Anúncios
News Ticker

O que é o HIV? E o Ciclo e vida dele, como é?

Pessoal, manter o site nos traz custos, custos estes que estão difíceis para arcarmos sozinhos. Nós queremos continuar trazendo informações e ajudando as pessoas que chegam até aqui, mas para isso também precisamos de ajuda. Qualquer valor é bem vindo e nos ajudará a manter o site de pé, caso contrário não conseguiremos mais ter esse canal de informação e ajuda mútua. Segue a conta para depósito: Banco do Brasil, agência 1521-0, conta corrente 19957-5, em nome de Claudio Souza

world fight against AIDSOlá! Quer você saiba pou­co sobre o HIV ou seja um Ex­pert, sempre há algo mais para se apren­der.

De fato, há tanto para se apren­der sobre o HIV que parece im­possível con­segui-lo.

Mas nós es­tamos aqui para isso!.

Use es­ta página como um ponto de partida para começar a apren­der o que você pre­cisa saber.
Va­mos começar com o básico: HIV é o acrônimo para a ex­pressão em inglês “hu­man im­mun­ode­fi­ciency vírus”, Vírus da Imun­ode­ficiência Hu­mana.

Como eu con­traio HIV?

 

Você pode con­trair HIV prat­ic­ando sexo in­se­guro (sem campainha) ou compartilhando agul­has e out­ros apet­rechos es­pecífi­cos para o uso de dro­gas in­jetáveis.

 

Quem “pega” HIV?

 

Qualquer um pode con­trair HIV. HIV é um vírus; uma vez que ele se in­stala em seu corpo, ele pode deixá-lo doente.

E não im­porta se você é rico ou pobre, se tem 14 anos ou 70; branco ou negro; gay ou hétero; cas­ado ou solteiro.

É o que VOCE FAZ e NÃO QUEM VOCÊ É , que te coloca em risco de con­trair HIV.

 

Quanto tempo leva até eu sen­tir sin­to­mas do HIV?

 

Pess­oas po­dem viver dez anos ou mais sem nunca ter sin­to­mas. Out­ras pess­oas po­dem ap­resent­ar sin­to­mas logo após a in­fecção.

A única maneira de você saber se é ou não sor­o­pos­it­ivo para HIV é fazer o ex­ame para HIV.

 

Quanto tempo eu vou viver com HIV?

 

Se você mantiver sua con­t­agem de CD4 alta e sua carga vir­al baixa, to­mar seus remédi­os cor­reta­mente e mantiver uma vida saudável, não há razões para que você pense que vai ter uma vida mais cur­ta que uma pess­oa que não tem HIV.

As mais re­cen­tes pesquisas mostram que os HIV pos­it­ivos sob trata­mento po­dem viver uma vida tão longa quanto a dos HIV neg­at­ivos, vivendo bem até os 70 anos e além desta idade – e estas estimativas vão aumentando a me­dida em que os medic­a­men­tos vão se tor­nando cada vez mel­hores e mais  efi­cientes.

 

O que de­ve fazer uma pess­oa que re­ce­beu um teste HIV pos­it­ivo?

 

Representaão meramente ilustrativa do HIV no Mundo

Infelizmente o percentual de pessoas que faz o uso consistente da camisinha como maneira de proteger-se do uso da camisinha é muito baixo. Para mudar este quadro seria, e é, preciso muitas campanhas consistentes sobre prevenção ao HIV e, também, de outras DST e da gravidez não desejada ou não planejada.

Se você foi con­fir­m­ado por um ex­ame medico como HIV pos­it­ivo, en­taão há uma série de ex­ames que o seu médico terá de  fazer para men­sur­ar o es­tado da in­fecção por HIV e de­cidir se já é ne­cessário en­trar com a medicação con­tra o vírus.

Para a maior parte das pess­oas, se elas nao seguem as re­comendações médicas e não ini­ciam a medicação as­sim que ela é re­comendada (ex., quando sua con­t­agem de C$ está baixa ou sua carga vir­al está alta), even­tu­al­mente o sis­tema imun­ológi­co des­tas pess­oas pode se en­fraque­cer ao ponto de desen­volver doenças que o acom­pan­harão pelo resto da vida.
Se você é recém dia­gnost­ic­ado, não ima­gina o quão valioso pode ser pro­cur­ar um grupo de apoio com o qual com­partil­har suas duvi­das, medos e aflições.

 

De onde o HIV veio?

As ori­gens do HIV ainda são obscur­as ( nota do editor: cliquei aqui para saber mais).

Uso consistente do preservativo como meio de prevenção ao HIV

Infelizmente o percentual de pessoas que faz o uso consistente da camisinha como maneira de proteger-se do uso da camisinha é muito baixo. Para mudar este quadro seria, e é, preciso muitas campanhas consistentes sobre prevenção ao HIV e, também, de outras DST e da gravidez não desejada ou não planejada.

Cientis­tas da atu­al­id­ade pensam que, cerca de cem anos atrás, na África, um an­ces­tral do HIV evoluiu e con­seguiu sal­tar de prim­atas para seres hu­manos.

Já a história da pan­demia glob­al é mais re­cente, no en­t­anto:

O mundo começou a pre­star atenção ao HIV no ini­cio da década de 80, no século XX, quando ho­mens gays de São Fran­cisco começaram a mor­rer de doenças mis­teri­o­sas.

O termo “AIDS” –que os medi­cos usam quando uma pess­oa está com a in­fecção por HIV num estágio avançado – não era con­hecido
até 1982, e o vir­us con­hecido como HIV não havia sido rela­cion­ado à AIDS, como causa da AIDS até 1984.

Gold­man, Ed­it­or­i­al Dir­ect­or of TheBody.com

Este vídeo foi preparado pelo Dr.Dorival Filho

Este vídeo fala em doenças oportunistas. Talvez você não saiba o que são doenças oportunistas. Para entender, clique no link abaixo

 

Doenças Oportunistas

 

 

Anúncios

Olha só pessoal.

No início do post tem uma imagem com um texto falando sobre o trabalho e os custos que a gente tem. Você que está me lendo agora, pode e tem o direito de não acreditar.

No mês de mais, quando mais de quarenta mil visitas foram registradas, houve três cooperações.

Quando nós pedimos cooperação financeira, qualquer valor é bom.

Sabe, o beija-flor pode carregar uma diminuta gota d’água em seu bico, no afã de apagar o incêndio na floresta….

E nunca será insuficiente 😊

Está conta serve para transferências de qualquer banco ou depósitos na boca do caixa de qualquer agência do Santander

Esta conta não permite, senhores abusadores, que seja feito nada a título de débito nela.

Você não poderá, como já pôde, assinar 65 revistas de uma só editora e, muito menos abrir contas de acesso à Internet 🙂

Precisa conversar

Whats App Soropositivo.Org

Estamos aqui para ajudar a pensar, não para diagnosticar. Não somos médicos ou profisionais de saúde. Buscamos ajudar com palavras amigas, conforto espiritual e, na medida do possível, terminar com a neurose gerada por bloqueiros de meia pataca ou homofóbicos sem caráter que não pensam duas vezes antes de espalhar terros entre pessoas que, quer eles, os homofóbicos, queiram ou não, são seres humanos. Tenha em mente que o numero do WhatsApp esta conectado a um CPF

A PEP é um direito de todos! Saiba onde a achar

A PEP é um direito de Todos

A PEP É um DIREITO DEDOS

[EIKYGMrz]

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico 2013/2014

Top Blog Pessoal Saúde Juri Acadêmico
%d blogueiros gostam disto: