Anúncios
News Ticker

O HIV e inflamação

Pessoal, manter o site nos traz custos, custos estes que estão difíceis para arcarmos sozinhos. Nós queremos continuar trazendo informações e ajudando as pessoas que chegam até aqui, mas para isso também precisamos de ajuda. Qualquer valor é bem vindo e nos ajudará a manter o site de pé, caso contrário não conseguiremos mais ter esse canal de informação e ajuda mútua. Segue a conta para depósito: Banco do Brasil, agência 1521-0, conta corrente 19957-5, em nome de Claudio Souza
O tecido intestinal, desdobrado, ocuparia uma área equivalente a de um campo de futebol!

O que é a inflamação?

A inflamação é o início de uma resposta à infecção ou lesão. É uma “resposta imune não específica”. Elas não variam dependendo do tipo de lesão ou infecção.

 A maioria das  ferramentas de reparo do corpo circulam no sangue. Estas incluem anticorpos, Células T e outros glóbulos brancos, fatores de coagulação, produtos químicos que podem matar os germes e nutrientes para alimentar as células lesadas.

 Produtos químicos que passam por um processo de liberação das células lesadas que comunicam com o  sistema imunológico. Eles atraem as células de cicatrização e produtos químicos. Ajuda a estes fatores de cicatrização e inflamação deixem a corrente sanguínea e trabalhar no tecido danificado. Ampliam Vasos sanguíneos, aumentando o fluxo de sangue para a área danificada. A inflamação provoca alterações nas estruturas de vasos sanguíneos, tornando mais fácil para o plasma passar para os tecidos adjacentes. Isso faz com que apareça um “inchaço”. A inflamação também provoca vermelhidão, calor e dor. Além disso, reduz a função tecidual.

Coagulação (a formação de coágulos de sangue) é parte da inflamação. Isto pode ocorrer na pele (por exemplo, parando o sangramento a partir de uma corte) ou no interior do corpo (por exemplo, a construção de uma barreira ao redor germes ou proteger uma área danificada no forro de um vaso sanguíneo.)

A coagulação tem de permanecer em equilíbrio com a quebra e remoção de coágulos. Este processo é chamado de fibrinólise. A fibrina é a proteína que forma coágulos. O sufixo “lise” significa redução ou destruição. Nota do editor: porque a palavra é de pouco uso e eu mesmo a desconhecia, para entender melhor o que traduzo, fui à minha maravilhosa fonte de informação, que é a Wikipedia:

“Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

fibrinólise é o processo através do qual um coágulo de fibrina (produto da coagulação do sangue) é destruído. A fibrina é degradada pela plasmina levando à produção de fragmentos circulantes que são depois destruídas por outras proteínases ou pelos rins efígado.

É processo que está relacionado a ativação da coagulação. Constitui a quebra da fibrina em fragmentos solúveis para recanalização do vaso, tem importância na reconstituição do vaso lesado. Existe uma proteína inativa de origem hepática (plasminogênio) que quando ativado em plasmina é capaz de quebrar a fibrina em produtos da sua degradação (PDF). Os ativadores do plasminogênio constituem fator XII ativo, uroquinases e fator tecidual do plasminogênio (TPA) presente no endotélio vascular. A plasmina é uma enzima proteolítica que quebra a fibrina e o fibrinogênio.”

Observação do editor: Acabo de descobrir o que me salvou em duas embolias pulmonares 🙂  🙂

Inflamação aguda e crônica

 A inflamação aguda ocorre normalmente em resposta a lesões físicas como um corte ou uma entorse, ou a uma infecção localizada. A inflamação aguda termina quando produtos químicos específicos circulam para “desligar ” a inflamação.

No entanto, a inflamação também pode ser crônica. A inflamação crônica provoca dano teciduais e cicatrizações. Os vasos sanguíneos permanecem permeáveis. Glóbulos brancos continuam a deixar o sangue e se acumulam no tecido. Células imunes podem “sofrer desgastes ” e parar de funcionar corretamente. A inflamação crônica eventualmente destrói o tecido circundante e cria tecido cicatricial. Ele também pode contribuir para alergias, asma ou “doenças autoimunes” doenças como artrite e esclerose múltipla. Em doenças autoimunes, o corpo por vezes faz anticorpos que atacam as células saudáveis.

A inflamação em curso está associado a muitas doenças crônicas. Estas incluem  insuficiência cardíaca, problemas renais, síndrome metabólica, diabete, demência, e fragilidade.

HIV causa inflamação

O HIV é uma  infecção crônica. Mesmo os pacientes com carga viral indetectável criam novos vírus. Isso pode contribuir para a continuação da inflamação. Medicamentos antirretrovirais reduzem a condições inflamatórias, mas não as reduzem para níveis normais.

Ao longo do tempo, o HIV (se não tratado) enfraquece o sistema imune. Infecções antigas podem voltar (sabe aquela caxumba?). Quase todos os pacientes infectados com o HIV também estão infectados com o citomegalovírus (CMV, consulte  Folha de facto 504) latente. Entretanto, com a queda da contagem de CD4, o CMV pode tornar-se ativo em pessoas com HIV, causando inflamações adicionais.

Outras infecções ou doenças (comorbidades) são importantes na compreensão da saúde das pessoas com HIV. Infecções como Hepatite ou herpes  (consulte  Folha de facto 507) são também comuns.

gut

Síndrome do Intestino Permeável

A boca e o trato digestivo, como pele, mantém o corpo de livre de ameaças. O “ponto iniciall” do trato digestivo é a boca. Má saúde dental pode levar a infecção e inflamação geral (consulte  Folha de facto 653.) (leia, também a importância da saúde bucal)

O tecido linfóide associado ao intestino contém normalmente cerca de 70% de células imunes do corpo. Os intestinos têm uma superfície aproximadamente igual ao tamanho de um campo de futebol! O sistema imune no intestino é chamado tecido linfóide associado ao intestino ou GALT (Acrônimo em inglês intraduzível). Ele protege o corpo de microrganismos nos alimentos. Danos são causados muito cedo pelo HIV ao tecido linfoide associado ao intestino na infecção.

A inflamação no intestino torna mais fácil para os germes de passarem para fora do intestino e “escaparem” em direção à circulação do corpo. Este vazamento contribui para a inflamação sistêmica global (). A inflamação no intestino também contribui para a má absorção de nutrientes.

Lipopolissacarídeos (LPS) são moléculas que fazem parte do revestimento de algumas bactérias normalmente encontradas no intestino. LPS produz uma forte resposta imune. Altos níveis de LPS no sangue são um sinal de ” síndrome do vazamento da massa fecal”.


A medição da inflamação

A inflamação em pessoas com HIV mostra em altos níveis de alguns elementos no sangue:

  • A Interleucina 6 está envolvida tanto em termos de aumento e redução da inflamação. Ele aumenta rapidamente após o exercício.
  • A proteína C reativa é pensada para vincular-se a células danificadas, atraindo substâncias que irão remove-las. É uma medida de alcance geral da inflamação. Ele sobe rapidamente e de forma dramática durante infecções.
  • Dímero D é produzido quando a formação de coágulos no sangue quebrar . É uma medida de alcance geral da inflamação. Ele também é usado para diagnosticar a formação de coágulos no sangue, especialmente coágulos de sangue nas veias profundas ou nos pulmões
  • A cistatina C é utilizado principalmente como um indicador de saúde renal. No entanto, alto níveis de cistatina C têm sido relacionadas à doença cardíaca, problemas  nervosos e o aumento nas taxas de óbito.

Tratamento da inflamação por HIV

Os investigadores estão estudando os anti-inflamatórios que têm sido utilizados em outras doenças como a artrite reumatoide e tentando aprender a partir de outros estudos de ativação imune, inflamação e envelhecimento.

Outra área de pesquisa em HIV envolve o ambiente bacteriano do intestino. Essas bactérias podem afetar os resultados de várias doenças. Intervenções que afetam estas bactérias pode ser úteis e isso inclui “probióticos” como acidophilus e outras culturas vivas que estimulam o crescimento de bactérias no intestino.

Resumo

A inflamação é um processo complexo. A inflamação aguda é uma parte normal do processo de cicatrização do corpo. A inflamação crônica pode danificar o corpo e está associada com muitos problemas crônicos de saúde e com o envelhecimento normal.

O HIV é uma doença inflamatória e causa inflamação crônica. Isto pode acelerar mudanças físicas normalmente associadas com o envelhecimento.

Vários possíveis tratamentos para a inflamação crônica estão sendo estudados.

Seria interessante se você pudesse acompanhar a próxima postagem

Traduzido por Claudio Souza do original em HIV and Inflammation Revisado por Mara Macedo em 14 de Abril de 2016

Permission to Use Fact Sheets

Permission is hereby granted to download, print, duplicate, and distribute any of the InfoNet materials, provided that they are distributed without charge and are used without modification. All InfoNet materials are copyright © 2016 International Association of Providers of AIDS Care. In accordance with the Americans with Disabilities Act, the information in the InfoNet site is available in alternate formats upon request. The information provided by this server does not represent the official statements or views of the International Association of Providers of AIDS Care.

Anúncios

Olha só pessoal.

No início do post tem uma imagem com um texto falando sobre o trabalho e os custos que a gente tem. Você que está me lendo agora, pode e tem o direito de não acreditar.

No mês de mais, quando mais de quarenta mil visitas foram registradas, houve três cooperações.

Quando nós pedimos cooperação financeira, qualquer valor é bom.

Sabe, o beija-flor pode carregar uma diminuta gota d’água em seu bico, no afã de apagar o incêndio na floresta….

E nunca será insuficiente 😊

Está conta serve para transferências de qualquer banco ou depósitos na boca do caixa de qualquer agência do Santander

Esta conta não permite, senhores abusadores, que seja feito nada a título de débito nela.

Você não poderá, como já pôde, assinar 65 revistas de uma só editora e, muito menos abrir contas de acesso à Internet 🙂

Precisa conversar

Whats App Soropositivo.Org

Estamos aqui para ajudar a pensar, não para diagnosticar. Não somos médicos ou profisionais de saúde. Buscamos ajudar com palavras amigas, conforto espiritual e, na medida do possível, terminar com a neurose gerada por bloqueiros de meia pataca ou homofóbicos sem caráter que não pensam duas vezes antes de espalhar terros entre pessoas que, quer eles, os homofóbicos, queiram ou não, são seres humanos. Tenha em mente que o numero do WhatsApp esta conectado a um CPF

A PEP é um direito de todos! Saiba onde a achar

A PEP é um direito de Todos

A PEP É um DIREITO DEDOS

[EIKYGMrz]

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico 2013/2014

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico
%d blogueiros gostam disto: