Drogas Anti-HIV Contra Coronavírus

Home / AIDS / Drogas Anti-HIV Contra Coronavírus
Drogas contra HIV em teste para Coronavírus, Blog Soropositivo. Org
AIDS

Drogas contra HIV em teste para Coronavírus e esta pode ser uma esperança. Mas o melhor é manter-se em isolamento social, a única proteção viável agora!

Pois, convém recordar, não existem tratamentos comprovados até o  presente!

Não porque a pandemia pode destruir a civilização ou mesmo a humanidade, o “Homo Sapiens”. Não mesmo?

Não existem tratamentos comprovados contra o Novo Coronavírus ou COVID-19

Não existem tratamentos comprovados para o novo coronavírus, nem os outros que causaram os primeiros surtos de SARS (síndrome respiratória aguda grave) em 2002 e MERS (síndrome respiratória do Oriente Médio) em 2012.

Ainda existem casos de MERS. Na Arábia Saudita, onde estão amplamente concentrados, já existe um teste com Kaletra, combinado com outro medicamento, o “interferon”, mas, devido ao pequeno número de casos de MERS, levará muito tempo para se chegar a conclusões.

Gilead, uma empresa que fabrica medicamentos contra o HIV, anunciou que vai testar sua droga antirretroviral contra HIV, o Remdesivir.

A droga foi testada durante o surto de Ebola na República Democrática do Congo em 2018, mas as autoridades congolesas anunciaram que não eram suficientemente eficazes contra o vírus.

O novo estudo do Remdesivir será o padrão ouro, investigando quão bem ele funciona em pacientes moderada e gravemente doentes em comparação com outros que receberam um placebo (esta coisa de placebo me deixa confuso (…)! Pessoas estão morrendo e eles dão “nada” a título de controle).

Impossível Prever o Curso da Pandemia

Peter Horby, professor de doenças infecciosas emergentes e saúde global da Universidade de Oxford, disse que era impossível prever se algum dos medicamentos seria eficaz contra o coronavírus.

“Ninguém sabe honestamente. A maioria dos medicamentos que entram em testes provam não ser eficazes. É o resultado mais comum

É preciso ser muito cauteloso”, disse Horby, pioneiro nos testes de drogas no enorme surto de Ebola na África Ocidental.

Se os medicamentos não forem administrados sob condições estritas de teste, ele disse: “acabamos onde estávamos após a pandemia [de “influenza”] de 2009”. Mais de 40 000 pessoas foram tratadas para “influenza” por médicos com medicamentos experimentais, principalmente oseltamivir, mais conhecido como Tamiflu, que é licenciado para gripe sazonal, mas não para uso em uma epidemia. Os dados cruciais sobre sua condição e a diferença que os medicamentos fizeram em comparação com outros ou sem nenhum medicamento não foram coletados.

Drogas contra HIV Contra Coronavírus ou Tamiflu Automedicação é a pior ideiar

“As pessoas deram [Tamiflu] porque pensavam que não havia mal, disse Horby.

 “Você acaba com um grande número de pessoas sendo tratadas sem as evidências do que poderia ter obtido. As avaliações são absolutamente críticas ou você acaba no limbo. Os chineses estão realmente levando isso em conta. ”  Eles podem ter algumas respostas dentro de três ou quatro meses, disse ele.

Mas o medo do coronavírus levou muitas pessoas a buscar seus próprios suprimentos de Kaletra.

Também conhecido como Aluvia, que é a versão sem patente do lopinavir / ritonavir da companhia farmacêutica AbbVie.

É o único aprovado para venda na China — mesmo que não exista evidência, agora, de poder haver bons resultados ao tratar aqueles que adoecem.

Os pacientes com HIV oferecem suas pílulas na rede social chinesa Weibo.

“Sentimos como se estivéssemos organizados para uma missão militar”, disse um deles, Andy Li, que tem o apelido de Irmão Esquilo, porque acumula estoques de suas drogas. Centenas de mensagens surgiram quando eles ofereceram os remédios, deixando-o mal a tempo de dormir ou comer nos primeiros três dias, disse ele.Hãp

Tempo é Vida”

“Há tantas pessoas que necessitam da droga, e eu não quero perder tempo”, disse Li à Reuters. “Tempo é vida.”

Outros viram uma oportunidade de ganhar dinheiro e compraram ações da Índia. Gatsby Fang, um agente chinês de compras transfronteiriças, disse que vendeu cada garrafa por 600 “yuan” (66 libras ) cada, ganhando de 200 a 300 “yuans” em lucro cada. Suas ações foram esgotadas em dois dias.

Alguns clientes encomendaram 600 comprimidos ao mesmo tempo, disse ele.

Até os resultados do estudo chegarem, a maioria dos pacientes receberá atendimento de suporte no hospital, o que significa fluidos e suporte para a respiração, se necessário, e para outros órgãos, se começarem a falhar.

O sistema imunológico da maioria das pessoas saudável combatam o vírus e eles se recuperam.

Ter HIV Não implica sempre em debilidade imunológica. Se você veio lendo até aqui, deveria ler alguns textos a mais. Garanto que terá valido a pena no final!

Enquanto isso, a UNAIDS, o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS, diz que é importante que as pessoas com HIV continuem a tomar seus próprios medicamentos e não corram riscos ao dar ou vender seus comprimidos as outras pessoas.

“A UNAIDS enfatiza a importância das pessoas que aderem ao tratamento para o tratamento do HIV e para oacesso a suprimentos adequados de medicamentos anti-retrovirais para continuar sem interrupção. 

As pessoas que vivem com HIV não devem ser pressionadas a ficar sem ou desistir de seus medicamentos”, afirmou o comunicado.

A imagem da COVID-19 é da autoria de Pete Linforth por Pixabay

Drogas contra HIV em teste para Coronavírus, Blog Soropositivo. Org
A imagem é clicável e abre em outra aba

Publicações Relacionadas

Em busca da cura:  Remissão da infecção por HIV e controle de Pós-tratamento de longo prazo sugere possibilidade de cura funcional

Cláudio Souza

Retrospectiva 2007: encontro em Salvador aponta falta de política pública de prevenção para mulher.

Cláudio Souza

Pelo Dia 8 De Março de 2019 – O Dia Internacional da Mulher

Cláudio Souza

Soropositivo.Org, Wordpress.com e Automattic fazem tudo a nosso alcance no que tange à sua privacidade. Você pode saber mais sobre esta política neste link Eu aceito A Política de Privacidade de Soropositivo.Org Ler Tudo em Política de Privacidade

Política de cookies e privacidades
Whatsapp WhatsApp Us
Olá! Sou o Beto Volpe! Quer Conversar? Diga olá! Mas tenha em mente que eu trabalho aqui entre 9:00 da manhã e 20 horas. Você pode deixar a mensagem, mas eu responderei nestes horários. Talvez eu demore, mnas em *SEMPRE RESPONDO*

Este Site usa Cookies e você pode recusra este uso. Mas pode saber bem o que está sendo registrado em, conssonãncia com nossa política de privacidade