Anúncios
Últimas noticias

Um Papo com Geraldinho de Sertãozinho – ou o bagaço da laranja

*Nota do autor Geraldinho de Sertãozinho é um nickname que criei para alguém com nome deveras diverso de cidade assaz distante. Se existe um Geraldinho em Sertãozinho, eu não conversei com ele em nenhum momento de minha já tumultuadíssima vida

Nesta coisa de atender pessoas pelo WhatsApp (porque já tinha sido via MSN, Messenger e, para falar a verdade eu acho que só não fiz isso no ICQ e no Yahoo Messenger) o interessante está mais no aprendizado diário sobre a natureza humana do que no alívio (…) que se pode dar porque, a bem da verdade, o alívio só chega quando a pessoa faz o primeiro ou o septuagésimo quinto exame e, aparentemente, se convence que seu crime contra a Natureza, seu Desrespeito à Deus, sua Infidelidade ao Tálamo doméstico finalmente entraram em remissão.

Bem… há casos. Tem um certo rapaz, lá do Nordeste que, sempre segundo ele mesmo, era o exemplo da família. “Todos queriam ser como ele, um sucesso pessoal e profissional”. Mas ele não era um exemplo, e isso nem ele sabe, era no campo afetivo.

“Não tinha namorada”!

A leitora mais sagaz pensará: É Gay!

O Gay que me lê dirá: Ele ainda não se descobriu…

moca da sombrinha preta sompra

A dondoca frufru que passeia à beira mar de sombrinha preta com um poodle preto vaticinará: Ele ainda não me achou.

1f633

Ops

E cada um de vocês, mencionados ou não deverá ter uma tese e eu ousaria apostar em todos, pois é bem possível que todos estjam certos sobre todos, porque este é o caminho pelo qual eu circulo há 37 anos, quando triste fatalidade me usurpou aquela que teria, sim, eu juro, a minha cúmplice, como disse o Juca Chaves

A minha amiga, amante e confidente, a cúmplice de tudo o que eu fizer amais.

Este lugar onde eu circulo. é o Labirinto das Hipóteses… Como seria, se não fosse?

E se nós tivéssemos conseguido, com a guarda de meu São Jorge (Ogunhê Meu Pai), levar a todos eles no bico. Teríamos, mesmo, realizado o que idealizamos, ou o concreto armado de São Paulo nos petrificaria, agora por dentro, porque, pelo lado de fora….

ogum

OH meu Pai, que me levou a tantas vitorias, perdoe a ingratidão deste filho, que trocaria todas as vitórias por apenas uma, impossível mesmo para Tí, Pai Amado, Único e Verdadeiro Pai que tive, pois o outro emprestou um espermatozoide e ponto

Nós também, na época, ela com dezesseis e eu com quinze, eu falei com minha analista, a Maíra, que nós conversáramos sobre isso. Sabe, se vós não fosseis tão Juízes, tão Promotores, tão Jurados, tão Carcereiros (dos outros), eu vou faria uma confissão e começaria explicar o que é mudar a posição das chaves, e seus disjuntores, na busca de uma realização sexual, pessoal e humana, que faria com que, talvez todos, menos aquelas governantas, como tão esmeradamente Marilia Pera deu Vida a uma delas que lhe apagou o nome, que seriam sempre pudicas e que se masturbariam com os cabos das vassouras e se saciariam com a palmatória em mãos indefesas. Para estas, só o Diabo.

Mas nós éramos jovens (Aqui eu me lembro the Tears for Fears: “Advice to the Young at Hearts… Sonn you will be older – a internet está repleta de tradutores automáticos) e acreditáramos que poderíamos, com trocas de olhares, sorrisos e mesmo caras amarradas, nós poderíamos enganar outros, que determinavam A LEI.

Esta nossa tolice custou caro para mim. E caríssimo para ela. Mas voltemos ao grande sucesso.

Estava ele, lá não sei onde, num bar () esta coisa de começar conquista em bar me dá calafrios, eu gostava mesmo é de conquistar na fila do ônibus, na viagem de ônibus e, voltando à mesmice, acabaram por caçar duas caçadoras (ilusão essa a masculina a de que ele sai para caçar!).

Eu tenho a conversa deles, segundo a versão dele em algum lugar em meu celular (Gente! Tranquilos, meu celular só entrega seu conteúdo depois de ouvir minha voz dizer algo e ver meu rosto), mas isso serviria mais para entediar os leitores que começa a se perguntar sobre o porquê destas linhas e eu vou colocar aqui uma curta conversa entre eu e uma pessoa do sertão paulista que tem algo de exemplar. E é o que se segue abaixo

[21:36, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Claudio Boa noite

Imagino que seu tempo seja curto diante de tantas perguntas. Procurei algumas respostas pela internet, mas fiquei ainda mais confuso e pesquisando no seu blog acabei encontrando seu celular.

Me perdoe se vc já respondeu isso, mas gostaria de saber qual a % de pessoas que apresentam a chamada crise aguda que acontece logo após a infecção pelo hiv?

Gostaria de saber também se uma única colocada dentro da vagina seria suficiente para contágio?

Desde já agradeço pela atenção.

[22:02, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: eu tive a infecção aguda

[22:02, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: foi uma meningite

[22:02, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: No mais, nunca vi ng

[22:03, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: A verdade é que é como ficar resfriado e ng dá atenção a isso. Eu vou te dar uma matéria para vc ler antes de continuarmos a conversar

[22:07, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Entendo, então todo mundo tem esse “resfriado”

[22:11, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: Todo mundo acha que tem aids

[22:12, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: Um exemplo clássico é o do cara que para na padaria, pede um cheese maionese e um suco de laranjas

[22:12, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: o Cara que espreme as laranjas nem olha para elas e, assim, aquela que tinha uma parte um tanto quanto estragada, entra para o suco e o suco vai para o estômago e corre, com suas impurezas, para o intestino e é aí onde a rebelião começa.

[22:13, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: No dia seguinte, o cara vai ao banheiro e tem uma diarreia

[22:13, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: O pensamento dele será

[22:15, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: “Meu Deus! Estou com AIDS”? Aí ele vai divagar até aquela pessoa que ele diz que tocou com a língua (isso é um fato real) na vagina da garota de programas (em essência uma mulher) por dois segundos (eu fiquei com uma pena lascada dela, que inda foi sistematicamente perseguida até fazer o exame)

[22:15, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: eu vou pegar um café

[22:15, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: e deixou este link para vc pensar melhor na vida

[22:15, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: https://soropositivo.org/2015/05/30/infeccao-aguda-por-hiv-pode-se-apresentar-de-varias-maneiras-por-vezes-como-uma-doenca-grave-e-quase-fatal/                      

[22:16, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Sensacional a história

[22:16, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Vou ler a matéria

[22:32, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Bem complexa a matéria

[22:33, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: Para vc ver

[22:33, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: agora vou te dar algo realmente complexo.

[22:33, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Manda                        eu.pdf.PDF 96 kB

[22:33, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: 22 anos de minha vida

[22:34, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: eu ainda não encontrei o texto, mas ele trata da pobreza infinita que é esta de tentar avaliar aids por sintomas

[22:34, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: o X da questão é que eu não lembro o título dela e isso ferra tudo

[22:36, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Caramba quantas complicações

[22:36, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Como vc se sente hoje?

[22:40, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Bacanas as fotos

[22:41, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Vc curte Pink Floyd

[22:41, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: Sim

[22:41, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: parece uma pessoa com AIDS há 22 anos?

[22:41, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: Aquela me beijando é minha esposa

[22:41, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: 28 anos com HIV

[22:41, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Parabéns

[22:42, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Vc Me parece saudável

[22:42, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: Eu tinha acabado de dar a boina para ela

[22:42, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: aproveitei para registrar

[22:43, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: o q vc vê nos olhos dela?

[22:43, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Não saberia dizer… (Digo eu, despreparo para a vida. Não saber ler os olhos de uma mulher é estar fadado a transar com duas ou três em toda a vida…

[22:43, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Acho que ela me parece feliz…. (Um pouco tarde o momento do bote (lembrem-se da caça) é único

[22:44, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: É exatamente isso

[22:44, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: Me faça um flash back de suas histórias

[22:44, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: eu dormi à tarde

[22:44, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: esqueci tudo

[22:44, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Não sei se entendi

[22:45, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Flash back de minhas histórias?

[22:46, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: Não! Diabos!!!!!!

[22:46, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: Do seu caso

[22:47, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Ah sim

[22:47, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Resumidamente

[22:48, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Eu me diverti com uma garota e acabei entrando na vagina dela uma vez (Música da jovem guarda: Pobre menina…)

[22:48, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Sem preservativo (Calamidade inominável)

[22:48, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Isso já tem 45 dias

[22:49, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Estou preocupado se posso ter pego algo nesse deslize

[22:52, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: E eu tive uma gripe no dia seguinte

[22:55, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: Vc fez o exame aos 30 dias?

[22:55, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: sim ou não?

[22:58, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Não fiz

[22:59, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: Espere os 60 dias s e resolva isso de uma vez por todas

[22:59, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Entendi

[23:00, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Farei isso

[23:00, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Farei isso

[23:00, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: porque 30 dias elimina 99% das possibilidades.

[23:00, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: Enquanto vc não resolve isso, vamos conversando

[23:01, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: mas eu tenho de te mostrar outra coisa, infelizmente

[23:01, 2/5/2017] +55 11 99708-0203: Posso mandar uma imagem?

[23:01, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Está bem

[23:01, 2/5/2017] Geraldinho de Sertãozinho: Pode mandar….

Houve um grande problema em meu celular, e o que houve depois disso, se perdeu.

Mas conversamos bastante e, na medida em que não posso avaliar estado de espírito por manifestações the caracteres impressos. Se fossem manuscritos… Bem, aí daria e, se me lembro bem conversamos até um pouco além da meia noite e, para não fechar um assunto aberto lá no alto, o Rapaz Exemplar, seu papo modorrento e a moça cujo vocabulário da margem a ilações, levou a “moça” para a cama e no rala e enrola não rolou camisinha por um breve momento. Como ele já tinha feito três exames que resultaram em não reagente, eu Moc céus e terras tentando convencê-lo que “daquela vez”, ele escapou, mas que não fizesse mais isso.

Depois de seis meses estressado por ele, com meu rosto coberto por dermatite seborreica ele me apareceu, eu já irritadíssimo deu um fim naquele drama e ainda me lembro da última mensagem dele, antes de eu bloqueá-lo for ever and ever, a frase sinistra:

EU TENHO AIDS E VOU PROVAR

Tem gente que é assim, vive em janela imunológica eterna.

janela imunológica eterna

Eis ai alguém em janela imunológica eterna. Parece que o Sol nasceu para todos os outros. Mas o pecado… a transgressão… Isso não pode ficar sem punição

Não importa o que se lhes diga, o que se lhes mostrem, o que lhes façam beber para incutir a verdade simplíssima, pela qual eu daria muita coisa.

 

Se você respeita a janela imunológica, entra, faz o exame, espera o tempo passar e a enfermeira vem pata perto de si e te e diz, risonha ou séria:

-“Não reagente”!

Oh God. Know, I do not deserve a third chance

 

Talvez ninguém venha a entender bem tudo isso, nem mesmo ela, já supramencionada, mas este texto é dedicado com grande carinho e grande amizade à minha analista:

 

Maíra Xavier

Em clima de luto por Belchior só me resta dizer: Minha dor é perceber que apesar de tudo, tudo, tudo o que fizemos, ainda somos os mesmos e vivemos, ainda somos os mesmos e vivemos, ainda, somos, os mesmos, e vivemos, como nossos país…

Quod Scripsi Scripsi

Pôncio Pilatos

Anúncios

A PEP é um direito de todos! Saiba onde a achar

A PEP é um direito de Todos

A PEP É um DIREITO DEDOS

Precisa conversar

Whats App Soropositivo.Org

Estamos aqui para ajudar a pensar, não para diagnosticar. Não somos médicos ou profisionais de saúde. Buscamos ajudar com palavras amigas, conforto espiritual e, na medida do possível, terminar com a neurose gerada por bloqueiros de meia pataca ou homofóbicos sem caráter que não pensam duas vezes antes de espalhar terros entre pessoas que, quer eles, os homofóbicos, queiram ou não, são seres humanos. Tenha em mente que o numero do WhatsApp esta conectado a um CPF

[EIKYGMrz]

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico 2013/2014

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico
Sobre Claudio Santos (515 artigos)
Depois de passar quatro décadas tentando estabelecer pelo menos um armistício com meu pai e ver as falhas ocorrerem sistematicamente, tentativa após tentativa, eu desisti do sobrenome “de Souza”. Estava me preparando espiritualmente para isso quando uma amiga locupletou a façanha de descobrir onde está minha mãe... Cláudio Santos. Quem preferir, aluda-se a mim como o Cláudio do Site,ou Cláudio do Soropositivo.Org, ou ainda aquele da promessa não cumprida: Cláudio, o trouxa do livro que acreditou em "palavra emprenhada". Eu mostro meu rosto, embora alguns me censurem, porque, no meu modesto ponto de vista, ser portador de HIV não é crime e, portanto, não há do que me envergonhar. Eu contraí HIV pela via sexual. Eu fui um DJ e, durante cinco anos fui DJ no vagão Plaza e durante uns outros dois fui DJ do Le Masque. Lá, um filho da puta me pediu para fazer minhas férias e puxou meu tapete. Aí fui parar na "Segredos", uma casa gay e, de quebra, morei lá por um tempo. Rua da Amargura, onde R.A. Gomes me colocou. Mas dei a volta por cima e fu trabalhar na SKY. Depois, na Pink Panther, em Santos e, enfim, na XEQUE Mate e, terminei minha carreira, aquele que fora três vezes considerado o Melhor DJ de São Paulo, como um apagado DJ do La Concorde e do Clube de Paris, onde conheci uma das mais belas mulheres com quem convivi e a perdi. Conheci alguém novo, uma mulher, "do dia", que me apresentou esta Entidade, o computador e, por muito tempo vivi de consertá-los. Sei, hoje, que ainda há muita gente que me odeia. Quer saber? Get them the hell and fuck off porque eu não dou a mínima. Simplesmente faço meu trabalho e me reporto a Deus... E pra quem não acredita em resiliência, eis meu histórico médico De acordo com o que preceitua o Código de Ética Médica, nos termos da legislação vigente e de conformidade com o pedido formulado pelo interessado, declaro que o Sr Cláudio Santos de Souza, matrícula no serviço sob registro RG3256664J, está em acompanhamento regular com seguintes diagnósticos/CID-10 até o presente momento: #HIV/Aids diagnóstico em 11/1996 (B24) #Candidíase oral 1996 (B20.4) #lnfecção latente tuberculosa tratada com Isoniazida em 1997 (Z20.1) #Arritmia cardíaca: bloqueio parcial ramo D/bradicardia sinusal por antidepressivos tricíclicos em 2006 (I49.9/R00.1) #Depressão (F32) Dislipidemia (E78.5) Diabetes (E14.) Obesidade (E66.) #PO tardio de gastroplastia redutora (técnica Capella 10/2011) #Embolia Pulmonar (126.) em 2011 + hipertensão pulmonar #HAS (110) controlada após cirurgia bariátrica Catarata (H26.9) #Sífilis (A51.0) gonorréia (A54.0), herpes genital (A60) Litíase vesicular (K80.5) #Trombose venosa profunda/tromboflebite MMII de repetição (182.9): 2008, 2009 e 2010 #lntervenção cirúrgica em 21/01/2013: de herniorrafia incisional abdominal, apendicectomia, colecistectomia #Herpes zoster ramo oftálmico 04/2015 (B02) 2 # Neuropatia periférica em membros superiores e inferiores (G62.9), acarretando fraqueza muscular, parestesias e dor, medicado e em seguimento pela equipe de dor #Angioma cavernoso cerebelar - em seguimento com neurologia Tratamento: TDF+3TC+ATVr, ezetimibe, alopurinol, AAS, atorvastatina, enoxaparina, clomipramina, risperidona, zolpidem, clorpromazina, flunitrazepam, gabapentina, amitriptilina, metadona Últimos exames: CD4=1070 (28%)/CD8=1597 rel=0,67 (08/03/2015) e Carga viral- HIV(PCR)

Seu retorno é importante. Nós atendemos às solicitações de textos, desde que ligados ao tema central de alguma forma. Faça seu comentário, de sua opnião

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: