Há Vida com HIV
Uma mulher em sua vista ao "gineco".

Herpes Genital Ou Infecção por Herpes Vírus – Alguns Fatos

Oi. O blog precisa de seu apoio para continuar. Até aqui, leitores, foram 20 anos de trabalho, fiz o que pude, quase sem ajuda. Agora preciso MUITO de ajuda. Este QR code, ou o email soropositivowebsite@soropositivo.org servem como PIX. Apoie este trabalho! Ele é feito para pessoas como você

Oi. O blog precisa de seu apoio para continuar. Até aqui, leitores, foram 20 anos de trabalho, fiz o que pude, quase sem ajuda. Agora preciso MUITO de ajuda. Este QR code, ou o email soropositivowebsite@soropositivo.org servem como PIX. Apoie este trabalho! Ele é feito para pessoas como você

herpes genital precisa de atenção ginecológica entre mulheresHerpes genital, a infecção por herpes virus, é uma doença sexualmente transmissível (DST) comum que qualquer pessoa sexualmente ativa pode contrair. A maioria das pessoas com o vírus não apresenta sintomas. Mesmo sem sinais da doença, o herpes ainda pode se espalhar para parceiros sexuais. Neste texto alguns fatos sobre Herpes genital.

O que é herpes genital?

O herpes genital é uma DST causada por dois tipos de vírus. Os vírus são chamados de vírus herpes simplex tipo 1 (HSV-1) e vírus herpes simplex tipo 2 (HSV-2).

Oi. O blog precisa de seu apoio para continuar. Até aqui, leitores, foram 20 anos de trabalho, fiz o que pude, quase sem ajuda. Agora preciso MUITO de ajuda. Este QR code, ou o email soropositivowebsite@soropositivo.org servem como PIX. Apoie este trabalho! Ele é feito para pessoas como você

Oi. O blog precisa de seu apoio para continuar. Até aqui, leitores, foram 20 anos de trabalho, fiz o que pude, quase sem ajuda. Agora preciso MUITO de ajuda. Este QR code, ou o email soropositivowebsite@soropositivo.org servem como PIX. Apoie este trabalho! Ele é feito para pessoas como você

O que é herpes oral?

O herpes oral é geralmente causado pelo HSV-1 e pode resultar em feridas ou bolhas de febre na boca ou ao redor dela. No entanto, a maioria das pessoas não apresenta sintomas. A maioria das pessoas com herpes oral foi infectada durante a infância ou na idade adulta por contato não sexual com a saliva.

Existe uma ligação entre herpes genital e herpes oral?

O herpes oral causado pelo HSV-1 pode ser transmitido da boca aos órgãos genitais por meio do sexo oral. É por isso que alguns casos de herpes genital são causados ​​pelo HSV-1.

Quão comum é o herpes genital?

O herpes genital é comum no mundo. Nos Estados Unidos, por exemplo, mais de uma em cada seis pessoas com idade entre 14 e 49 anos tem herpes genital.

Oi. O blog precisa de seu apoio para continuar. Até aqui, leitores, foram 20 anos de trabalho, fiz o que pude, quase sem ajuda. Agora preciso MUITO de ajuda. Este QR code, ou o email soropositivowebsite@soropositivo.org servem como PIX. Apoie este trabalho! Ele é feito para pessoas como você

Oi. O blog precisa de seu apoio para continuar. Até aqui, leitores, foram 20 anos de trabalho, fiz o que pude, quase sem ajuda. Agora preciso MUITO de ajuda. Este QR code, ou o email soropositivowebsite@soropositivo.org servem como PIX. Apoie este trabalho! Ele é feito para pessoas como você

Como o herpes genital se espalha?

Você pode contrair herpes genital fazendo sexo vaginal, anal ou oral com alguém que tenha a doença.

Se você não tiver herpes, poderá ser infectado se entrar em contato com o vírus do herpes em:

  • Uma ferida de herpes;
  • Saliva (se seu parceiro tiver infecção por herpes oral) ou secreções genitais (se seu parceiro tiver infecção por herpes genital);
  • Pele na área oral, se seu parceiro tiver uma infecção por herpes oral, ou pele na área genital, se seu parceiro tiver uma infecção por herpes genital.

Você pode contrair herpes de um parceiro sexual que não tenha uma ferida visível ou que não saiba que está infectado. Também é possível contrair herpes genital se você receber sexo oral de um parceiro sexual que tenha herpes oral.

Oi. O blog precisa de seu apoio para continuar. Até aqui, leitores, foram 20 anos de trabalho, fiz o que pude, quase sem ajuda. Agora preciso MUITO de ajuda. Este QR code, ou o email soropositivowebsite@soropositivo.org servem como PIX. Apoie este trabalho! Ele é feito para pessoas como você

Oi. O blog precisa de seu apoio para continuar. Até aqui, leitores, foram 20 anos de trabalho, fiz o que pude, quase sem ajuda. Agora preciso MUITO de ajuda. Este QR code, ou o email soropositivowebsite@soropositivo.org servem como PIX. Apoie este trabalho! Ele é feito para pessoas como você

Você não pegará herpes por causa de assentos de sanitários, roupas de cama ou piscinas, ou ao tocar em objetos ao seu redor, como talheres, sabonete ou toalhas. Se você tiver perguntas adicionais sobre como o herpes se espalha, considere discutir suas preocupações com um profissional de saúde.

Como posso reduzir o risco de contrair herpes genital?

A única maneira de evitar DSTs é não fazer sexo vaginal, anal ou oral.

Se você for sexualmente ativo, você pode fazer o seguinte para diminuir suas chances de contrair herpes genital:

Olá. Talvez você precise conversar. Estes são nossos telefones de contato por WHTS APP - Por favor, não ligue, procure-nos por chat Beto Volpe em +55 13 997 239 499 Entre 09:00 e 20:00

  • Ter um relacionamento mutuamente monogâmico de longo prazo com um parceiro que não está infectado com uma DST (por exemplo, um parceiro que foi testado e tem resultados de teste de STD negativos);
  • Usar preservativos de látex da maneira certa sempre que fizer sexo.

Esteja ciente de que nem todas as feridas de herpes ocorrem em áreas cobertas por um preservativo de látex. Além disso, o vírus do herpes pode ser liberado (derramamento) de áreas da pele que não apresentam feridas de herpes visíveis. Por essas razões, os preservativos podem não protegê-lo totalmente contra o herpes.

Se você está em um relacionamento com uma pessoa que sabe ter herpes genital, você pode diminuir o risco de contrair herpes genital se:

  • Seu parceiro toma um medicamento anti-herpes todos os dias. Isso é algo que seu parceiro deve discutir com o médico.
  • Você evita sexo vaginal, anal ou oral quando seu parceiro tem sintomas de herpes (ou seja, quando seu parceiro está tendo um surto).
Estou grávida. Como o herpes genital pode afetar meu bebê?

Se você está grávida e tem herpes genital, é muito importante que compareça às consultas de pré-natal. Informe ao seu médico se você já teve sintomas ou foi diagnosticado com herpes genital. Informe também o seu médico se você já foi exposto ao herpes genital. Algumas pesquisas sugerem que a infecção por herpes genital pode levar ao aborto espontâneo ou pode tornar mais provável o parto prematuro.

A infecção por herpes pode ser transmitida de você para o feto antes do nascimento, mas é mais comumente transmitida para o bebê durante o parto. 

Isso pode levar a uma infecção potencialmente mortal em seu bebê (chamada herpes neonatal). 

É importante que você evite contrair herpes durante a gravidez. Se estiver grávida e tiver herpes genital, podem ser oferecidos medicamentos anti-herpes no final da gravidez. Este medicamento pode reduzir o risco de ter sinais ou sintomas de herpes genital no momento do parto. No momento do parto, seu médico deve examiná-la cuidadosamente em busca de feridas de herpes. Se você tiver sintomas de herpes no parto, geralmente uma ‘cesariana’ é realizada.

Como posso saber se tenho herpes genital?

A maioria das pessoas com herpes genital não apresenta sintomas ou apresenta sintomas muito leves. Você pode não notar sintomas leves ou pode confundi-los com outra doença de pele, como espinha ou pelos encravados. Por causa disso, a maioria das pessoas que têm herpes não sabe disso.

As feridas de herpes geralmente aparecem como uma ou mais bolhas nos órgãos genitais, reto ou boca. As bolhas se rompem e deixam feridas dolorosas que podem levar uma semana ou mais para cicatrizar. Esses sintomas às vezes são chamados de “surto”. Na primeira vez que uma pessoa tem um surto, ela também pode apresentar sintomas semelhantes aos da gripe, como febre, dores no corpo ou glândulas inchadas.

Pessoas que experimentam um surto inicial de herpes podem ter surtos repetidos, especialmente se estiverem infectadas com HSV-2. Os surtos repetidos são geralmente mais curtos e menos graves do que o primeiro. Embora a infecção permaneça no corpo pelo resto da vida, o número de surtos pode diminuir com o tempo.

Você deve ser examinado pelo seu médico se notar algum desses sintomas ou se seu parceiro tiver uma DST ou sintomas de uma DST. Os sintomas de DST podem incluir uma ferida incomum, uma secreção genital malcheirosa, queimação ao urinar ou (para mulheres) sangramento entre os períodos.

Como meu médico saberá se eu tenho herpes?

Seu médico pode diagnosticar herpes genital simplesmente observando seus sintomas. Os provedores também podem pegar uma amostra da (s) ferida (s) e testá-la. Em certas situações, um exame de sangue pode ser usado para procurar anticorpos contra o herpes. Tenha uma conversa franca e aberta com seu médico e pergunte se você deve fazer o teste de herpes ou outras DSTs.

Observação: um exame de sangue para herpes pode ajudar a determinar se você tem infecção por herpes. Não se pode dizer quem lhe causou a infecção ou há quanto tempo está infectado.

O herpes pode ser curado?

Não há cura para o herpes. No entanto, existem medicamentos que podem prevenir ou reduzir os surtos. Um desses medicamentos anti-herpes pode ser tomado diariamente e torna menos provável que você passe a infecção para o (s) seu (s) parceiro (s) sexual (is).

O que acontece se eu não for tratado?

O herpes genital pode causar feridas genitais dolorosas e pode ser grave em pessoas com sistema imunológico suprimido.

Se você tocar suas feridas ou os fluidos delas, poderá transferir o herpes para outra parte do corpo, como os olhos. Não toque nas feridas ou fluidos para evitar espalhar o herpes para outra parte do corpo. Se você tocar nas feridas ou fluidos, lave as mãos imediatamente para ajudar a evitar a propagação da infecção.

Se você estiver grávida, pode haver problemas para você e para o feto em desenvolvimento ou para o bebê recém-nascido. Veja “Estou grávida. Como o herpes genital pode afetar meu bebê?”Acima para obter informações sobre isso.

Ainda posso fazer sexo se tiver herpes?

Se você tem herpes, deve falar com seu (s) parceiro (s) sexual (is) e informá-lo de que você tem e dos riscos envolvidos. O uso de preservativos pode ajudar a diminuir esse risco, mas não o eliminará completamente. Ter feridas ou outros sintomas de herpes pode aumentar o risco de propagação da doença. Mesmo que não apresente nenhum sintoma, você ainda pode infectar seus parceiros sexuais.

Você pode ter dúvidas sobre como o herpes genital afetará sua saúde geral, vida sexual e relacionamentos. É melhor para você conversar com um profissional de saúde sobre essas preocupações, mas também é importante reconhecer que, embora o herpes não seja curável, ele pode ser tratado com medicamentos. A terapia supressiva diária (ou seja, o uso diário de medicação antiviral) para o herpes também pode diminuir o risco de transmitir o herpes genital ao seu parceiro sexual. Certifique-se de discutir as opções de tratamento com seu médico. Visto que o diagnóstico de herpes genital pode afetar como você se sentirá em relação aos relacionamentos sexuais atuais ou futuros, é importante entender como falar com os parceiros sexuais sobre DST

 

Qual é a ligação entre herpes genital e HIV?

A infecção por herpes pode causar feridas ou fissuras na pele ou no revestimento da boca, vagina e reto. Isso fornece uma maneira de o HIV entrar no corpo. Mesmo sem feridas visíveis, ter herpes genital aumenta o número de células CD4 (as células que o HIV direciona para entrar no corpo) encontradas no revestimento dos genitais. Quando uma pessoa tem HIV e herpes genital, as chances são maiores de que o HIV se espalhe para um parceiro sexual não infectado pelo HIV durante o contato sexual com a boca, vagina ou reto do parceiro.

  1. Básico Sobre HIV/AIDS
  2. Sexo oral e HIV
  3. Hepatite Também É Uma Doença Viral
  4. A Pandemia HIV/AIDS Não Acabou!
  5. Indetectável?
  6. Tenho HIV? Se deu reagente… Sim! É vida que segue
  7. Toxoplasmose
  8. A PrEP Ne Sempre É Eficaz!
  9. Lésbicas, sexo oral e DST
Oi. O blog precisa de seu apoio para continuar. Até aqui, leitores, foram 20 anos de trabalho, fiz o que pude, quase sem ajuda. Agora preciso MUITO de ajuda. Este QR code, ou o email soropositivowebsite@soropositivo.org servem como PIX. Apoie este trabalho! Ele é feito para pessoas como você

Oi. O blog precisa de seu apoio para continuar. Até aqui, leitores, foram 20 anos de trabalho, fiz o que pude, quase sem ajuda. Agora preciso MUITO de ajuda. Este QR code, ou o email soropositivowebsite@soropositivo.org servem como PIX. Apoie este trabalho! Ele é feito para pessoas como você

Deixe um comentário
Olá! Será que você me autorizaria enviar-te mensagens avisando sobre novas publicações? Seria bom, pois você sempre estaria informado sobre o que há de novo em HIV/AIDS e outras DST's! Você sempre poderá cancelar isso com dois ou três cliques e eu jamais saberei quem você é! Sim ou não? :-)
Dismiss
Allow Notifications