Anúncios
News Ticker

O que é Carga Viral? Qual é a carga viral? Pra que servem os Testes de Carga Viral?

Pessoal, manter o site nos traz custos, custos estes que estão difíceis para arcarmos sozinhos. Nós queremos continuar trazendo informações e ajudando as pessoas que chegam até aqui, mas para isso também precisamos de ajuda. Qualquer valor é bem vindo e nos ajudará a manter o site de pé, caso contrário não conseguiremos mais ter esse canal de informação e ajuda mútua. Segue a conta para depósito: Banco do Brasil, agência 1521-0, conta corrente 19957-5, em nome de Claudio Souza

O teste de carga viral mede a quantidade de HIV no seu sangue. Existem diferentes técnicas para fazer isso:

Um dispositivo tão simples, de uso facil e eficácia comprovada, que poderia evitar tantas tragédias é simplesmente ignorado :-(

Um dispositivo tão simples, de uso facil e eficácia comprovada, que poderia evitar tantas tragédias é simplesmente ignorado 🙁

 reação em cadeia da polimerase (PCR) método utiliza uma enzima para multiplicar o HIV na amostra de sangue. Depois de uma reação química que marca o vírus. Os marcadores são medidos e utilizados para calcular a quantidade de vírus. O grupo Roche e Abbott produzem este tipo de ensaio.
métodobDNA (Branched DNA) combina um material que resulta em “luz apagada” com a amostra. Este material se conecta com as partículas do HIV. A quantidade de luz é medida e convertida para uma contagem viral. A Bayer produz este teste.
NASBA (nucleic umcid sequence bcultados ao método de amplificação) amplifica proteínas virais para derivar uma contagem. Ele é fabricado pela biomérieux.

Diferentes métodos de ensaio dão muitas vezes resultados diferentes para a mesma amostra. Porque os testes são diferentes, você deve usar sempre o mesmo tipo de teste para medir sua carga viral ao longo do tempo.

Cargas virais são geralmente relatadas como cópias de HIV por mililitro de sangue. A contagem de testes alcança até cerca de 1 milhão de cópias e estão sempre sendo melhorados para serem mais sensíveis. O primeiro teste bDNA media até 10.000 cópias. Testes atuais detectam até um mínimo de 20 cópias. Os testes ultrassensíveis dão usados para fins de pesquisas detectam até menos de 5 cópias de RNA viral por mililitro de sangue.

O melhor resultado do teste de carga viral é “indetectável.” Isso não significa que não há vírus no seu sangue; significa apenas que não há uma quantiddade de vírus suficiente para que o teste em uso pode encontrar e contar. Com a primeira carga viral indetectável de testes era “,” e  significava até  9.999 cópias! “Não Detectável” depende da sensibilidade do teste utilizado na sua amostra de sangue.

Os primeiros testes de carga viral utilizavam todas amostras de sangue congelado. Bons resultados foram obtidos usando amostras secas. Isto reduzirá custos com congeladores e expedição.

Como é utilizado o teste?

O teste é útil em várias áreas:

  • Para os pesquisadores médicos, o teste mostrou que o HIV nunca é “latente” mas está sempre multiplicando. Muitas pessoas sem sintomas de AIDS e com alta contagem de células CD4 também tiveram altos níveis de cargas viral. Se o vírus fosse latente, o teste não teria encontrado qualquer partícula do HIV no sangue.
  • O teste pode ser utilizado para diagnóstico, porque pode detectar uma carga viral alguns dias após a infecção pelo HIV. Isto é melhor do que o padrão de testes que procuram anticorpos contra o HIV, que pode ser “negativo” apenas 30 dias após a infecção pelo HIV. (Fact Sheet 102  mais informações sobre o HIV anticorpos contra o HIV. o link abre em outro site em inglês, com o tempo irei atualizando estes links e o conteúdo deles)
  • Para o prognóstico, carga viral pode ajudar a prever quanto tempo alguém vai permanecer saudável. Quanto maior a carga viral de HIV, mais rápida a progressão da doença.
  • Para prevenção, carga viral prevê como é fácil transmitir o HIV para outra pessoa. Quanto maior a carga viral, maior o risco de transmissão do HIV.
  • Para a gestão da terapia , o teste mostra se o tratamento consegue controlar o vírus em todo o seu ciclo de replicação.  Diretrizes atuais (Fact Sheet 404) sugerem a medição da linha de base (pré-tratamento) da carga viral. O tratamento é funciona se faz baixar o nível de carga viral em pelo menos 90% dentro de 8 semanas. A carga viral deverá continuar a cair para menos de 40 cópias dentro de 6 meses (após esta leitura sugiro que veja este link e observe que, dentre tantas coisas, é absurdo negar trabalho a uma pessoa vivendo com HIV ou AIDS). A carga viral deve ser medida dentro de 2 a 8 semanas após o início do tratamento ou se o tratamento tenha sido alterado. Ele deve ser monitorado a cada 6 meses depois que pacientes com boa adesão cheguem a uma carga viral indetectável e estejam clinicamente estáveis no seu tratamento para 2 ou 3 anos. De acordo com as orientações, falha de tratamento é indicada por uma carga viral confirmada acima de 200 cópias.

Como são as alterações na carga viral medida?

Testes repetidos de a mesma amostra de sangue podem dar resultados que variam por um fator de 3. Isto significa que uma mudança significativa seria uma queda para menos de um terço ou

IM000228.JPG

Use! Use! E, de tempos em tempos: Teste-se, Teste-se!

um aumento de mais de 3 vezes comparando-se com o resultado do teste anterior. Por exemplo, uma mudança a partir de 200.000 a 600.000 está dentro da variabilidade normal do teste. Uma gota de 50.000 para 10.000 seria significativo. A mudança mais importante é chegar a carga viral indetectável.

Mudanças de carga viral são frequentemente descritas como “registros” que mudam. Isso refere a notação científica, que utiliza potências de 10. Por exemplo, uma queda de 2-log  é uma gota de 102 ou 100 vezes. Uma gota de 60.000 para 600 seria um 2-log drop.

“Blipes de Carga Viral “

Recentemente, pesquisadores têm observado que a carga viral de muitos pacientes por vezes passou de indetectável para um nível baixo (normalmente menos de 500) e depois voltou a ficar indetectável. Estas “blipes” não indicam uma falha na TARV ou que o vírus está desenvolvendo resistência.

O que os números significam?

Não há números de “mágico” para cargas virais. Não sabemos quanto tempo você vai permanecer saudável com qualquer carga viral. Tudo o que sabemos até agora é que a menor carga viral alcançada é melhor situação e parece significar uma vida mais longa e mais saudável.

Este trecho foi editado e o link que la informação equivocada vou removdoAs diretrizes de tratamento (consulte Fact Sheet 404) Sugerem que todas as pessoas soropositivas recebam tratamento. Para pacientes com carga viral acima de 100.000, há urgência para tratamento. Conforme foi confirmado pelo Estudo Partner, nenhuma infecção por HIV entre parceiros com supressão viral completa da carga viral no tratamento como prevenção

 Nota do tradutor. Fui obrigado a revisar este parágrafo porque, infelizmente, nem mesmo em sites do “1º mundo” há qualquer senso de responsabilidade para simplesmente atualizar um parágrafo hoje equivocado que dizia o seguinte: Some people may think that if their viral load is undetectable, they can’t pass the HIV virus to another person. This is not true. There is no “safe” level of viral load. Although the risk is less, you can pass HIV to another person even if your viral load is undetectable.

Algumas pessoas podem pensar que se sua carga viral indetectável, eles não conseguem transmitir o vírus HIV para outra pessoa. Isso não é verdade. Não há nenhum nível “seguro” da carga viral. Embora o risco é menor, você pode transmitir o HIV para outra pessoa mesmo se sua carga viral indetectável

Existem problemas com o teste de carga viral?

Existem algumas preocupações com o teste de carga viral:

  • Cerca de apenas 2% do HIV em seu corpo está no sangue. O teste de carga viral não mede quanto do HIV está em tecidos do corpo como os linfonodos, baço ou no Sistema Nervoso Central ou periférico Os níveis de HIV no tecido linfoide e sémen caem quando os níveis sanguíneos vão para baixo, mas não ao mesmo tempo ou na mesma taxa.
  • Os resultados do teste de carga viral podem ser elevados se o seu corpo está a combater uma infecção ou se tiver apenas recebeu uma imunização (como a gripe). Você não deve ter sangue colhido para um teste de carga viral no prazo de quatro semanas após qualquer infecção ou imunização.

Traduzido por Cláudio Souza do original em Viral Load Tests

Anúncios

Olha só pessoal.

No início do post tem uma imagem com um texto falando sobre o trabalho e os custos que a gente tem. Você que está me lendo agora, pode e tem o direito de não acreditar.

No mês de mais, quando mais de quarenta mil visitas foram registradas, houve três cooperações.

Quando nós pedimos cooperação financeira, qualquer valor é bom.

Sabe, o beija-flor pode carregar uma diminuta gota d’água em seu bico, no afã de apagar o incêndio na floresta….

E nunca será insuficiente 😊

Está conta serve para transferências de qualquer banco ou depósitos na boca do caixa de qualquer agência do Santander

Esta conta não permite, senhores abusadores, que seja feito nada a título de débito nela.

Você não poderá, como já pôde, assinar 65 revistas de uma só editora e, muito menos abrir contas de acesso à Internet 🙂

Precisa conversar

Whats App Soropositivo.Org

Estamos aqui para ajudar a pensar, não para diagnosticar. Não somos médicos ou profisionais de saúde. Buscamos ajudar com palavras amigas, conforto espiritual e, na medida do possível, terminar com a neurose gerada por bloqueiros de meia pataca ou homofóbicos sem caráter que não pensam duas vezes antes de espalhar terros entre pessoas que, quer eles, os homofóbicos, queiram ou não, são seres humanos. Tenha em mente que o numero do WhatsApp esta conectado a um CPF

A PEP é um direito de todos! Saiba onde a achar

A PEP é um direito de Todos

A PEP É um DIREITO DEDOS

[EIKYGMrz]

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico 2013/2014

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico
%d blogueiros gostam disto: