamente o que não posso ter. Habito saudável segundo alguns; segundo outros, mania.

Pois, então, sou maníaco. E, como maníaco, sonhador.

Então, com nada a fazer, que não fosse tossir e pensar, sonhei. Assim:

Hoje, dia 18 de maio do ano da graça do Senhor de 2000, manchete, surpreendente, em todos os jornais.

 DESCOBERTA A CURA PARA A AIDS 

CIENTISTA APÁTRIDA DESCOBRE A CURA 

E, abaixo disso, uma página inteira descrevendo o senhor cientista. O ilustre Vladimir de Souza Struvensko Giannetti Müller de Oliveira Chevalier. Um homem aparentemente distraído, incapaz de dar 30 passos sem tropeçar nos próprios pés, que está sempre se desculpando, chegando atrasado, esquecendo os óculos e a carteira, que não paga as faturas do cartão em dia e que nunca conseguiu se casar porque esquece sempre, o telefone da nova namorada… um homem bom, mas tolo. Humilde, ele informa que, na verdade, recebeu a dica da possível cura de um pajé da tribo dos coluca-luca, no interior de uma selva tropical. 

A Coisa e os Cientistas

A coisa(…) era a base de vegetais. Assim como inhame, batata e alguns cogumelos muito esquisitos, daqueles que fazem a gente pensar que é o homem aranha ou a Lois Lane. O custo? Baixíssimo. A facilidade para se produzir? Indescritível. Alguém já fez chá? Pois bem!.. 

É claro, no mesmo dia, as emissoras de TV não falariam em outra coisa. Isso, pelo menos, até às dez da manhã, quando o representante da ciência seria considerada ortodoxa começassem a se manifestar. Diriam ser tudo ainda muito prematuro. Que quinhentos e trinta e dois casos de cura não comprovavam nada, que há ainda muito o que se pesquisar, que não se criasse, por enquanto, expectativas sonhadoras.

Obrigado por vir até aqui. A matéria prossegue abaixo. Os links abrem em outra aba

Os Cientistas Sérios

O Investimento na Busca Pela Cura da AIDS Precisa Ser Recuperado

Afinal, escreveriam, investimos(…)milhões de dólares nisso e nada conseguimos ainda, não é possível que seja assim tão simples.

Bobagem.

A corrida a quitanda e aos pastos se tornaria uma coisa insana. Vejo pessoas trazendo vacas para casa e tratando as como um ente da família.

Chamaria se então a Polícia, o Exército, a Gestapo,as SS’s, a CIA, o FBI (tudo coisa saída da mesma moenda, se me entendes…) mas, de nada adiantaria.

Dia após dia a notícia se espalhando, as pessoas se salvando, enquanto pensam serem Peter Park (haveria, nestes dias, muitas escoriações, de toda ordem); os cientistas sérios ficariam furiosos.

Cura da AIDS – Para Todos, não só para aqueles que não tiveram uma “vida Mundana” – Um Cinismo Que me Revolta!

 

Azar deles. 

O que importaria mesmo seria a sensação que mais de 120 milhões de pessoas teriam de terem sido libertada deste peso terrível, desta marca aparentemente indelével que é a soropositividade para HIV.

Não haveria mais dor.

Não haveria mais toxoplasmoses

Não haveria mais sarcomas de Kaposi

Não haveria mais pneumocistose.

Não haveria mais pneumonias crônicas

Não haveria mais citomegaloviroses estomacais não haveria

Não Haveria mais retinites por citomegalovírus

Não haveria mais cegueira

Não haveria mais dependência química

Não haveria mais dúvida

Não haveria mais certeza (existe isso?)

Não haveria mais medo

Obrigado por Vir Até Aqui, A Matéria Prossegue abaixo, o link abre em outra aba

Oxigênio Em Falta. Saiba Como É!

Fim Do Mensalismo Médico Com A Cura da AIDS! O COVID-19 Decreta Oque Novo Um Normal? Normalidade Relativa?

E a vida voltaria a ser como era antes.

Como era mesmo a vida antes? Eu quase já não lembro. 

Mas tenho uma vaga sensação de que era algo como não ter medo de transar com aquela morena linda que passou dando bola (insinuando-se romanticamente para alguém) ontem à tarde ali naquela rua.

Aquele mensalismo médico, por exemplo, acabaria

 

Pois, a meu ver, visitar os médicos a cada 30 dias, encarar de trinta a quarenta comprimidos por dia e viver em franco combate com seu estômago, seringas e mais seringas de Clexane é algo que, por assim o dizer, é mais que a conta pode! Mas isso é apenas uma impressão. Não tenho muita certeza.

 

O que tenho certeza é que sonhei com isso, esta noite, e quem foi um sonho muito gostoso, que me fez, até, dormir…

 

Umas 4 horas, talvez. Mas para quem não dorme nada, nunca, 4 horas chega a ser um brinde raro, e agradeço este brinde a Deus, como quem agradeceria ao senhor a diligente atenção prestada a um Page velho, que nada sabia de moléculas, transcriptase e proteases; mas que tinha, consigo, a sabedoria dos simples, que nada pretendem e tudo resolvem, como aquelas farmacopeias vendidas numa espécie de mambembe, no velho oeste.

9:49.

Hora de acordar, ir ao banco, enfrentar o bigodudo e suas taxas de juros.

Voltemos a realidade. E a realidade é simples: Há Vida COM HIV


Receba atualizações direto em seu dispositivo gratuitamente

Tem algo a dizer? Diga!!! Este blog, e o mundo, é muito melhor com amigos!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy