Doenças relacionadas à AIDS

Doenças relacionadas à AIDS

 Dr. Arthur Frazão (Médico)

As doenças “relacionadas à AIDS” são aquelas que atacam os pacientes soropositivos, devido à debilidade do seu sistema imune, indicando que o paciente encontra-se no estágio final da infecção pelo HIV.

Alguns exemplos de doenças relacionadas a AIDS são:

  • Tuberculose;
  • Candidíase persistente;
  • Pneumonia;
  • Toxoplasmose;
  • Sarcoma de Kaposi;
  • Doença por citomegalovírus;
  • Neurotoxoplasmose;
  • Encefalopatia;
  • Criptococose extrapulmonar;
  • Micoses;
  • Doenças cardíacas;
  • Linfoma não-Hodgkin de células B;
  • Doença de Chagas;
  • Emagrecimento de mais de 10% do peso;
  • Diarreia por mais de 1 mês;
  • Febre por mais de 1 mês;
  • Estomatite, aftas;
  • Púrpura.

Muitos pacientes portadores de HIV apresentam problemas neurológicos durante o curso da doença com comprometimento cognitivo e da memória, bem como comprometimento da capacidade de concentração e de realizar tarefas complexas.

A síndrome de perda de peso associada ao HIV é um termo que se refere à perda de 10% ou mais peso corpóreo sem justificação por dieta ou aumento da atividade física. Os problemas metabólicos causados pelo HIV, pelas infecções oportunistas ou por determinadas medicações impedem o corpo de absorver e processar adequadamente o alimento, resultando em perda de peso.

Tratamento das doenças relacionadas a AIDS

O tratamento das doenças relacionadas a AIDS deve ser feito com o uso de remédios receitados pelo médico para o controle da infecção, além da terapia antirretroviral com o uso do coquetel. No entanto é possível que haja interação medicamentosa e para diminuir os sintomas desagradáveis do paciente o médico poderá indicar o uso de outros medicamentos.

Após o controle da doença o médico poderá recomendar que o paciente fique somente com a terapia antirretroviral e faça os testes de CD4 e carga-viral para confirmar a concentração de CD4  e vírus no sangue.
el-guapoNota do Editor de Soropositivo Web Site: EU marquei em vermelho a primeira afirmação do médico que assina este artigo porque fiquei bem irritado com a maneira como ele descreveu as coisas.

Só para falar numa coisa eu me atenho às pneumonias, que eu perdi a conta quando ia pela oitava que eu passava. Tive duas meningites (virais), duas embolias pulmonares e um enfarto; e não me sinto como alguém que está na “fase final da infecção por HIV”.

AIDS pode até matar. Mas atitude conta muito e eu recomendo, para maiores esclarecimentos que você sida este link: Doenças Oportunistas