Carga Viral! É importante monitorar sua carga viral. Quanto mais baixa, melhor

Introdução à categoria Carga Viral

Os Exames estão Bons! Deixe-me saber como se sente o paciente
Drª Patrícia M. Cipplollary

A carga viral sempre foi um aspecto para lá de muito, mas muito importante.

É Um ponto Chave de Sua Vida Com HIV. Inclusive A Vida Afetiva e muito mais! Sua qualidade de vida

A carga viral dizia, digamos, como estava a velocidade do trem sem freios descendo a montanha e, vejam, esta expressão não é uma invenção minha! Eu aprendi isso em um texto chamado “conhecendo melhor a doença”.

E, lembro-me, uma pessoa, provavelmente tri-apavorada com sua situação, que me lançou tal reproche que nada mais me restou senão dizer a ela que fosse plantar favas e, veja, esta é a maneira educada que eu tenho para dizer para vocês aquilo que eu realmente disse para ela, que não foi plantar favas, criou um blog, publicou um texto e desapareceu. Como uma outra pessoa, que, literalmente fazendo “spam”, eu detesto spammers, dentro da comunidade no Facebook que eu, louco, cheguei a investir valores para ter algum público ali e, sim, eu passei nele, um belo reproche.

A Carga Viral determina Sua Qualidade De Vida

Pois bem, eu sei as coisas que ele determinou que fossem feitas contra mim e meu site, mas ele não contava com o fato de que eu tinha uma rotina de backup semanal automática e pude recuperar meu site.

O que eu me lembro é que ele lançou uma mensagem dizendo que “administrar um blog dava mais trabalho do que ele pensou”.

De fato, dá e, eu percebi que ele ia desistir.

E embora eu não possa e não deva, ofereci a ele o valor equivalente à 5 anuidades do domínio, para que ele o passasse para mim e o cão maldito deixou o blog acabar e todas aquelas pessoas literalmente órfãs.

A Carga Viral Indetectável Pode Faze-lo Instransmissor

O fato, e eu fugi disso, é que a carga viral, na minha primeira contagem, ultrapassava os três milhões de cópias de RNA viral por mililitro de sangue.

Eu sai do Centro de Tratamento tão perdido que quando eu me dei conta eu havia colidido com a lateral de um ônibus.

Simplificando, se o ônibus estivesse dez segundos atrasado, ou eu dez segundo adiantado, e nós não estaríamos aqui, nesta conversa.
e esta seção do Blog passará a tratar de carga viral.

A Carga Viral Baixa Permite Que Seu Sistema Imunológico Se Recupere

Meu blog está uma zorra, a zorra que só tem similar em meu espírito, outra zorra.

Estou tentando organizar e trazer todos os textos que tratam de carga viral para esta seção e eu os manterei aqui. Será difícil, lento e solitário, e tudo que vos peço é paciência!

Carga viral indetectável e não transmissão do HIV – uma folha informativa para pessoas com HIV

Cláudio Souza
Carga viral indetectável e A NÃO transmissão do HIV A quantidade de HIV nos fluidos corporais é chamada de carga viral. O tratamento eficaz contra

Sexo Oral Passa HIV?

Cláudio Souza
Sexo Oral é O Grande Lance. É uma Parte Importante da Relação sexual, mas NÃO É PRELIMINAR Sexo Oral passa HIV? Esta pergunta aparece “far

Ban Ki-moon, disse: Mundo Conseguiu Deter e Reverter a epidemia de AIDS

Cláudio Souza
Mundo Conseguiu Deter e Reverter a epidemia de AIDS Enquanto Isso na república das bananas: retrocesso sobre retrocesso, e como diz Benjor, com o novo

Pacientes soropositivos são bons candidatos para transplante de fígado e rim

Cláudio Souza
Transplante de fígado e rim podem ser justificados para pacientes HIV positivos cuidadosamente selecionados, dizem pesquisadores dos Estados Unidos. Transplante melhorou as chances de sobrevida de pacientes HIV positivos com doença hepática grave. Comparação com HIV-negativos mostraram

A maioria das crianças com HIV Apresenta uma recuperação de seu sistema imunológico depois de iniciar o tratamento

Cláudio Souza
Escritos pelos NIH As células T © Russell Kightley Crianças com infecção pelo HIV perinatal que começam a terapia anti-retroviral (TARV) experimentam uma tipicamente boa recuperação de células T CD4, mas a probabilidade de chegar a 500 células/mm3 ou mais é maior para aqueles com menor supressão

Estigma persiste na época do indetectável não transmissor

Cláudio Souza
A época do indetectável não transmissor e o estigma Em uma era de generalização do tratamento do HIV e da carga viral indetectável, estigma continua a ser uma característica persistente na vida de quase metade das pessoas que vivem com o HIV

Este Site usa Cookies e você pode recusra este uso. Mas pode saber bem o que está sendo registrado em, conssonãncia com nossa política de privacidade