Uma vacina a cada oito semanas poderia substituir o atual tratamento diário oral contra o HIV em 2020

De acordo com a  Organização Mundial de Saúde37 milhões de pessoas vivem com o HIV em todo o mundo. Mais de dois milhões de pessoas são infectadas a cada ano, e se estima que o tratamento e cuidados de HIV representam uma despesa de 22 milhões de euros por ano.

Inside a virus. Health, epidemic, virus, ebola

Una vacina eficaz continua sendo a melhor esperança para por fim a esta epidemia. Uma combinação de dois medicamentos de ação prolongada contra o HIV, a rilpivirina e o cabotegravir, que seriam injetados a cada quatro ou oito semanas provaram ser igualmente eficazes na eliminação do vírus que provoca a AIDS como no caso de ingestão oral diária de três drogas contra o HIV .

Uma investigação está atualmente em fase de ensaios clínicos 2. Em  32 semanas, as taxas de supressão viral para pacientes recebendo sua dose a cada oito ou quatro semanas foram de 95% e 94%, respectivamente. Embora as taxas de extinção para pacientes que continuaram com o esquema oral de três drogas foi de 91%.

Paul Stoffels,  diretor científico e farmacêutico presidente na Johnson & Johnson, disse que se esses resultados são repetidos em ensaios clínicos do último estágio, o novo tratamento poderia estar disponível para o ano de 2020.

” Apesar do grande avanço no tratamento do HIV, o ônus de tratamento de pacientes com HIV permanece elevado. Fórmulas injetáveis de longa ação podem oferecer outras opções de tratamento de manutenção do HIV “, disse.

O novo tratamento poderia oferecer às pessoas que vivem com o HIV a opção para alterar o padrão do  regime de três-medicamentos-diariamente, para um regime de “todos-os -medicamentos-de-ação-prolongada-injetados” que poderia manter a supressão viral com apenas seis ou doze administrações de cada medicação por ano.

Esta é uma boa notícia porque a Comissão Europeia decidiu investir 23 milhões de euros para acelerar o desenvolvimento de uma vacina contra o HIV, um projeto que envolve três equipes espanholas: o Instituto de Investigação sobre a sida ( IDIBAPS IrsiCaixa) , o Hospital Clinic de Barcelona e o Instituto de Saúde Carlos III de Madrid. A Iniciativa Europeia para a Vacina contra a AIDS (EAVI2020) faz parte do programa/quadro de investigação e inovação horizonte 2020, reúne os principais investigadores do HIV de organizações públicas e empresas de biotecnologia em toda a Europa, a Austrália, o Canadá e os Estados Unidos. Idibaps e IrsiCaixa são membros do  consórcio que reúne cientistas de 22 instituições.

A iniciativa EAVI 2020 reúne uma equipe multidisciplinar de biólogos moleculares, os imunologistas, virologistas, bio-tecnólogos e médicos, que fornece a amplitude de especialização necessários para mover, através da escala de pré-clínica e na produção, as recentes descobertas no laboratório para os primeiros ensaios clínicos.

Se Você pode, apoie

Nós temos muitos projetos a serem realizados, mas não temos recursos.

Por outro Lado, temos nossos custos operacionacionais, que não são poucos.

Se Você gosta deste trabalho, pode ajudar e assim o deseja, faça uma colaboração em nossa vakinha

Apoie-nos com o que desejar.
Este botão não leva á uma movimentação financeira. Mas, sim até a página da vakinha

Em nenhuma outra entrevista eu fui tão bem tratado e nunca estive em uma entrevista em que não tivesse ocorrido edições, com as exceções da Adtrid e do Erotika da MTV

1 Comment

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.