HIV e Expectativa de vida

0

HIV e Expectativa de vida e contagem de cd4; pessoas com HIV , ou sem ele frequentemente me procuram com esta dúvida, a maior parte com muitas dúvidas e muito medo. É verdade, o tratamento evoluiu e, se eu encarei uma época em que às vezes era questionável se o tratamento “compensava”, por conta dos efeitos adversos da medicação, já não é bem assim.

A expectativa de vida das pessoas com HIV mudou, aumentou e a qualidade de vida pode ser boa, mas depende de alguns fatores, como diagnóstico rápido, acesso e adesão ao tratamento, compromisso com a própria saúde e outros fatores.

Este texto trata disso, dá

…Expectativa de vida das pessoas com HIV

Com o tratamento e os cuidados certos, as pessoas com HIV podem viver uma vida normal.

Pessoas que têm uma boa resposta ao tratamento do HIV têm excelentes perspectivas a longo prazo.

Você pode aumentar sua expectativa de vida não fumando e tendo um estilo de vida saudável.

Pessoas soropositivas têm uma vida cada vez mais longa. Muitas pessoas que vivem com HIV podem esperar viver tanto quanto seus pares que não portam HIV. Estudos mostram que uma pessoa que vive com HIV tem expectativa de vida semelhante à de uma pessoa HIV negativa — desde que seja diagnosticada em tempo hábil, tenha bom acesso a cuidados médicos e seja capaz de boa adesão ao tratamento anti-HIV.

 

Vários fatores podem afetar a expectativa de vida das pessoas que vivem com HIV. Existem diferenças nos resultados entre diferentes pessoas, dependendo desses e de outros fatores.

 

Acesso a tratamento eficaz para HIV e cuidados médicos de alta qualidade.

 

Começar o tratamento para o HIV o mais rápido possível após a infecção pelo HIV, antes que a contagem de células CD4 caia para um nível baixo. Quanto mais cedo você for diagnosticado e começar o tratamento para o HIV, melhores serão as perspectivas a longo prazo.

 

Histórico de doenças graves relacionadas ao HIV no passado. 

 

Isso pode ter ocorrido antes de o HIV ser diagnosticado e / ou antes do início do tratamento para o HIV. 

 

Tais doenças têm um impacto negativo na expectativa de vida da pessoa com HIV. 

 

Resultados Do Tratamento Um Ano Após O Início Do Tratamento Para O HIV.

 

Célula CD4 e Molécula CD4 e contagem de cd4
Esta é uma célula branca, da série dos leucócitos. Não é a representação de uma célula CD4. O que eu quero estabelecer, com esta imagem é o fato puro e simples que NINGUÉM pode ousar diagnosticar AIDS com base na contagem da série de *****LEUCÓCITOS**** CATSO

Estudos mostram que a expectativa de vida de pessoas com HIV é melhor para pessoas que respondem bem um ano após o início do tratamento do que para pessoas que não o fazem. Especificamente, as pessoas cuja contagem de CD4 atinge pelo menos 350 e têm uma carga viral indetectável em um ano de tratamento; isso dá melhores perspectivas a longo prazo.

Ano do diagnóstico — os tratamentos e cuidados médicos para HIV melhoraram ao longo dos anos. Espera-se que as pessoas diagnosticadas nos últimos anos tenham uma expectativa de vida mais longa do que as que foram diagnosticadas há mais tempo.

 

Outras Condições De Saúde.

 

Como doenças cardíacas, doenças hepáticas e câncer podem ser causas de morte mais comuns que o resultado direto ou indireto da ação do HIV.

Uso de drogas injetáveis — a expectativa de vida é menor para pessoas com HIV que injetam drogas, devido a overdoses de drogas e infecções bacterianas que podem ocorrer no compartilhamento de paramentos para consumo de drogas injetáveis. 

Procure conhecer os programas de redução de danos entre UDI (Usuários de Drogas Injetáveis) de sua cidade. Também é importante considerar coisas que afetam a expectativa de vida de todos, sejam eles portadores do HIV ou não.

 

Circunstâncias sociais e econômicas – existem diferenças importantes na expectativa de vida de acordo com onde você cresceu, sua renda, educação, classe social e assim por diante.

  1. Gênero  — as mulheres geralmente vivem mais que os homens.
  2. Estilo de vida – a expectativa de vida é maior para pessoas que têm uma alimentação balanceada, são fisicamente ativas, mantêm um peso saudável, evitam o uso excessivo de álcool ou drogas e mantêm contato social. Evitar fumar é particularmente importante para a expectativa de vida.
  3. Como é calculada a expectativa de vida?
  4. A expectativa de vida é o número médio de anos que uma pessoa pode esperar viver.
  5. Mais precisamente, é o número médio de anos que se espera que um indivíduo de uma determinada idade viva se as taxas de mortalidade atuais continuarem a ser aplicadas. É uma estimativa calculada a partir da situação atual de um grupo de pessoas e projetando-a no futuro.

 

Expectativa de Vida Com HIV e O Futuro

 

No entanto, o HIV é uma doença relativamente nova e o tratamento do HIV é uma área da medicina que muda rapidamente. Portanto, é difícil saber se nossa experiência atual será um guia preciso para o futuro.

 “Uma pessoa que vive com HIV tem uma expectativa de vida semelhante a uma pessoa HIV-negativa — desde que seja diagnosticada em tempo hábil, tenha bom acesso a cuidados médicos e consiga aderir ao tratamento para o HIV”. 

No momento, há um grande número de pessoas vivendo com HIV na faixa dos vinte, trinta, quarenta, cinquenta e sessenta anos. As taxas de mortalidade atuais são muito baixas, resultando em números encorajadores para a expectativa de vida futura. Mas temos muito pouca experiência com pessoas vivendo com HIV na casa dos setenta ou oitenta, portanto, sabemos menos sobre o impacto que o HIV pode ter mais tarde na vida. 

Além disso, os cuidados com a saúde para pessoas com HIV provavelmente melhorarão no futuro. Pessoas vivendo com HIV se beneficiarão de medicamentos anti-HIV melhores que têm menos efeitos colaterais, são mais fáceis de tomar e são mais eficazes na supressão do HIV. 

Esperança é Tudo

A compreensão dos médicos sobre a melhor forma de prevenir e tratar doenças cardíacas, diabetes, câncer e outras condições em pessoas com HIV está melhorando. Isso pode significar que as pessoas vivam mais do que as estimativas atuais sugerem.

 Ao ler sobre expectativa de vida, é importante lembrar que nem sempre o pesquisador tem acesso a todas as informações relevantes. Por exemplo, eles geralmente não sabem o quão fisicamente ativas eram as pessoas, se fumam ou se usavam drogas recreativas.

Embora esses fatores tenham grande influência na saúde, os dados não estão disponíveis para produzir estimativas precisas de expectativa de vida de acordo com cada um. 

 Portanto, existem estimativas de acordo com a idade das pessoas no momento do diagnóstico do HIV e a contagem de CD4, mas não temos estimativas que considerem o estilo de vida e os fatores sociais também.

 É importante lembrar que os números da expectativa de vida são médias. A combinação única de circunstâncias na vida de cada pessoa — incluindo saúde, estilo de vida e condições sociais — influenciará o número real de anos que uma pessoa vive. Pode ser mais ou menos que a média.

 

Qual é a expectativa de vida das pessoas que vivem com HIV no Reino Unido?

 

Um estudo publicado em 2014 analisou os resultados de mais de 20.000 adultos que iniciaram o tratamento para HIV no Reino Unido, entre 2000 e 2010. A análise não incluiu pessoas que injetam drogas, que tendem a ter resultados piores do que outras pessoas, mas incluídas de outra forma uma ampla gama de adultos vivendo com HIV.

A principal descoberta foi que as pessoas que tiveram uma boa resposta inicial ao tratamento do HIV tinham uma expectativa de vida melhor do que as pessoas na população em geral.

Especificamente, um homem de 35 anos com contagem de células CD4 acima de 350 e carga viral indetectável (abaixo de 400 cópias / ml) um ano após o início do tratamento para HIV poderia esperar viver até a idade de 81 anos. 

Um homem de 50 anos com os mesmos resultados após um ano de tratamento estava previsto para viver até a idade de 83 anos. Na população geral nesta época, esperava-se que os homens nessas faixas etárias vivessem até os 77, 78 anos.

 Uma mulher de 35 anos e uma mulher de 50 anos com os mesmos resultados poderiam esperar viver até 83 e 85 anos. Isso se compara a 82 e 83 anos na população em geral.

 Para as pessoas com contagem de CD4 entre 200 e 350 e carga viral indetectável um ano após o início do tratamento, a expectativa de vida era semelhante à das pessoas na população em geral. Entre os homens, uma pessoa de 35 e 50 anos pode esperar viver até 78 e 81 anos, respectivamente. Entre as mulheres, previa-se que uma pessoa de 35 e 50 anos vivesse até 81 e 83 anos, respectivamente.

 Para as pessoas cuja resposta inicial ao tratamento não foi tão boa, a expectativa de vida foi um pouco menor. Os resultados foram amplamente semelhantes em cada um dos seguintes cenários: uma contagem de CD4 abaixo de 200 e uma carga viral indetectável, uma contagem de CD4 entre 200 e 350 e uma detectável carga viral e uma contagem de CD4 acima de 350 e uma detectável carga viral.

 

Sexo Masculino Ou Femino E A Expectativa de Vida

 

Um homem de 35 anos com qualquer um desses resultados poderia esperar viver até 70-72 anos. Previa-se que um homem de 50 anos viveria 75-77 anos. Mulheres da mesma idade podem esperar viver cerca de dois anos a mais do que os homens.

 Algumas pessoas no estudo tiveram uma resposta inicial insatisfatória ao tratamento — um ano depois, sua contagem de CD4 estava abaixo de 200 e sua carga viral foi detectável. 

Nesse caso, esperava-se que um homem de 35 anos vivesse até 61 anos e um homem de 50 anos até 69 anos. Esperava-se que as mulheres da mesma idade vivessem até 64 e 71 anos, respectivamente.

 

Hoje em dia, no Reino Unido, muito poucas pessoas morrem como resultado direto do HIV. Quando ocorrem mortes, geralmente acontecem no primeiro ano após o diagnóstico e envolvem pessoas diagnosticadas com HIV tardiamente, quando já estavam muito doentes por causa do HIV.

 

Em muitos desses casos, a pessoa não compareceu a uma clínica de HIV ou não fez tratamento para HIV, ou apenas o fez de forma irregular.

 

Resumindo

 

Com o tratamento e os cuidados corretos, a maioria das pessoas que vivem com HIV no Reino Unido terá uma expectativa de vida mais ou menos normal. Poucas pessoas no Reino Unido adoecem ou morrem como resultado direto do HIV.

Na verdade, as causas mais importantes de doença e morte em pessoas que vivem com HIV são agora bastante semelhantes às da população em geral. Eles incluem doenças cardíacas, doenças renais, hepáticas, diabetes, depressão e câncer.

Uma ampla gama de fatores afeta o risco de desenvolver essas condições. Algumas delas são coisas que você não pode mudar, como sua idade, histórico familiar de certas doenças ou ter HIV.

Outros fatores de risco estão ao seu alcance. Você pode aumentar sua expectativa de vida não fumando, sendo fisicamente ativo, tendo uma alimentação balanceada, mantendo um peso saudável, evitando o uso excessivo de álcool ou drogas e mantendo-se socialmente conectado.

 Traduzido por Cláudio Souza em 26 de 2020 do original em Life expectancy for people living with HIV, escrito por Rosalie Hayes  em novembro de  2021

Agradecimentos

Agradecimentos à Dra. Julie Fox, Dra. Valerie Delpech, Professora Margaret May e Professora Caroline Sabin pelos conselhos.

 

 

Tem algo a dizer? Diga!!! Este blog, e o mundo, é muito melhor com amigos!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.