Anúncios

Apesar de raro, é possível criar-se um HIV resistente a antirretrovirais durante a PrEP…

Você esta em Início => Fatos sobre a AIDS => Apesar de raro, é possível criar-se um HIV resistente a antirretrovirais durante a PrEP…
Fatos sobre a AIDS
faça sua doação para Soropositivo.Org

 

 

 

 

A resistência a ARV pode se desenvolver mesmo para drogas usadas no PrEP, incluindo Truvada.

pastiglia blu 3dO HIV pode gerar mutações aos antirretrovirais em uso no PrEP, inclusive ao TRUVADA

Um estudo realizado recentemente provou que o HIV poder gerar cepas resistentes aos medicamentos usados em PrEP.

Mas é pouco provável, e os benefícios da PrEP, ou profilaxia pré-exposição, superam drasticamente os riscos de resistência aos medicamentos conforme escreveram um médico e um cientista em dois editoriais de acompanhamento que não estavam envolvidos na pesquisa.

Ambas as peças foram publicadas no mês passado no Journal of Infectious Diseases (Jornal das Doenças Infecciosas em tradução livre). Pesquisadores liderados por Dara Lehman, da Universidade de Washington analisaram amostras de plasma de indivíduos incluídos no estudo PARTNERS em março na África.

Teste de laboratório

Ficou estabelecida a eficácia da PrEP no estudo PARTNERS usando combinações de emtricitabina (FTC), além de tenofovir disoproxil fumarato (TDF), comercializado como Truvada. O estudo PARTNERS também analisou a utilização de TDF sozinho como PrEP.

O estudo PARTNERS observou 4.747 casais heterossexuais sorodiscordantes para HIV; desses cerca de 2.350 parceiros seronegativos, 122 foram infectadas com o HIV, ao longo de um ano.Gay Couple at Park in New York Destes, 58 receberam um placebo em vez de PrEP. Dos restantes 64, 25 receberam a medicação comercializada com o nome “Truvada” numa prescrição de um comprimido uma vez por dia para prevenir o HIV. Ao outro 39 sujeitos receberam apenas o TDF.

No total, cinco voluntários infectados desenvolveram mutações resistentes aos medicamentos. Após uma análise mais aprofundada, os pesquisadores descobriram que dois dos cinco desenvolveram a mutação, recebendo PrEP, enquanto que três deles já foram infectadas com o HIV no momento em que começou a PrEP.

Female Doctor in OfficeOs médicos sabem que quando o PrEP é ministrado a pessoas que já estavam infectadas por HIV podem desenvolver mutações resistentes à medicação, mas este estudo esclarece que a probabilidade é baixa.

Infecções precoces do HIV são conhecidas como infecções agudas. Embora as pessoas possam apresentar sintomas semelhantes aos da gripe mais ou menos um mês depois de uma infecção por HIV, os sintomas tendem a ser leves e passar dentro de uma semana ou algo assim. Testes rápidos de HIV padrão, como os utilizados no estudo PARTNERS nem sempre puderam detectar infecções agudas.

A equipe de Lehman usou o teste “Abbot RealTime HIV-1 RNA” para detectar HIV nas amostras de plasma arquivados obtidos antes “soroconversão“, outro termo para sdefinir a pessoa com HIV ou soropositivo. Isso permitiu aos pesquisadores determinar melhor quando as infecções ocorreram.

As amostras de plasma eram coletadas apenas de três em três meses embora o teste de anticorpos HIV ocorreu mensalmente. Assim, pequenas alterações nos níveis de medicação encontrados em amostras poderiam ter ocorrido entre esses períodos.

Primeiro as mutações conhecidas em pessoas que tomam PrEP regularmente

A descoberta de duas pessoas que desenvolveram uma cepa resistente a medicamentos de HIV, embora eles fossem HIV-negativos quando começaram a PrEP e aparentemente tomando a medicação conforme prescrito.

A pesquisa ressalta várias coisas sobre PrEP que a comunidade médica já sabe. Dr. Robert Grant, que escreveu o editorial comentando a pesquisa de Lehman, em que disse à Healthline que a PrEP deve ser administrada rigorosamente conforme o orientado pelo médico.

Grant é diretor do Laboratório de Gladstone de Virologia Clínica na Universidade da Califórnia, em San Francisco. Ele foi considerado uma das pessoas mais influentes pela revista Time empreservativo 2012 por ser o pai do “tratamento como prevenção”.  Ele liderou o estudo inovador iPrEx, que demostrou que o tratamento de pessoas soropositivo para HIV reduz drasticamente a transmissão do vírus.

“Eu concordo com a orientação CDC que o mais alto nível de proteção contra a exposição ao HIV retal é alcançado depois de sete doses diárias de PrEP com Truvada e uma proteção de alto nível para a exposição vaginal após 20 dias de uso diário “, disse ele. “Temos, hoje, menos informações sobre quando a PrEP possa ser interrompida.”

Alguns médicos relataram que permitem aos pacientes utilizarem PrEP intermitente antes de participarem de cruzeiros gays ou em certas partes do circuito. Mais informações sobre a segurança dessa prática é esperada para o dia 24 de fevereiro(2016) , quando os resultados do estudo IPERGAY serão liberados em Seattle.

Amor não tem fronteiras ou limitações. Quem pensa diferente disso merece piedade e paciência. Se você acredita que pode ter tido contato de risco para infecção com HIV, não se envergonhe e p[rocure imediatamente um posto médico e não se deixe intimidar por preconceitos ou cras feias. Se for preciso, chame a polícia! Para saber mais, clique na imagem
Amor não tem fronteiras ou limitações. Quem pensa diferente disso merece piedade e paciência. Se você acredita que pode ter tido contato de risco para infecção com HIV, não se envergonhe e procure imediatamente um posto médico e não se deixe intimidar por preconceitos ou caras feias (Dane-se todos eles!). Se for preciso, chame a polícia! Para saber mais, clique na imagem

“PrEP continuada por 28 dias após o final do cruzeiro, ou partida, é definitivamente o suficiente – como é o equivalente ao PEP (profilaxia pós-exposição) e oferece cobertura se o clima de festa continua em terra firme. De dois a sete dias de administração após a última exposição podem ser suficientes se a aderência antes da exposição era excelente “, disse Grant. “O comunicado de imprensa IPERGAY informou que PrEP ‘on demand’ com dois comprimidos antes do sexo e dois comprimidos depois do sexo, desse alguma proteção, mas ainda não sabemos se o nível de proteção foi tão alto como vimos com a dose diária.”

Por sua parte, Grant recomenda a dosagem recomendada pela Food and Drug Administration (FDA), que “fornece o mais alto nível de proteção, com alguma tolerância para doses perdidas ocasionalmente, e que promova formação de hábito diário.

Além disso, quando existem efeitos secundários (que ocorrem em cerca de 10 por cento dos utilizadores PrEP), que ocorrem normalmente nas primeiras semanas. O ideal é que as pessoas estariam muito mais cobertas se começassem a dose antes do cruzeiro “.

Quais são os tópicos importantes deste estudo?

PPE é urgência médica imediata. Não perca tempo e clique nesta imagem se você acredita que pode ter tido contato de risco com pessoas soropositivo para HIV
PPE é urgência médica imediata. Não perca tempo e clique nesta imagem se você acredita que pode ter tido contato de risco com pessoas soropositivo para HIV

Em primeiro lugar, a PrEP precisa ser tomado como indicado pela FDA. Os pacientes precisam informar o seu médico se eles tiveram um lapso na adesão ao PrEP e se expuseram-se ao risco.

“Abrir a comunicação é fundamental”, disse Grant. “Se alguém falhou na adesão à PrEP por mais de sete dias e teve uma exposição sexual recente, ele deve começar a profilaxia pós-exposição (também conhecido como PEP) urgentemente (dentro de horas e antes de resultados de teste estejam disponíveis), utilizando Truvada mais um inibidor da integrase. Em seguida, eles podem fazer a transição de volta à PrEP depois de um mês. “

 Abrir a comunicação é fundamental.

 Dr. Robert Grant, UC San Francisco

Em segundo lugar, os pacientes precisam ser honestos com seus médicos se não se sentirem bem, especialmente antes de iniciar PrEP, para se certificar de que eles não tiveram uma exposição ao HIV recente que os testes tradicionais não conseguem detectar.

Não só os consumidores de PrEP precisam seros honestos, mas os médicos também precisam não se esquecer de perguntar, disse Lehman à Healthline.

Mas por que não são usados testes rápidos de HIV RNA disponíveis para descobrir de imediato, com maior certeza, se alguém é HIV positivo se os testes padrão podem demoras até 90 dias antes serem 100% confiáveis?

“Os testes rápidos de HIV, foram desenvolvidos e estão a trabalhar bem em ambientes clínicos fora dos Estados Unidos”, disse Grant. “O custo pode não ser baixo, e o preço vai depender de forças do mercado.”

Ele disse, ainda, que o processo FDA para a aprovação de testes de diagnóstico do HIV é longo. Encontrar uma maneira de agilizar esse processo, como o FDA já tem feito por medicamentos, é necessário, disse Grant.

Por enquanto, os testes de HIV amplamente disponíveis são bons o suficiente, acrescentou.

 

el guapoTraduzido por Cláudio Souza com suporte tecnológico do Tradutor do Google do original em Though Rare, It Is Possible to Develop Drug-Resistant HIV While on PrEP com revisão de M. *. M.

Healthline’s mission is to make the people of the world healthier through the power of information. We do this by creating quality health information that is authoritative, approachable, and actionable.

Join more than 30 million monthly visitors like you and let Healthline be your guide to better health.

confiance

Assine Nossa Newsletter – Ela É Mensal, Com O Melhor Do Melhor Em Meu Blog






E Você? O Que Acha

Muitas Pessoas, os “sorointerrogativos” olham com desdém para as pessoas com HIV.

Um amigo meu (ex-amigo que levou uma chave…), no passado, ciente de minha condição, referiu-se a outra pessoa, supostamente infectada por HIV da seguinte maneira:

-“Este é outro que está bichado”.

Até hoje eu não entendo os porquês de eu não tê-lo socado até fazer dele um pastel de burro, sei lá.

Como o assuto é sério e esclarecimentos cabem, eu coloco, antes, este vídeo:

Durante Décadas Foi Tabú! Pessoalmente sofri por isso. E Você, teria um relacionamento sorodivergente

Você é portador(a) de HIV? Se sim, conseguiu a aposentadoria ou o auxilio doença como manda a ei ou teve de lutar como um cão?

Precisa Conversar, comece pelos comentários, ou por aqui







Ou Custa A Fã Page do Blog!

 

Anúncios

4 omentários

Os Comentários estão suspensos

Soropositivo.Org, Wordpress.com e Automattic fazm tudo a nosso alcance Eu aceito A Política de Privacidade de Soropositivo.Org Ler Tudo em Política de Privacidade

Política de cookies e privacidade

Este Site usa Cookies e você pode recusra este uso. Mas pode saber bem o que está sendo registrado em, conssonãncia com nossa política de privacidade