Há Vida Com HIV

Meu Amigo Tem HIV – Como Posso ajudar?

Meu Amigo tem HIV! Como Posso Ajudar? Existe algum risco? É seguro para mim tocar, beijar, abraças ou mesmo fazer amor com uma pessoa vivendo com HIV com HIV?

Meu Amigo tem HIV!Há muitas coisas que você pode fazer para ajudar um amigo ou ente querido que foi recentemente diagnosticado com HIV:

  • Converse. Esteja disponível para ter conversas abertas e honestas sobre o vírus da AIDS e compreenda esta expressão. este vírus pode causar a AIDS, mas não será sempre uma fatalidade contrair o vírus e desenvolver AIDS. Siga a liderança da pessoa que é diagnosticada com HIV. Eles nem sempre querem falar sobre isso ou podem não estar prontos. Eles podem querer se conectar com você da mesma maneira que antes de serem diagnosticados.
  • Faça coisas que você fez juntos antes do diagnóstico; fale sobre as coisas sobre as quais você falou antes do diagnóstico.
  • Mostre a eles que você os vê como a mesma pessoa e que eles são mais que um diagnóstico!
  • Todos nós somos pessoas, com características pessoais, com detalhes a mais, aspectos a menos, de configurações emocionais sombrias, detalhes insuspeitos e insuspeitáveis… Pense em si e em todos os segredos de sua juventude. Aqueles bem escabrosos!!! Aqueles que, daqui a mais dez anos serão bobos e sem sentido, saquelares que ninguém mais vai querer saber.

Assim, você tem, neste texto, algumas dicas sobre este tema tão humano que é, me repito, este aqui:

Meu Amigo Tem HIV – Como Posso ajudar?

Talvez você tenha de ajuda-lo a discernir sobre uma certa realidade, esta: A quem, porque e como dizer a outra pessoa que este amigo tem HIV.

Sabe, diante da estonteante realidade da frae meu amigo tem HIV” você precisa fazêlo/la ver o seguinte: Por qual deles ainda te importas? Por qual deles você ainda mataria ou também se mataria ainda hoje? Nenhum de nós é a soma ou subtração de diagnósticos laboratoriais, médico ou clínicos! 

  • Ouça. Ser diagnosticado com HIV é uma notícia que muda a vida de qualquer pessoa. Mas é como a Sílvia diz: O caráter da pessoa não muda, ela continua a ser a mesma!
  • Por mais que pressintamos, a confirmação é um cataclismo de proporções astronômicas! Ouça a sua amada e ofereça seu apoio. Tranquilize-os de que o HIV é uma condição de saúde administrável. Existem medicamentos que podem tratar a infecção por HIV e ajudá-los a permanecer saudáveis.
  • Aprender. Eduque-se sobre o HIV: o que é, como é transmitido, como é tratado e como as pessoas podem se manter saudáveis ​​enquanto vivem com o HIV. Aprenda sobre o que é CD4 e carga viral.
  • Ter uma sólida compreensão do HIV é um grande passo em frente no apoio ao seu ente querido, esta pessoa vivendo com HIV. Este site é um bom lugar para começar a se familiarizar com o HIV. Tenha esses recursos disponíveis para o seu amigo recém-diagnosticado, se ele quiser. O conhecimento é fortalecedor, mas lembre-se de que seu amigo pode não querer as informações imediatamente.
  • Incentive o tratamento. Algumas pessoas que foram diagnosticadas recentemente podem achar difícil dar o primeiro passo para o tratamento do HIV. Seu apoio e assistência podem ser úteis. Ao se vincular aos cuidados médicos com o HIV precocemente, iniciar o tratamento com medicamentos para o HIV (chamado terapia anti-retroviral ou TARV), aderir aos medicamentos e permanecer no cuidado, as pessoas com HIV podem manter o vírus sob controle e impedir que a infecção pelo HIV progrida para a AIDS. 

O Tratamento. Este Amigo que Tem HIV Precisa Mesmo do Tratamento?

Aprenda! O tratamento contra o vírus da imunodeficiência adquirida é recomendado para todas as pessoas com HIV e deve ser iniciado o mais rápido possível após o diagnóstico. Incentive seu amigo, ou familiar, a procurar um médico e iniciar o tratamento para HIV o mais rápido possível. Se eles não têm um médico especializado em HIV, você pode ajudá-los a encontrar um. 

Apoie a adesão à medicação. É importante que as pessoas que vivem com o vírus causador da AIDS tomem seus medicamentos antirretrovirais conforme as prescrições todos os dias, em todos os momentos, exatamente como o médico determinou. Pergunte a esta pessoa se há algo que você pode fazer para apoiá-lo no estabelecimento de uma rotina de tratamento e como cumpri-la. Pergunte também que outras necessidades e como você pode ajudar a manter estas rotinas. Saiba mais sobre a adesão ao tratamento.

  • Obtenha suporte. Cuide-se e obtenha apoio, se precisar. Recorra a outras pessoas para quaisquer perguntas, preocupações ou ansiedades que possa ter, para que a pessoa diagnosticada possa se concentrar em cuidar de sua própria saúde.
  • Você pode o Beto Volpe, +55 13 99723-9499 uma grande referência em ativismo, resiliência, amor à vida, amor ao próximo e coragem. Ou a mim, Cláudio Souza, em +55 11 940 675 078.
  • Se você é o parceiro sexual de alguém que foi diagnosticado com HIV você também deve fazer o teste para conhecer seu próprio status de HIV. Se você for negativo, converse com seu médico sobre PrEP (profilaxia pré-exposição), tomando remédio para o HIV diariamente para prevenir a infecção pelo vírus da imunodeficiência. A PrEP é recomendada para pessoas com alto risco de infecção pelo HIV, incluindo aquelas que mantêm um relacionamento de longo prazo com um parceiro que tem HIV. Se você for positivo, conecte-se ao tratamento e trate o HIV o mais rápido possível.

E se uma pessoa que você ama te disser que ele tem HIV?

Você pode conhecer alguém que tem o vírus. Se o seu amigo, membro da família ou colega de trabalho é HIV positivo há algum tempo e acaba de lhe dizer, aqui está como você pode apoiar:

  • Reconheça. Se alguém lhe revelou seu status de HIV, agradeça por confiar em suas informações particulares de saúde.
  • Peça. Se apropriado, pergunte se há algo que você possa fazer para ajudá-los. Uma das razões pelas quais eles optaram por revelar seu status a você é que eles precisam de um aliado ou advogado, ou podem precisar de ajuda com um problema ou desafio específico. Algumas pessoas são públicas com essa informação; outras pessoas mantêm isso em particular. Pergunte se outras pessoas conhecem essas informações e quão privadas elas são sobre seu status de HIV.
  • Tranquilizar. Informe a pessoa, por meio de suas palavras ou ações, que o status de HIV não altera seu relacionamento e que você manterá essas informações em sigilo, se assim o desejarem.
  • Aprender. Eduque-se sobre o HIV. Hoje, muitas pessoas vivendo com HIV estão em TARV e têm o vírus sob controle. Outros estão em diferentes estágios de tratamento e atendimento. Não faça suposições e procure orientação de seu amigo.
Quanta gente, meu leitor, minha querida leitora, me faltou nesta hora, no frigir dos ovos…

E veja, depois de tudo isso você pode, por favor, indicar este texto, bem específico para quem acabou de ser diagnosticado como pessoa vivendo com HIV e faça o entender que não.

Não é normal ter HIV. Não é normal ter doença nenhuma. Isso se chama estar doente. Mas estar doente é uma coisa, desacreditar de suas possibilidades diante da vida, bem, isso é bem outra coisa, pela qual eu, Cláudio Souza, já passei uma vez, em um tempo em que não havia um só comprimido, um só comprimidinho, como disse um babaca. Mas a vida, leitora, leitor, amigo ou desafeto que vem aqui se incomodar, rsrs, a vida prossegue! Contigo ou ou não, ela prossegue e cedo ou tarde ela te arrasta também.

O melhor é levantar, sacudir a poeira…

https://soropositivo.org/2019/06/13/diagnostico-recente-de-hiv-informacoes-para-voce-aqui/

Mas eu acabei entendo: Há vida com HIV! E vida em plenitude. Pode, eu sei, é verdade, ser uma vida um pouco mais complicada. Mas é vida! Há vida.

Origem do conteúdo: HIV.gov   

Data da última atualização: 15 de maio de 2017


Receba atualizações direto em seu dispositivo gratuitamente

Tem algo a dizer? Diga!!! Este blog, e o mundo, é muito melhor com amigos!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More

Privacy & Cookies Policy