27.4 C
São Paulo
22, novembro,2019
Home » HIV » Descoberto um novo HIV? Ou uma Cepa Diferente?
HIV

Descoberto um novo HIV? Ou uma Cepa Diferente?

Novo HIV descoberto! A descoberta de uma nova cepa do novo HIV sempre traz preocupações. Afinal, é bem possível que ela circulou pelo mundo, sem poder ser analisada por anos e anos!

Descoberto Novo HIV

E vou colar aqui Um trecho da matéria De Sabrina Brito para revista Veja:

Novo HIV difere apenas em alguns aspectosTemos de observar, que nenhuma cepa do HIV foi “descoberta” nos últimos 20 anos! Muito embora ela tenha sido “capturada” ainda na década de 80! Assim, fica muito difícil saber, ao certo a quanto tempo esta seta do HIV circula e por onde tem circulado!

As perguntas que ficam, inicialmente, são as de sempre!

Será que ela é resistente algum medicamento já em uso?

Vale a pena correr determinados riscos, como aqueles imanentes diante da TasP ou I = I?

Eu não sei e, observe, por favor,que estas são questões prenhes de outras questões e, o que nos resta, naturalmente, e manter a esperança, confiar na ciência, vivermos tranquilamente, cuidando de cada um de nós de si!

Avanços Da Ciência facilitaram a Descoberta deste novo HIV

E, apesar de avanços e descobertas, usar os preservativos, em todas as relações sexuais, mesmo porque, esta é a única forma que temos de evitar o contato com esta cepa viral e, sim, sim, outras doenças sexualmente transmissíveis (DST), ou IST, infecções sexualmente transmissíveis!

E vejam bem, Sabrina Brito, da Revista Veja continua…

O estudo que disseca a descoberta foi publicado nesta quarta-feira, 6, no periódico científico JAIDS (Journal of Acquired Immune Deficiency Syndromes). O novo subtipo encontrado pertence ao grupo M do HIV. Este é apenas um dos quatro grupos em que se subdivide o vírus. A nova cepa foi apelidada de “L” e se junta a outras dez cepas já catalogados pela comunidade científica. A primeira amostra do subtipo L foi coletada ainda na década de 80. Na época, no entanto,  era praticamente impossível sequenciar genomas.

Além disso, a pequena quantidade de material reunida dificultava ainda mais a análise.

Certamente poderemos saber Mais Sobre Isso

Atualmente, contudo, a tecnologia para esse processo é muitíssimo avançada, permitindo que cientistas realizem sequenciamentos completos de forma rápida e barata. Assim, em 2019, o subtipo L pôde finalmente ser estudado a fundo.

Vejam, esta cepa do vírus era conhecida, porém, superficialmente.

“E só agora” ela pode ser estudada a fundo!

Quais são as implicações desta descoberta? O que vem por aí?

Mais uma vez eu aponto questões prenhes de outras questões!!!

Mas eu não quero assustar ninguém, e, assim, eu sugiro a leitura deste texto deste link  que é o resultado de uma longa conversa com minha antiga infectologista, de quem eu tenho muita, mas muitas saudades mesmo!

Com informações de Sabrina Brito em MSN Saúde

Artigos Relacionados que você pode gostar de ler

Oi! Quer fazer alguma consideração a respeito? Não? Ok! Pense em fazer uma resenha deste assunto

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

A Automattic, o Wordpress e Soropositivo.Org, e eu, fazemos tudo a nosso alcance no que tange à sua privacidade. E estamos sempre aprimorando, melhorando, testando e implementando novas tecnologias de proteção de dados. Seus dados estão protegidos e, eu, Cláudio Souza, trabalho neste blog 18 horas or dia para, dentre tantas outras coisas, garantir a segurança de suas informações, posto que sei das implicações e complicações das publicações aqui passadas e trocadas Eu aceito A Política de Privacidade de Soropositivo.Org Conhecer Nossa Política de Privacidade