Últimas

Um importante auxílio a quem tem dificuldades para manter a adesão à TARV

Group of medical doctors over blue hospital background. Health care
  • Dispositivo semelhante ao implante contraceptivo pode “revolucionar” a Terapia Antirretroviral
  • “Liberador” automático de medicamentos antirretrovirais – que impedem que HIV se replique 
  • O Tratamento atual exige muita atenção e pode complicar a ADESÃO ao tratamento, pois a terapia, geralmente, é prescrita com três drogas diferentes para impedir que o vírus se torne resistente
  • Peritos esperança novo implante poderia assentar-se sob a pele por até  12 meses 
Dispositivo injetor automatico de medicação

sta é uma foto do dispositivo sub-dérmico que tem sido testado e que poderá, num futuro não muito distante, auxiliar os pacientes soropositivos a terem uma adesão 100% e, por outro lado, garantir uma administração da PrEP (Profilaxia Pré Exposição) em níveis que chegam a fazer que eu, um indivíduo literalmente cético, a ter esperaça que a década de 2030 seja, realmente, uma “Década sem AIDS”.

Um novo dispositivo de pequeno tamanho pode “revolucionar” a forma como os portadores do HIV são tratados, os peritos afirmam.

O dispositivo, que é semelhante ao implante contraceptivo projetado para ser colocado sob a pele fornece medicamentos antirretrovirais aos pacientes.

Pesquisa tem mostrado que a estrita observância a prescrição médica destes medicamentos é vital na supressão do HIV. Eles trabalham impedindo o vírus de se replicar no organismo, permitindo que o sistema imunológico possa reparar-se e ajudar a evitar quaisquer danos adicionais.

Eles reduzem a quantidade de HIV no sangue da pessoa, a sua carga viral a um nível muito baixo ou indetectáveis (no Brasil, na rede pública, este limite está estabelecido em 40 cópias do HIV); em alguns laboratórios há exames mais precisos, ms temos de nos habituarmos ao que temos .

Com uma carga viral indetectável , O HIV não é capaz de danificar o sistema imunológico da pessoa  .

Esta forma de tratamento também pode ser utilizada como um meio de impedir a propagação do HIV.

Os planos de tratamento bem-sucedidos contra o HIV são capazes, segundo o estudo IPPERGAY ainda em fase de análises, de evitar a transmissão do vírus a um parceiro sexual e, da mesma forma, evitar que a mãe transmita o HIV para o filho durante a gestação ou parto, a chamada transmissão vertical.

Entretanto, os pacientes podem apresentar dificuldades para aderir à suas prescrições, normalmente fazendo malabarismos com um número complexo de diferentes medicamentos, com diversas posologias a serem obedecidas para o bom andamento do tratamento.

A terapia combinada, ou coquetel, como é conhecido pela população brasileira, normalmente envolve um paciente tomando três antirretrovirais, pois o HIV pode se adaptar às drogas num processo de “monotrapia”  com um só medicamento.(Nota do tradutor: A terapia combinada usa drogas de diferentes classe, e cada uma destas classes interfere em um dos diversos estágios do ciclo de vida do HIV, tornam _virtualmente impossível que o vírus se replique. É da resultante desta replicação que surgiriam as mutações que eventualmente resistente e é graça a isso que eu, e muitos outros, temos sobrevivido há mais de uma década à infecção por HIV; isso tem exigido de nós uma disciplina draconiana no que tange à tomada dos medicamentos).

Mas os cientistas no Oak Crest Institute of Science na Califórnia creem que a sua nova invenção pode oferecer um meio mais eficaz de tratamento de pacientes.

O dispositivo funciona por meio do fornecimento de uma quantidade controlada de drogas antirretrovirais durante um longo período de tempo.

Primeiros testes  em animais não tenham revelado efeitos colaterais ao longo de um período de 40 dias .

Autor do estudo e fundador do Oak Crest, o Dr. Marc Baum, disse:

“Para o nosso conhecimento, este é o primeiro implante a ser utilizado para essa finalidade. ”

“Este novo dispositivo irá revolucionar a forma como devemos tratar ou impedir que o vírus HIV e a Aids, pois fornece um poderoso esquema de TARV (Terapia Antirretroviral) não sujeito a erros, que elimina um dos principais obstáculos para a prevenção da evolução da Infecção por HIV para AIDS, mantendo em níveis corretos a dosagem adequada a cada um dos complexos esquemas de TARV.”

Ele disse que médicos e cientistas reconhecem que uma das principais desvantagens dos tratamentos atuais é o problema dos pacientes em manterem-se dentro de esquemas muito complexos de terapia, que podem falhar inclusive por conta de “Pressão Social. (Nota do tradutor, clique no link adiante e veja com atenção o que pode ser um sério problema de adesão à medicação quando a mesma precisa de uma dose no meio do dia, em pleno expediente: O direito dos aidéticos (Título original da matéria que abre em outro site em outra aba de seu navegador)

“É lamentável, mas os pacientes não seguem sempre as instruções de dosagem prescrita,” disse ele.

“Nos ensaios clínicos a administração irregular dos medicamentos levou a eficácia a resultados altamente variáveis.

“Isso é o que atingiu o nosso interesse no possível uso de  um implante subcutâneo para a prevenção do HIV .”

O implante , um pequeno tubo flexível , mede cerca de 40 mm de comprimento e é projetado para ser inserida sob a pele por um profissional de saúde.

Dr. Baum acrescentou: “Nosso implante subdérmico é utilizada da mesma maneira que um implante contraceptivo.

“É facilmente inserido e removido e prevê liberação sustentada da potente pró-droga tenofovir alafenamide.

“Isso é cerca de 10 vezes mais potente contra o HIV que o tenofovir disoproxil fumarato – outra pró-droga que tem se mostrada muito eficaz para evitar a infecção do HIV como DST, quando usada como um “agente PrEP” .

“Estamos muito satisfeitos  com os resultados de nossos estudos preliminares e estamos trabalhando diligentemente para desenvolver um implante subdérmico de prevenção ao HIV que permanecerá em vigor por um total de 12 meses.”

Os achados da equipe do Dr. Baum foram publicados no jornal agentes antimicrobianos e quimioterapia.

Ao comentar sobre o processo revolucionário, o Dr. rosmaninho Gillespie, CEO da Terrence Higgins Trust”, disse: “administrar medicação antirretroviral através de um implante representa potencialmente uma nova e excitante maneira de fornecer tratamento para as pessoas que vivem com HIV”.

“Atualmente, medicação anti-retroviral tem que ser tomada diariamente e por via oral.

“Sabemos que há muitas situações que podem levar um paciente à ma-adesão com relação à posologia médica, de modo que um implante poderia superar este desafio. “.

E acrescentou: “Mas o mais importante a notar aqui é que a eficácia em humanos continua a ser testada com este implante”.

Bota do Editor de Soropositivo Web Site: Enquanto isso não chega é preciso encontrar paliativos e se você tem um Smartphone, ou mesmo um celular capaz de utilizar o Android numa versão 2.2 ou superior e o mesmo se aplica para usuários do IOS se for um usuário de Iphone, você pode clicar no endereço web que colocarei a seguir. Ele leva à pagina que pode levar, se você decidir que sim, à instalação de um “app” que faz as vezes de uma Enfermeira/Secretária, onde você pode inserir toda a sua agenda médica, desde os medicamentos, com a possibilidade de descrever a forma de tomar, como pílulas, comprimidos, gotas ou colheradas, por exemplo, até ao seu agendamento! Você pode registrar qual médico lhe prescreveu a medicação, atribuir a eles, e a você também, um avatar, endereço de e-mail e telefone (se você conseguir o milagre de receber estas informações). Enfim o nome do aplicativo é MEDSAFE e seria ideal que você estivesse logado a sua conta Google, para gozar imediatamente, dos benefícios que este aplicativo possa vi a a lhe oferecer.

 Aqui o link para o site do aplicativo que bos ajuda a mantermos nossa bem controlada terapia,  controlada bastando, para isso, com o auxilio desde implante e da observância deste tratamento.

É importante que cada um se conscientize sobre o importante papel que pode representar no tratamento de HIV de outra pessoa

Anúncios
Sobre Claudio Souza do Soropositivo.Org (508 artigos)
😍😍😍😜💫☮Sim, este da foto sou eu ! Minha sobrinha pediu que eu pusesse esta foto m meu perfil !.... Eu tinha aqui uma descrição a meu respeito que, uma pessoa classificou como “irreverente”. Esta é, realmente, uma forma eufêmica de classificar o que estava aqui. Tudo o que sei é que uma “ONG”, que ocupa um prédio de 10 andares estabeleceu uma parceria comigo, e eu tenho os logs do tempo de parceria, que foi mais um vampirismo pois, para cada 150 pessoas que saiam do meu site, clicando no deles, havia, em média, um que entrava. QUANDO ENTRAVA E SE ENTRAVA
Whatsapp WhatsApp Us
%d blogueiros gostam disto: